João Eudes De Ana

1 - 25 do total de 58 pensamentos de João Eudes De Ana

Hoje eu só quero ficar sozinho,viajar no rio da minha alma,quebrar as ribanceiras de concreto que as mãos humana me puseram.
Deixar escorrer todas as águas do meu pranto,deverás densas e pesadas como o bronze.
Quero enxergar o sol resplandecer,a onde as nuvens negras tentam esconder.
Hoje eu só quero me libertar do pesso da vida e me sentir leve como uma pluma.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Era uma pena
Era uma pena
Era uma pena vazia e inflexível
Era uma pena renegada pelo tempo,levada pelo vento
Quem dera fosse de pavão ou de gavião,mas era uma pena
Tão triste era à pena.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Saudades são vidas roubadas pelo tempo.Deixando apenas uma absoluta certeza que nunca será encontrada.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Um pé para traz pode te deixar paralizado no medo por toda uma vida.

Avante!

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

O tempo é o grande cárcere da humanidade.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Gosto de apreciar o pôr- do- sol porque me lembra fim.
Gosto de apreciar o sol- nascente porque me lembra recomeço.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Como é tão fácil julgar uma flor que brote de uma árvore espinhosa, por mais bela que pareça, mas como é difícil ter a integridade de toca-lá para ver se fere.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Não há máscara que dure por muito tempo, uma hora ela se desgasta e cai da face, sem nem o dono perceber.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Às piores lágrimas são aquelas que jorram do sorriso e escorre sobre o subsolo da alma.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Já vi flores brotarem das pedras
Árvores gigante nascerem na lama
Vinhas frutíferas tão dóceis sobreviverem ao deserto
Rosas encantadoras desabrocharem em um simples copo com água.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Vi o tempo levar vidas
Vi as estações fugirem
Vi às horas correrem
Vi o sol a lua e as estrelas desaparecerem
Vi as nuvens mudarem de cor e, até chorar
Vi no céu arco-íris e raios darem sinais
Vi flores nascer e morrer, mas não vi aquela velha pedra se mover.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Liberdade nada minha
Leve vida
Livre vida
Sempre a voar

Asas de vento
Não há pesos
Não há medidas
Não há correntes

Um pássaro
Dois pássaros
Intocáveis são

Desumanas vidas
É minha
Humanas vidas está sempre a voar...

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Tinha tantos sonhos a realizar...
Tantas vitórias a conquistar...
Tantos gestos a mostrar...
Tantas palavras para falar...
Tinha um coração tão grande a dividir...
Tinha uma só vida para viver...
Apenas faltou[...]

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Pelos segundos,
Pelos minutos,
Pelas horas,
Te ofereço o senhor do tempo, e o senhor do tempo te dirá a melhor resposta.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Saudades do que já se foi
Saudades do que já não é
Saudades que fica!
Saudades que não sai!
Saudades que doem!
Saudades que serão eternas.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

E o largato depois de tanto rastejar; deverás foi contemplado com dois par de asas e vuou.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Ele procurava tanto por estrelas, que não enxergava o universo que lhe habitava.
Por fim, cegou-se e não viu nada.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Com maturidade se aprende, a tão delicada diferença, entre dar uma rosa em uma mão e cravar-lá seus espinhos.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

O que tu falas, o vento leva
O que tu práticas eterniza.

Menos palavras,
Mais atitudes,
E o mundo evolui.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Sem tempo,
Sem vida,
Sem sentidos,
Essa é a obra mais inútil da existência.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Disse -lhe um velho sábio: três coisas não deveis esquecer em toda sua trajetória de vida:

1 - Quem tu foste?
2 - Quem tu és?
3 - Quem tu poderás vir ser ainda?

João Eudes De Ana

Pequena estrela cardente a cair: rasga o céu sombril do inverno

Seguindo seu rumo ao nada; marca

Oh que rara e efêmera beleza a contemplar.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Disse lhe a morte - porque choras vida?

Vida - Porque tenho medo da morte

Morte - Não tenha medo de mim,sou tua salva vida. Aquela que quando ninguém pode curar tuas dores incuráveis, aí vem eu e te salvo.
Antes deveis ter medo da dor, porque essa sim é teu mar de sofrimento.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

E a regra da natureza é essa:

Noites mais sombrias; estrelas mais brilhantes

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana

Se o branco e o preto não fossem tão complexo, lá estaria nas cores do arco - íres.

João Eudes De Ana
Inserida por joaoeudesdeana