Danielle Medeiros

Encontrados 6 pensamentos de Danielle Medeiros

Refletindo sobre a vida...
Descrevo a vida como uma escola, onde o tempo é seu mestre, as disciplinas são os acontecimentos, e como ocorre em toda trajetória escolar, cada disciplina tem um significado diferente para nós e de todas temos que passar por provas, algumas mais difíceis, outras maçantes, outras que são "água" e algumas que nos fazem, até mesmo, perder e repetir de ano. Somos matriculados por Deus, nessa escola, na qual só ele sabe as matérias que o tempo vai nos fazer passar. Nela conhecemos pessoas, criamos laços, nos apegamos, com algumas não nos identificamos tanto, outras compartilhamos todos os nossos momentos...aí de repente, vem a formatura de alguns "alunos" fazendo com que estes, deixem essa escola!! ahhh como isso nos faz sentir dor, saudades(algumas das disciplinas mais duras da vida)...aí vem o mestre(tempo) que nos faz lembrar de cada "aluno" que nos marcou de verdade e é assim
que vamos estudando para cada prova dessa... A alegria também é ensinada pelo tempo, essa talvez seja a matéria mas água com açúcar dessa escola! A trajetória que cada um vai passar nessa escola, só cabe ao pai que nos matriculou e a forma que cada um vai conduzir, cabe a cada aluno... A nós alunos ainda e simples mortais cabe, acreditar em Deus, pois como nosso pai, não foi a toa que ele nos matriculou e no tempo, pois sendo um mestre, ele saberá nos ensinar a passar por todas as dificuldades trazidas em cada disciplina...e assim vamos regidos todos pela disciplina que aprendemos e nunca podemos esquecer seus princípios básicos, essa se chama Fé!

Danielle Medeiros
Inserida por reflexoesvida
1 compartilhamento

Dizem por aí que

Não vale a pena chorar pelo leite derramado,
Pelo sangue perdido, pelo segundo que passou, pelo tempo que não volta mais...
Dizem por aí que,
Não vale a pena se lamentar, por não ter ido naquele encontro, não ter feito aquela ligação, não ter estudado mais... as pessoas esquecem que só sente quem passa, ou quem deixou passar! É necessário sim, o arrependimento e o lamento, sem eles não saberíamos discernir o certo e o errado, o desejo e a ilusão, nem o bom e o ruim... sem o choro e o lamento, acharíamos que tudo o que fizemos ou deixamos de fazer seria o certo e então deixaríamos de ter bons motivos para viver e dar a volta por cima... portanto esqueça por aí o que os outros e viva todos os seus momentos e repense sim em suas atitudes, afinal como dizia o poeta: "Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena".

Danielle Medeiros

O medo de ser feliz enquanto isso a vida vai passando

Por diversas vezes em nossas vidas, nos deparamos com o tal "medo de ser feliz"! Mas que idéia maluca é essa? Como assim, "eu" tenho medo de ser feliz, se tudo o que mais quero na vida é a felicidade?
As vezes gosto de responder as pessoas, devolvendo-lhe perguntas, com o intuito de fazê-las pensar, visto que cada um tem a sua individualidade e vivências, então lhe pergunto: Quantas vezes você já deixou de viver o que quis internamente, por motivos externos? E quantas vezes esses "motivos" foram, apenas, medos?
As pessoas tem a errônia mania de achar que felicidade é algo que temos de buscar fora. Acredito que isso acontece, porque nós não estamos acostumados e prontos a nos responsabilizar pelos erros. Então buscamos a felicidade fora, justamente por medo de "erramos", perante a sociedade, não sabendo que esse "erro" é justamente o que nos faríamos ser felizes! Então vamos moldando nossos pensamentos e desejos de acordo com o que nos é "imposto". Sendo que na bem verdade, quem cria essas "imposições" somos nós mesmos, por medo de sermos responsáveis, caso aquilo que queremos não aconteça como planejamos! Sendo assim vamos vivendo, fazendo planos na vida e atingindo essa tal felicidade, apenas nos sonhos, não lembrando que "é tão fácil viver sonhando, mas que enquanto isso a vida vai passando..."

Danielle Medeiros
Inserida por reflexoesvida
1 compartilhamento

Nem sempre aquele que sorrir é feliz, assim como, nem sempre aquele que chora é triste....Nem sempre aquele que grita é apavorado, assim como, nem sempre aquele que cala é calmo...Nem sempre aquele que se expressa é extrovertido, assim como, nem sempre aquele que fica quieto é tímido...temos a constante a mania de nos basearmos naquilo que parece ser, por isso sofremos tantas decepções e frustrações ao longo da vida! Esquecemos de aprender de cada um, pela sua essência. Olhamos sempre o exterior, o que é expressado e/ou palpável. Esquecemos que na vida, nem tudo que parece ser, é! E o mais importante: esquecemos que na verdade, nem sempre somos, apenas estamos e só isso...

Danielle Medeiros

Saindo de ilusões...

Por diversas vezes na vida nos iludimos com situações que nós mesmos criamos. É simples assim, nós queremos tanto algo, que fechamos os olhos e achamos que estamos enxergando. Assim fantasiamos, criamos e "vemos" tudo da forma que queremos naquele momento. Aí vem o tempo, aquele lá que nunca para, mas quando estamos vivendo numa ilusão não o vemos passar. Não sei se é certo ou não, só sei que quando ele passa, ele vai derrubando todas as mascáras e um dia, naquele lá que estava determinado, finalmente passamos a enxergar a realidade! Finalmente sim, pois parece não existir mais vida após essa descoberta. Essa verdade dói, ela chega e destrói toda aquela construção, aquela história que inventamos e assim tudo aquilo que antes era a verdade, para nós, se torna uma grande mentira. É como estivessemos na descida de uma montanha russa, na parte em que sentiríamos mais emoção e, de repente, acordamos e descobrimos que tudo não se passava de um sonho. Pois é, o importante é que a vida segue, o tempo passa e depois dessa verdade toda inventada, o que fica são as lembranças e o mais importante, o aprendizado. Vamos acordar para verdades, que são a todo tempo passadas na nossa cara e por medo de enxerga-la como realmente são, as reinventamos e colocamos a nossa maneira, para o nosso bel-prazer.
Vamos acordar para verdades que são, a todo tempo, passadas na nossa cara e por medo de enxerga-la como realmente são, as reinventamos e colocamos a nossa maneira, para o nosso bel-prazer. Afinal, quem quer, faz; quem tem vontade, vai atrás; quem ama, cuida; E por mais que as pessoas tentem ludibriar as verdadeiras intenções, através atitudes, o tempo como mestre da vida, sempre estará ali, nos abrindo os olhos. Só caberá a nós querer enxergar....

Danielle Medeiros
Inserida por reflexoesvida
1 compartilhamento

Diariamente a vida prega peças no nosso caminho, é como se tivéssemos tentando montar um enorme quebra cabeça e quando abrimos sua caixa, as peças estão totalmente embaralhadas. Diante daquela bagunça, alguns sentem imediatamente uma vontade de desistir de montar, enquanto outros começam e ao longo vão percebendo o quanto é difícil juntar algumas peças e decidem abandonar o jogo, mas existem aqueles que conseguem enfrentar as dificuldades e mesmo cansados, não desistem.
É assim com a vida, existem peças embaralhadas no nosso destino que não conseguimos encontrar seu lugar correto e vamos montando esse quebra cabeça, deixando sempre alguns espaços abertos. E como no jogo, alguns tem uma maior resiliencia e vão até o fim com um belo sorriso no rosto. Esses eu digo que tem fé na vida, fé em si mesmo, fé nas pessoas, e fé em Deus... E são dessas doses de Fé, que precisamos para viver...

Danielle Medeiros
Inserida por reflexoesvida