marcella

Encontrados 13 pensamentos de marcella

Eu olhei pra você e sorri eu olhei pra mim e notei que minha vida faz parte de ti , e meu amor pertence a outro alguém que ja deixei na saudade que esqueci no vento , mas pra falar verdade tem coisas que não se esquecem nem com o tempo

marcella
Inserida por mahmahmah

quando a porta se abria,podia se ouvir trincos se mechendo logo sabia que era você que por aquela porta saia , e vendo você sonhando com vc e algo me impedia de estar mais proximo não era você que se afastava nem nada era apenas a distancia de uma porta que estava entre nos que não poderia ser aberta,mais que as vezes eu te via pelo vidro daquela porta e imaginava vc entrando por ela .
era assim meu sonho . De algum dia estar do outro lado para poder te tocar

marcella
Inserida por mahmahmah

quando sinto que a saudade esta presente prefiro ficar ausente de mim pra não ver algo persistente que persiste em permanecer em mim , a saudade é algo doente é um choro que não tem fim , é a dor que vive na mente e o coração carrega em si .

marcella
Inserida por mahmahmah

quando eu olho pros seus olhos quando eu tento fugir de mim quando eu esqueço de quem eu sou , quando eu me perco ao te encontrar , quando eu fico sem pensar , quando eu procuro por vc sem saber onde te achar .

marcella
Inserida por mahmahmah

com o tempo se acaba e eu sinto que cada minuto você se vai o que eu guardo comigo e as lembranças ,nada vai se acabar assim , tudo vai continuar constante em mim .

marcella
Inserida por mahmahmah

é verdade que por ti morri por ti sofri mais por ti também vivi
bem eu sei o quanto te amei se sorri e chorei mas também venci
com o tempo o tormento não tormenta mas a dor as vezes aumenta , mas a saudade predomina o interior.
bem eu sei que todo tempo eu estive nesse lamento mais agora contemplo , a lembrança que restou.

marcella
Inserida por mahmahmah

Erros
Verás noites escuras como Breu
Verás a claridade do dia iluminada pelo sol
Verás tortura com dor sem alma
verás discordia induzida por males insanos
Verás maldade nos olhos de quem é julgado santo
verás bondade naqueles dos queis nunca esperava
Colocarás a mão no fogo ardente por quem não se queimaria por ti
Seriás marionete de vontades alheias
Sentiriás a dor da traiçao
Sentiás o gosto da derroita desumana
Viverás em prou do nada e acreditarás que es tudo
Tntarás mudar do nada para virar de um pouco um tudo
Por fim verás que não é nada sozinho
E por aquele fizestes tudo não lhe deram nem alento
Viver um fim de tormento .

marcella
Inserida por MarcellaMaag

Tô começando a desconfiar que só é feliz quem não tem medo do ridículo

marcella
Inserida por karga

Se for pra trair, iludir, nem começe a namorar!

marcella
Inserida por MarcellaaCaroline

Os Livros



Os livros fazem parte da minha vida desde que me conheço por gente.

Desde que eu era bem pequena minha mãe lia para mim todas as noites, sem falta. Todas as histórias eram contos de fadas, dos mais conhecidos aos que quase ninguém nunca ouviu falar.

Meus livros sempre me ensinaram alguma coisa, nem que fosse como identificar uma pessoa babaca na sua vida (obrigada, Anna Todd), o que fazer durante o apocalipse (obrigada, Josh Malerman), como se portar no século XIX (obrigada, Jane Austen e Carina Rissi) ou como se apaixonar por um personagem que não é e nunca vai ser real (obrigada, Jamie McGuire).

Ler sempre foi um passatempo para mim, e ainda é. Mas também se tornou uma válvula de escape. Não importa qual seja o motivo que esteja me deixando para baixo, é só eu começar a ler um livro que tudo passa.

Eu me sinto na vida do personagem, não é atoa que sem querer imagino todas as protagonistas dos meus livros com meu rosto. Posso dizer que já vivi na Inglaterra, na Alemanha, nos Estados Unidos, na Escócia e em países que nem existem. Já vivi até no futuro! Já fui princesa, já fui órfã, já fui médica, escritora, desenhista, uma adolescente rebelde, uma mãe preocupada, um garoto apaixonado, uma pessoa com várias doenças terminais, uma enfermeira e até mesmo a poesia.

Eu choro, rio, passo raiva, fico com medo e fico chateada com as histórias. Passo horas pensando como aquele capítulo vai acabar. Será que vão morrer? Será que ficarão juntos? Será que ela é, na verdade, uma personificação?

O que mais me fascina nos livros é o fato de que eles são diferentes para cada pessoa. Cada pessoa tem seu próprio filme para cada história. Alguns imaginam tal personagem loira, tal casa grande, tal cheiro, tal cor, tal entonação nas palavras…nunca vai ser igual. Cada um tem sua própria visão, seu próprio significado.

Admito que meus livros preferidos são de romance. Não consigo dizer quantas vezes já li “Belo Desatre” e me emocionei durante todas elas. Mas, apesar de ser uma leitora romântica, ainda não vivi meu grande e esperado romance. Então, por enquanto, vou viver aqueles que estão no papel.

marcella
Inserida por pensamentosanotados

Uma semana


Eu voltei. Voltei para minha cidade, para minha casa, para minha ansiedade, para meus medos e para minha rotina.

Por uma semana consegui não sentir dores de cabeça, não chorei, não tive crises de pânico. E nessa semana também conheci você.

Por uma semana tive ideias e incentivos que nunca imaginei ter na vida.

Por uma semana não me preocupei se recebia tal mensagem, se tinha algum problema no meu trabalho, não me senti culpada por nada.

Eu estou de volta para tudo o que me aflige. Não consigo parar de pensar que queria você ao meu lado. Me sinto sozinha a maior parte do tempo. Nessa cidade tão grande e cheia de pessoas, me sinto sozinha. E isso não aconteceu nessa semana.

Queria que essa semana durasse para sempre.
Queria que a gente durasse para sempre.

marcella
Inserida por pensamentosanotados

Medo


Estou escutando a música que quero que toque no dia do meu casamento. Não consigo deixar de pensar em como quero que esse dia chegue e que eu esteja do lado da pessoa que eu mais amo.

Todas as vezes me forço a não pensar em ninguém quando a escuto, mas muitas vezes é inevitável. Eu sinto medo. As palavras que você me diz, os elogios, as promessas…tenho medo que sejam falsas. Tenho medo que esteja me enganando como fui enganada várias vezes a troco de que? Claro, de dormir comigo só para depois dizer “não quero nada sério”.

Tenho medo de me encontrar pensando em você sem parar e você ter esquecido de me responder. Esquecer de mim. Tenho medo disso.

Enquanto estou perdidamente apaixonada, você está bebendo como se não houvesse amanhã, dando em cima de outras garotas e não estando nem aí para o que estou sentindo. Mas é claro, eu não saberia de nada. Isso é o que as pessoas mais fazem: mentir e omitir. Para que ela precisa saber se está tudo bem desse jeito?

Já escutei “tenho você nas mãos” e percebi que tinha mesmo. Mas nunca mais deixarei isso acontecer. Não consigo dizer quantas vezes me fechei, me afastei, me impedi de dizer tais coisas com medo de parecer fraca, apegada demais, sentimental demais. Criei uma barreira, mas você conseguiu quebrá-la, e isso me dá medo.

Estou com medo de você estar me enchendo de mentiras, porque eu gosto mesmo de você.

Não sei se isso vai durar e nem se é verdadeiro, mas só te peço: não me deixe com medo.

O que aconteceu comigo desde que te vi nunca aconteceu antes. E isso dá um baita medo. O que é esse garoto que chegou do nada e que talvez vá embora do nada?

Estou transformando minhas cicatrizes em marcas de batalha, e espero que você não as abra de novo. Por favor.

marcella
Inserida por pensamentosanotados

⁠As vezes amigos imaginários, são mais verdadeiros que os amigos de verdade.

marcella
Inserida por Marcella