MC BethElisabeth Red Moon

Encontrados 2 pensamentos de MC BethElisabeth Red Moon

As palavras não dizem o que o olhar e a intenção condena

MC BethElisabeth Red Moon
Inserida por MCBETH

•Era uma vez a menina que todos desacreditavam...

- Uma pequena menina ouvia os exemplos do grande sábio...
Já os outros, seus exemplos compartilhavam ...
mas na hora de agir não encaixavam...
•O silêncio,com a sabedoria nela depositavam...sabiam a responsabilidade que levara,pois na sua aparência não acreditariam no que carregara...
Não tinha medo de viver e o que os outros pensavam não à fazia esmurecer...
Lá a menininha seguia ...mesmo quando crescia ,ninguém à via ,pois a imagem que ficava era daquela menina sorridente, a maluquinha...
Enquanto no passado se prendiam,nela a juventude cada dia renascia, o que para todos era motivo de coagir ,para ela viver era reagir ...
Cada vez que dela desacreditavam,mais velhos ficavam e com as suas próprias vidas não se importavam...
Certo dia a consciência bateu em suas portas ,mesmo com tudo em mãos,parecia um teto vazio com a companhia da solidão.
Viviam a felicidade para outros e esqueciam da sua própria felicidade,dando abrigo à julgamentos e debates...
Levaram à vida tão à sério, em auto afirmação, como se tudo fosse um combate ou competição.
A menina não se cansava e tentava mostrar para todos ,o quanto a vida fora não se jogava ...
-Mas porque todos não conseguiam ver ?
...O que para ela ,era fácil perceber...
- Para que ser igual? pareciam doentes ,mas a menina era desdenhada por ver a vida de uma forma diferente...
Diferente achava que poderia presentear ao mostrar...incansável queria tentar,mas nada parecia fazer os iguais enxergar...
A menina não se cansou ,mas precisou ir para quem à chamou ...um vento leve,uma brisa que a cada dia ensinava o que tanto ela procurava ...
Não era preciso tanto para ser feliz,pois o pouco que tinha para uns, era o muito que a fincava em sua raiz...
Cada pedacinho de pedra ,cada pedacinho de terra,era tudo sagrado para ela...
Ela sabia que enquanto os iguais queriam ser irreais, não conseguiriam ver o quanto eram capaz ou encontrar a sua paz...
Isso não à fez desistir ,mas saber que em todos os iguais, um pedacinho dela ficou ali e que um dia poderá com todos eles a esperança, novamente voltar à sorrir .

•A maior oração não é aquela onde todos repetem ,mas a que se ouve dentro de si mesmo e isso não se veste.

Elisabeth RedMoon

MC BethElisabeth Red Moon
Inserida por MCBETH
1 compartilhamento