Lucrécio

Encontrados 16 pensamentos de Lucrécio

Na verdade, aqueles suplícios que dizem existir
no profundo Inferno, estão todos aqui, nas nossas vidas.

Assim como as crianças, que no escuro tremem de medo e temem tudo,
nós, na claridade, às vezes temos receio de certas coisas
que não são mais terríveis do que aquelas que as crianças temem
no escuro e pensam que acontecerão a elas.

Tantos males a religião pôde aconselhar!

Todos e tudo obedecem ao dinheiro.

É preciso afugentar com ímpeto esse medo do Inferno
que perturba profundamente a vida do homem,
estendendo sobre tudo a lúgubre sombra de morte
e não deixando existir nenhuma alegria serena e inteira.

Para quem vive segundo os verdadeiros princípios,
a grande riqueza seria viver com pouco,
serenamente: o que é pouco nunca é escasso.

Nada pode nascer
do nada.

A ninguém foi dada a posse da vida, a todos foi dado o usufruto.

Ao pingar, a gota escava a pedra.

Nada vem do nada.

Nada há, por grande e admirável que de início nos tenha parecido, a que não nos habituemos e, pouco a pouco, passemos a admirar menos.

Nunca falta nada a quem se contenta com pouco.

Todos os séculos se parecem aos outros; os homens não inovam muito, a não ser nos instrumentos técnicos. As paixões permanecem: as do poder, da glória, do amor e do dinheiro.

"Nada surge do nada"

Ex nihilo nihil fit.
~Nada vem do nada.

O que é alimento para uns, para outros é um veneno amargo.