Immanuel Kant

1 - 25 do total de 111 pensamentos de Immanuel Kant

Toda reforma interior e toda mudança para melhor dependem exclusivamente da aplicação do nosso próprio esforço.

A sabedoria das mulheres não é raciocinar, é sentir.

A missão suprema do homem é saber o que precisa para ser homem.

A moral, propriamente dita, não é a doutrina que nos ensina como sermos felizes, mas como devemos tornar-nos dignos da felicidade.

É no problema da educação que assenta o grande segredo do aperfeiçoamento da humanidade.

Age de modo que consideres a humanidade tanto na tua pessoa quanto na de qualquer outro, e sempre como objetivo, nunca como simples meio.

O mesmo acontece ao mérito e à inocência: perde-se, desde que deles nos sustentemos.

Belo, é tudo quanto agrada desinteressadamente.

O desejo é a autodeterminação do poder duma pessoa pela imaginação dum fato futuro, que seria o efeito desse poder.

O princípio da finalidade não é constituitivo, mas regulador.

A amizade é semelhante a um bom café; uma vez frio, não se aquece sem perder bastante do primeiro sabor.

Todo o conhecimento humano começou com intuições, passou daí aos conceitos e terminou com ideias.

É por isso que se mandam as crianças à escola: não tanto para que aprendam alguma coisa, mas para que se habituem a estar calmas e sentadas e a cumprir escrupulosamente o que se lhes ordena, de modo que depois não pensem mesmo que têm de pôr em prática as suas ideias.

A geometria é uma ciência de todas as espécies possíveis de espaços.

Age sempre de tal modo que o teu comportamento possa vir a ser princípio de uma lei universal.

O homem é o único animal que precisa de trabalhar.

Age de tal forma que a máxima do teu querer possa valer em todo o tempo também como princípio de uma legislação geral.

Quanto mais amor temos, tanto mais fácil fazemos a nossa passagem pelo mundo.

Lembra-te de esquecer.

O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele.

Immanuel Kant Sobre a pedagogia.

A paciência é a fortaleza do débil e a impaciência a debilidade do forte.

Não há garantias. Do ponto de vista do medo, ninguém é forte o suficiente. Do ponto de vista do amor, ninguém é necessário.

Mesmo a mulher mais sincera esconde algum segredo no fundo do seu coração.

A felicidade não é um ideal da razão mas sim da imaginação.

A nossa época é a época da crítica, à qual tudo tem que submeter-se. A religião, pela sua santidade, e a legislação, pela sua majestade, querem igualmente subtrair-se a ela. Mas então suscitam contra elas justificadas suspeitas e não podem aspirar ao sincero respeito, que a razão só concede a quem pode sustentar o seu livre e público exame.