Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Encontrados 25 pensamentos de Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Somos tão perseguidos pelo passado e pelo futuro que só podemos passar rapidamente pelo presente.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
Inserida por pandavonteese

Todo mundo sabe que a vida é uma sucessão de perdas, mas poucos sabem que uma das piores perdas que nos aguardam nas décadas finais é dormir mal. Julius sabia muito bem disso. Suas noites consistiam num leve cochilo que quase nunca chegava a um profundo e abençoado sono em frequência delta, interrompido por tantos despertares que ele muitas vezes temia se deitar. Como tantos insones, acordava achando que tinha dormido menos horas do que dormiu, ou que passou a noite acordado. Em geral, só conseguia se convencer de que tinha dormido revendo o que pensou à noite e percebendo que, acordado, não pensaria coisas tão estranhas e irracionais.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
Inserida por pandavonteese

Quanto mais ele ama, mais sofre com cada golpe dado pela mão que um dia amou. (...) você se distanciou de mim: sua desconfiança, as críticas que fez sobre minha vida, meus amigos, seu comportamento incoerente comigo, sua raiva das mulheres, seu descaso em querer me agradar, sua cobiça, tudo isso, e muito mais, faz com que você seja uma pessoa prejudicial para mim.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
Inserida por pandavonteese

Quando acordamos desanimados no meio da noite, os inimigos que derrotamos há muito tempo voltam para nos assustar.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Uma pergunta não é uma pergunta se você sabe a resposta.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
Inserida por pandavonteese

Nada mais consegue assustá-lo ou emocioná-lo. Ele cortou todos os milhares de fios da vontade que nos ligam ao mundo e nos puxam para a frente e para trás (cheios de ansiedade, carência, raiva e medo), num sofrimento constante. Sorri e olha calmamente para trás, para a ilusão do mundo, indiferente como um jogador de xadrez no final de uma partida.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
Inserida por pandavonteese

Acredito piamente que o homem mais feliz é o que busca apenas a solidão.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

A vista do cume de uma montanha ajuda muito a ampliar os conceitos. (...) tudo o que é pequeno some, só fica o que é grande.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
10 compartilhamentos

É uma equação comprovada: quanto menos me relacionar com as pessoas, mais feliz fico. Quando tentei viver no mundo, estava sempre inquieto. Meu único caminho para a paz é ficar fora do mundo, não querer nada, não esperar nada, fazer conquistas contemplativas e superiores,

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

— Também não me ofendeu — disse Philip. — Você e Schopenhauer têm algo em comum quanto à religião. Ele achava que os líderes religiosos exploram a eterna necessidade que o homem tem do sobrenatural e tratam as pessoas como crianças deixando-as numa eterna ilusão, e não contam que escondem a verdade em alegorias.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
Inserida por pandavonteese

Se você se interessa muito por filosofia, prepare-se para ser motivo do riso e escárnio de todos. Se persistir em seu interesse, saiba que essas mesmas pessoas depois irão admirar você. (...) E que, se por acaso der atenção a fatos externos, para agradar a quem quer que seja, fique certo de que arruinará seu estilo de vida.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
11 compartilhamentos

Quando eu tinha trinta anos, estava cansado e aborrecido por ter de considerar iguais a mim pessoas que nada tinham a ver comigo. Como um gato que, quando pequeno, brinca com bolinhas de papel porque acha que são vivas e parecem com ele, assim me sinto em relação aos bípedes.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

A única forma de um homem se manter superior aos demais é
mostrar que não depende deles.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
10 compartilhamentos

Não conte a um amigo o que seu inimigo não pode saber.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Sempre que me misturo aos homens, fico menos humano.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Schopenhauer disse que depois da morte seremos o que éramos antes de nascer e tentou provar que só pode haver um nada.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Viva bem, lembrou a si mesmo, e tenha certeza de que vão sair boas coisas de você, mesmo que não perceba.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
Inserida por pandavonteese

Mesmo sem motivo, sinto sempre uma ansiedade que me faz ver e procurar perigo onde não existe. Isso aumenta infinitamente qualquer aflição e faz com que a ligação com os outros seja muito difícil.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
11 compartilhamentos

Embora apreciasse a conversa séria, ele raramente encontrava companheiros de refeição que merecessem desperdiçar seu tempo.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Não devemos nos preocupar em como as coisas são, mas nos maravilharmos por elas serem, por existirem.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Assim, foi o primeiro filósofo a olhar impulsos e sentimentos a partir de dentro, e pelo resto da vida escreveu muito sobre as preocupações interiores: sexo, amor, morte, sonhos, sofrimento, religião, suicídio, relações com os outros, vaidade, auto-estima. Mais que qualquer outro filósofo, ele tratou daqueles impulsos sombrios que ficam lá no fundo, que não suportamos encarar e por isso precisamos reprimir.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer
Inserida por pandavonteese

Schopenhauer me fez ver que estamos condenados a girar sempre na roda da vontade: desejamos uma coisa, conseguimos, desfrutamos um instante de satisfação que logo passa a tédio e seguimos para o próximo "eu quero". O desejo não acaba, seria preciso pular da roda da vontade.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Quer dizer anular completamente a vontade. Aceitar que nossa natureza mais íntima é uma luta implacável, que esse sofrimento está em nós desde o começo, e que somos condenados por nossa própria na tureza. Quer dizer que precisamos primeiro entender o nada essencial desse mundo de ilusão e depois procurar uma forma de negar a vontade. Schopenhauer fez evitando o mundo do desejo.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Quem ama sente uma enorme desilusão depois de finalmente chegar ao prazer. E, surpreso, vê que aquilo que tanto desejou traz o mesmo que qualquer outra satisfação sexual, e assim não encontrará muita vantagem em amar.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer

Podemos conhecer muitas coisas apenas através da razão. A geometria, por exemplo. Ou alguém pode ter uma experiência dolorosa e concluir a partir dela, ou pode olhar, ler, observar os outros.

Irvin D. Yalom - Arthur Schopenhauer