Maria Lu T S Nishimura

151 - 175 do total de 227 pensamentos de Maria Lu T S Nishimura

O amor não tem distancia, se tiver não é amor, é saudade, desejo e vontade de amar!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Deixe fluir o universo em você e depois seja a alma do que quiser:
- Do canto dos passarinhos!
- Das flores e suas cores!
- Da lua,
- Das estrelas...
E de repente pode ser nada ...
Mas, também se de repente quiser ser alguém, apenas contemple sem interferir com o pensamento e flua na tua alma e deixe Deus se manifestar em você!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Já não tenho mais a ansiedade nas palavras ditas, ando preferindo o silêncio!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Já sou parte da sabedoria, pois encontrei no silêncio o manifesto mais elevado da alma!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Diga-me uma frase sua...
- Vamos dormir!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Um soneto para Deus

Já ouvi que Deus não é um nome,
mas mesmo que há quem não ache,
e que estes muitos não o proclame,
á mim Ele é nome e é Supremo Chefe!

Não que há em Deus o ego de mandar,
nem essa coisa terrena de liderança.
Em Deus há somente o dom de amar,
e espalhar o bem em toda esperança!

Pois, seu nome Deus é o mais eleito
porque o universo inteiro o chama,
em cada suspiro que há no peito...

ou ainda que sucumba à morte,
à Ti óh Deus, a vida é toda alma
e viver é sim nossa grande sorte!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Sabedoria é o encontro da própria consciência com o próprio silêncio!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Inspira - te e faça - te em cor numa tela, em letras numa escrita, em sabor numa receita, em arremate em uma costura, em jóia de um ourives e num frasco de perfume o olor sublime de uma "fungada" bem sentida no amor sobre a cama!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Não pergunte à um pintor, porque pintas; não pergunte à um poeta porque escreve em rimas e a mim não pergunte nada, mesmo porque só sei pintar em versos, frases, pensamentos, reflexões, sonetos, crônicas, romances ou literatura infantil, no resto não sei mais nada!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Esvazie a sua mente e preencha-a somente com a felicidade, porque na verdade só isso importa!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

O amor é uma grande parte de você em mim, pode parecer dúbio e carnal, mas é pornografia da alma!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

O encanto derramou um pranto e inundou um rio que ficou todo encantado!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Um soneto à Leonardo da Vinci

Pero meu caminho desta vida
tropecei nas pedras de Drumond
e cai nas raias da poesia resumida
dizendo sim, contra o mundo de não!

Foi assim que também pela pintura vi
os tropeços de alguém que sonha
e me apaixonei por Leonardo da Vinci,
pois na sua arte o mistério se compunha!

No mistério enigmático de sua pintura
retratado na famosa obra de Mona Lisa
pôs-me curiosa a quiçá da estrutura...

do que leva o enigma e o mistério à arte
está também a suavidade e a beleza:
pincéis de Da Vinci, letras de minha parte!


Leonardo di Ser Piero da Vinci, ou simplesmente Leonardo da Vinci, foi um polímata nascido na atual Itália, uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento, que se destacou como cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico.

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Confia

Sou a luz a iluminar o seu caminho, confia, confia..
Sou a paz a fazer morada no seu coração, confia, confia...

Levante as suas mãos, abra o seu coração,
sou as preces de Jesus em suas mãos!

Confia...confia...confia...

Sou a luz a iluminar o seu caminho
você não está sozinho,
levante as suas mãos
sou as preces de Jesus, no seu coração!

Confia...confia...confia...

Eu sei que o mundo é complicado,
que o homem é cheio de pecado,
mas eu te ofereço, o meu perdão!

Levante as suas mãos
sou as preces de Jesus, no seu coração!
Você não está mais sozinho,
sou a luz, a iluminar o seu caminho.

Confia...confia...confia

A vitória em suas mãos
já não é mais ilusão
sou as preces de Jesus no seu coração!

Confia...confia...confia...

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Quando eu partir

Quando eu partir, encontre - me no Google,
no Facebook, no Instagram ou no Twitter,
estarei nas nuvens postada no meu blogue
em milhares de poemas, se quiseres ler...

Quando eu partir não precisa me curtir,
afinal a morte não se curte, se lamenta,
mas, talvez minha falta não possa sentir
e diga que fui tão ardida feito a pimenta!

Quando eu partir o que importa o que diz,
deste tudo que sou, ou nada que mais ser...
Ser...ou não ser, eis a questão que não fiz,

por não ser igual a ninguém no meu viver
sendo apenas eu mesma! Este ser feliz!
Depois é vida eterna no alcance ao morrer.

II

Depois, na vida eterna no pleno existir
estarei na ar, no mar, no céu e no luar,
estarei no movimento: no ato de ir e vir;
quem sabe serei uma estrela a brilhar!

Depois, na vida eterna verei tudo de lá
estarei junto de Deus que tudo pode ver;
que sabe o tudo quanto é, foste ou será
e numa incógnita apenas o eterno viver!

Depois, na vida eterna o ser sem corpo,
o viver sem matéria, plena só para amar,
Espírito eterno de luz, um ser no Olimpo...

Depois, na vida eterna sem Cruz da vida,
vida de Jesus Cristo o pregador do campo
depois na vida eterna, a vida sem dúvida!

III

Quando eu ressurgir a viver a ressurreição,
reencarnação do Espírito que prega o amor
poderia ser quem reconhecer a alucinação
ou a verdade na remissão de ser pecador...

Aquele que vem buscar o seu polimento
pagar seu débito carmático e carismático
porque foste reivindicador de pensamento
na pregação de um sábio ou um lunático!

Caso eu não ressurgir, então reze por mim
faça orações e preces em minha memória
porque santificada será a alma deste fim,

em que alcancei a perfeição e toda a Glória!
Mas, se eu ressurgir, outra vez partirei enfim
e outra vez morrerei até ser eterna memória!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Um proposta de amor

Somos parte da natureza divina,
crescer continuamente é natural,
porém se há deserto e há ruína...
é porque falta - lhe bem espiritual!

Bem espiritual é semente de amor,
é evolução e crescimento virtuoso
em que tudo nasce com resplendor,
floresce e germina pleno e glorioso!

Viva de acordo com a natureza viva,
porque viver é ser feliz, pleno e total
tendo gratidão ao sol e a doce chuva!

Não enfureça na seca e pela tristeza
nem vá contra o lançar de uma ogiva,
pois, o desequilíbrio desfaz a natureza!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Falta amor no mundo...acrescente!

Maria Lu T S Nishimura

Ao se reunir entre duas pessoas, não fale de uma terceira e assim sucederá em quantidade e ordem, em que vale o mesmo princípio!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Pista da vaidade

Por qual caminho vou,
pra deixar meu rastro?
Se a via me encantou
e nela me alastro...

De certo que se vejo,
é real ou será montagem!
Por meu real desejo
torço que não tenham coragem...

de tanto engano de vista,
fica como espanto em verdade,
pois, se há gosto, há conquista!

Nestes termos assim a vaidade,
pode ser da própria pista,
porque põe rastro na liberdade!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

A vida é um eco, ecoe!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Enquanto vejo o vento fazer a folha balançar, penso se estou no movimento feito a folha ou feito a ordem do vento!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

A relevância da fama após a morte demonstra que a vida não é medíocre, mas a oportunidade o é!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

O estômago é o grande mestre da saúde, se você o respeita, ele te dará a elegância de um corpo saudável.

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

O amor que vivo é a reciprocidade de um tempero, de uma palavra e de uma cama quente!

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura

Um soneto à Platão

Se conheço a mim mesma,
deveras que és por ti Platão
que fizeste - me a razão d'alma,
meu ímpeto e minha emoção!

Não fujo ao que me faz sabia,
se em tudo há racionalidade
do que argumenta a filosofia,
em mim um resto de vaidade...

porque se conheces o que tu és
reconhecerei em mim o que sou
ás margem da razão que me fez!

Só assim a liberdade de que falou,
em mim apraz - me ser sem revez,
pois, de ti, fiz de mim o que sou!

Platão foi um filósofo e matemático do período clássico da Grécia Antiga, autor de diversos diálogos filosóficos e fundador da Academia em Atenas, a primeira instituição de educação superior do mundo ocidental.

Maria Lu T S Nishimura
Inserida por marialu_t_snishimura