Karla Fabricya

201 - 207 do total de 207 pensamentos de Karla Fabricya

Cadê você nas canções que eu canto?
Cadê você nas piadas que eu conto?
Cadê você no brilho dos anéis que eu uso?
Cadê você no hidratante em que eu me lambuzo?

Karla Fabricya
Inserida por karlafers

Você deve me achar uma idiota né? - Eu também me acho. Passo tanto tempo escrevendo de você e imaginando quais são a melhores palavras para eu falar de você, meu desconhecido favorito. Mas o amor é assim mesmo, louco, descabido e sem rasões. E eu vou continuar escrevendo você, assim posso te tocar impresso nas palavras. Minhas loucuras não são passíveis de serem entendidas, por isso não me importo em ser normal, só quero um louco com quem eu possa dividir minha loucura.

Karla Fabricya
Inserida por karlafers

É agora a hora em que você deve sorrir pra ela, com certeza ela irá retribuir, não tenha medo das qualidades que ela tem que você acha que não existem em você, é assim que tem que ser, seus defeitos e qualidades completarão os dela e vice e versa. Acredito que ela só está esperando você se aproximar para poderem dividirem os assuntos inteligentes e divertidos que ela provavelmente tem e que você tanto sonha em compartilhar com ela. Seu medo já te fez perder tantas coisas e tantos sonhos, não permita que ele engula mais uma vez um pedaço da beleza que colorirá seus dias. Não são todos que interpretam o amor na discrição alheia, talvez ela não tenha percebido que toda a sua timidez é a ausência da coragem, talvez ela não perceba que você teme a rejeição e por isso não se aproxima. É necessário você fazer agora o que em tantas outras vezes se privou, é necessário declarar-se encantado pelos encantos que ela silenciosamente exerceu em você. Mais não veja apenas o medo, veja como se todas as outras vezes em que você temeu se aproximar de alguém tenha sido porque o alguém que completaria fosse fosse ela, e por isso com todas as outras não deu certo. Então é agora, assuma-se corajoso mesmo que ainda reste um pouco de medo em você, assuma-se disposto a abandonar o medo em prol de um futuro feliz ao lado de quem tanto faz parte dos teus sonhos e tanto te tira o sono.

Karla Fabricya
Inserida por karlafers
1 compartilhamento

Às vezes eu tenho medo de mim, tenho medo dos meus pensamentos insanos e das minhas verdades assombrosas. Quem convive comigo não sabe porque não me conhece, e do que me conhece nada é tão terrível. Acho que na verdade preciso conhecer melhor meu lado meigo, porque o lado que não o é tanto está me atemorizando. Não sei quais são as medidas dos sentimentos que residem em mim, só sei que alguns deles estão perdidos mas precisam se apresentarem a mim urgentemente, já não sei se posso me tolerar nesse excesso de 'eu'. Só tome cuidado para meus excessos não te machucarem. Não se prenda na minha verdade de menina e nem na minha mentira de mulher.

Karla Fabricya
Inserida por karlafers

A noite sempre me convida a pensar em você e eu sempre sou fraca e cedo. Acabo mergulhada em nossas lembranças e mergulhando no que você era, que me fazia sorrir e amar sem questionamentos. E no final dessas lembranças sempre termino secando minhas lágrimas, lágrimas de arrependimento por não ter feito você feliz como eu deveria, por não ter entendido suas loucuras como me entendias. Mais isso não vai amenizar a dor em que nos tornamos e nem descongelar o clima que montamos entre nós. Só me prometa que vai se curar e vai tentar ser feliz com um outro alguém que te entenda e não ignore suas loucuras como eu fazia. Prometa-me que serás feliz, assim talvez algum dia eu poderei dormir em paz. E não se esqueça das lembranças gostosas que desenhamos juntos, aguarde apenas isto de mim em você.

Karla Fabricya

Ela só queria um amor e achava que não precisava de mais nada. Até um dia perceber que pra ser realmente feliz nós não precisamos apenas de alguém do lado pra tocar 'eu te amo' e pra abraçar quando a carência chegar, ela percebeu que a felicidade de verdade vem quando nós acordamos para a imensidão que é a vida e para tudo o que somos, porque a felicidade habita em nosso interior, bem lá no fundinho da alma. Então ela resolveu procurar e arrancar de dentro dela seus próprios motivos para sorrir e para ser o suficiente para sua própria alegria acontecer. Depois de tudo isso ela já sorria 'sem motivos', abraçava-se, cantava mesmo desafinada e não olhava mais para as fisionomias que se fechavam quando ela se amava, agora ela já não se importa mais em procurar aquele amor para a acariciar em dias de carência e nem para trocar 'eu te amo', agora ela só espera que tudo isso se materialize sem que ela busque.

Karla Fabricya
Inserida por karlafers

Não tente me interromper e nem calar minhas ideias. Você pode silenciar minha voz por um momento, mas não minha mente e nem meu coração. Eu não me calo e nem paro perante as dificuldades que se erguem perante mim, ergo meu rosto, visto minha ousadia e encaro sem temer o que possa acontecer. Já fui menina que sofreu por palavras que ouviu e por palavras que não ouviu, isso me nutriu, agora eu independo de opiniões e de intervenções alheias, encontrei a mulher forte, determinada e poderosa que habitava escondida em mim. Aproximar-se pode ser ariscado, mais se fores bem sucedido terás a maior alegria do mundo. Não é prepotência, é autoconhecimento. Não se engane com minha cara de menina e nem com minhas palavras de mulher, conhecer te fará navegar em outro nível.

Karla Fabricya
Inserida por karlafers