Marcella Prado

1 - 25 do total de 225 pensamentos de Marcella Prado

Diga que estou pagando o preço por fingir que minha vida voltou ao normal, e que agora tenho que chorar, reclamar sozinha e escrever para me acalmar. Lembre o coração dele que ainda o amo, que ainda sei cada detalhe, que conheço os gostos, os medos e algumas vontades antigas

Marcella Prado
3 compartilhamentos

Diga também que quero voltar pra onde o conheci, mas que ando com medo, com muito receio desse choque passado-presente

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Diga que sinto falta da respiração mansa para me fazer dormir.

Marcella Prado
2 compartilhamentos

Diga que sinto falta do abraço morno e do cheiro de roupa recém tirada da secadora.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Chove, chove. Tempo nublado, inverno recém começou e ainda não vi o meu amor. Ainda não sei como ele está. Não sei se ainda gosta de comer arroz com gotas de limão, se ainda adora chocolate com cachaça, se prefere o calor. O tempo passa, se arrasta e me leva. As estações se vão, se apressam e tentam deixá-lo para trás.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Sinto saudades dos detalhes. Sinto falta do cheiro amendoado, da fragrância do perfume, que misturado à tua química tornava-se único, diferente.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

O tempo ri da minha cara entristecida e o leva para longe.

Marcella Prado
2 compartilhamentos

As memórias me traem e lembram a todo instante que o amor imortal é perecível, vencível.

Marcella Prado
2 compartilhamentos

Ás vezes prefiro não dizer o nome dele por aí. Prefiro deixá-lo aconchegado no meu silêncio.

Marcella Prado
2 compartilhamentos

Sei que um dia o tempo se encarregará de tirá-lo de mim.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Ainda consigo me lembrar porque te amei. Você se lembra também? Te amei primeiro pelo sorriso, pela capacidade de resolver tudo tão facilmente, pelo teu jeito de correr, pela tua maneira de untar a forma, pela expressão caída, pelo andar maroto, pela tua felicidade transparente.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Vivemos em mundos tão diferentes que não é mais possível pensar em ‘nós’. Agora sou ‘eu’ e ‘você’, ‘eu’ e ‘aquele lá’, ‘eu’ e aquele-que-não-deve-ser-lembrado’

Marcella Prado
2 compartilhamentos

Ainda me recordo do cheiro, do toque e dos teus paladares.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Pelo visto não sei mais quem você é. Não nos sabemos mais

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Acho que na verdade estou ainda amando o amor, aquele que senti contigo, que está morto e que insisto em ressuscitar – por prazer, por tortura, por fraqueza.

Marcella Prado
2 compartilhamentos

Devo amar aquela felicidade que senti ao teu lado, estou apaixonada pelo que não retorna mais, pelo ausente, pelo que foi e não mais será.

Marcella Prado
2 compartilhamentos

Passa saudade, passa reencontro, passa solidão?

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Se faço um, não faço outro. Se bebo, não estudo. Se estudo, não bebo. Nunca tenho equilíbrio. Se amo, amo demais. Amo até querer morrer. Se odeio sinto raiva, tanto ódio que quase espumo. Na minha vida não existe meio termo. Só eu que sou meia e incompleta.

Marcella Prado
2 compartilhamentos

A sensação dessa semana eu descreveria como: falta um pedaço

Marcella Prado
11 compartilhamentos

Eu sinto como se eu tivesse um rombo gigantesco e em carne-viva na região do meu coração. Ás vezes eu esfrego, cubro, ponho um casaco pra ver se me esquento e me acalmo, mas o frio vem de dentro, começa pela parte mais baixa do meu estômago e invade minhas paredes abdominais.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Acostumei-me com inquietação do coração.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Chora – bebe – escreve – vomita ­– vazio – solidão – volta para o começo.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Eu, já vermelha, disse meu nome e te retribuí um abraço de um braço só, bem tímida e sem jeito.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

Se você tinha que sair por 5 minutos, eu sentia saudades. Se estávamos de noite à toa eu te convidada para jogar damas – nunca ganhei uma partida de ti, se lembra?

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado

E de que me importa a quantia gasta? Nada importa. Teu sorriso foi mais compensador que qualquer moeda.

Marcella Prado
Inserida por marcellaprado