Crislambrecht

126 - 150 do total de 227 pensamentos de Crislambrecht

Passo a passo
Com o céu aquecendo-se
Para a noite..
Ventos frios trazem-me lembranças
Nesta cidade
Que nunca vai mudar
Enquanto a mudança
Não me visitar

Nunca cheguei ao topo
Sempre retornei
Ao ver novas montanhas
Onde ventos frios trazem-me lembranças
Desta cidade
Que nunca vai mudar
Enquanto eu não for
A mudança.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Este céu que eu vejo
Neste dia que acordamos
Um dia real
Um mundo surreal

No meio do caminho
Entre a luz e a escuridão
Entre a paz e a pressão
O silencio e a multidão

Arrebol eletrônico
Para meus olhos biológicos
Barulhos mecânicos
Para meus ouvidos atentos

Hoje acordei
Com muita fome
Com muita sede

Hoje vou me alimentar de tudo
Hoje tudo é motivo
Para mais
Do mesmo

Experimentar novamente
Novos sabores de sempre
E o céu ao meu redor
Continua fascinando
Fascinante

E o caminho da paz
Pode estar acabando.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Todos sacam suas armas contra mim
Nestes dias inspirados de esperança
Em dias que não quero perder a vida
Enquanto amo tanto a morte
Nestes dias que tanto temo a morte
Fascínio suicida
Fé cega e desconfiada
Incerteza absoluta
Para sempre nunca

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Sei que essa manhã pacífica de ressaca vai se acabar
Mas eu queria que tudo continuasse assim mesmo
Ressaca em paz, acordei em paz, como ontem

O problema é que não estou sozinho
Não me veio essa paz por si só
Encontrei o alimento envenenado
Alimentei o poeta suicida e exagerado
Suicídio é também um exagero?

Pelo menos sei
Que semana que vem
O desejo de te ver será menor
Que o desses dias atrás

O que eu quero é devorar
Este veneno a prato pleno
Cantar novamente
Devorar-te por completo
Se possível

Queria embalar esta manhã
Com este som
Vinho e cigarros
Para a dança
Da mão
Da tinta
E o papel
Que tudo aceita

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Vamos dançar no silencio
No espaço, depois do tiroteio
Vamos rimar amor com dor
Vamos inventar o nosso amor
Mas só se for a dois
Vamos duvidar de tudo que é certo
De certo é cedo ou tarde
Nunca sei, nunca se sabe
Mas temos tão pouco tempo

Mais vale amar como se não houvesse amanhã
Mais vale acreditar que os erros são pequenas palavras
Apenas
Palavras pequenas
De antigos poemas
Antigos poemas bons
De poetas mortos
E poemas acabam atraindo
Mas estamos ligados
Tão ligados que a cabeça já não aguenta

Então deixe de lado os compromissos
E vamos para onde não há como desistir
Onde nada possa nos dividir
Enquanto as luzes artificiais iluminarem
Brilham as faces
Brilham os olhares
Sob as luzes, sob as estrelas
Te ver é uma necessidade
Luz, câmera e ação!
Vamos fazer um filme.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Rumo ao futuro
Aonde não se chega parado
O caminho mais curto
Apenas terá
Mais obstáculos

Deixa para trás
Todo peso desnecessário
Aceita uma verdade lógica
Se quiser
Siga comigo
Enquanto puder

Ou siga meus passos
Ou estude meus rastros
Ou supere-me
Ou esqueça-me

Esqueça-me de lembrar
Me lembre de esquecer
Que não aprendi a amar
Apenas sei fazer
Vamos viver inventando
Que talvez seja verdadeiro
Talvez seja
Certeza.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Passo a passo
Rumo à insensibilidade
Necessária inocência
Responsável pela sobrevivência
Num mundo
De sistemas
Tolos

Tola sociedade
Há de terminar sozinha
Hei de terminar sozinho
Todo fim é um começo
Tudo é solitário
Sólida solidão
Imensa necessidade

Poucas vezes fora ouvida
Geralmente é ignorada
Vou a passos despreocupados
Já que não posso levar-te;
Me leve.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

O que se passa?
O que está passando?
O que passou?
O que vai passar?

O que se passa?
Como está?
Como estava?
Como quer estar?

O que se passa?
Qual é a tua?
O que pensava?
Aonde quer chegar?

O que passa?
O que vai?
O que fica?
Para aonde é que você vai?

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Como se fosse
O primeiro contato
O mais verdadeiro

Passam-se as semanas
E tudo perde sua atração
É incrível!

O brilho se vai
Só fica o olhar
Puro como é

O tempo
Passa mais rápido
E tanto faz
Agora
O que eu tanto
Fazia
Antes

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Passo a passo a passo a passo
A passo a passo a passo
Passo o tempo todo o tempo todo
O tempo todo o tempo todo
Tirando o sentido das palavras

Passo a passo a passo
A passo a passo a pessoa
Passa batida nos passa tempos
Passados e não cria criaturas
Caricaturadas mágicas em
Cerâmica imaginária

Imaginação em ação
Imagine um imaginatório
Giratório voltado para a
Lua...

Decepção decepção
Pouca compreensão
De poucos compreensivos
Homens vivos
Invisíveis por
Escolha.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Diga
Algo!
Pare
De
Falar
Nada!

Calado!
Pare
Com
Este
Silencio
Ensurdecedor!

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Algumas semanas de rotina
Incansável desejo de evitar
De ficar apenas uma semana fora
Dessa rotina cansativa
Sativa noite poética de filmes de amor
Ao som dos caras
Noite poética de um romance destrutivo

Todo começo é confuso
Na verdade
É só a matiz da eternidade
Eternidade filopoética
Santa loucura que pode afastar
Ou devorar-nos de vez

Voltando a ser o exagerado de sempre
Que teme o fim
Que teme o começo
Que ama o presente
Que não sabe como presenteá-la
Com flores colhidas
Poemas roubados
Roubados de mim

Eterno ladrão
Eterno exagerado
Que acredita no amor
Mesmo depois de tanto
Tanto tempo
Numa rotina
Indiscansável
Sem lógica
Sem sentido

Sentindo que há muito que fazer
Temendo tudo que pode acontecer
Amante do medo
Das adrenalinas prazerosas e medonhas
Dos esportes radicais

Amante da paz
Da quietude de um céu noturno
Apreciado
Por dois pares
De olhos
Verdes
Sore o capô
Sob o céu
Com as luzes lá fora
E seu brilho artificial

Com todo o sentido
Sentido que se faz
Um momento de verdade
Único e verdadeiro
Eterno
Que sei
Logo se acabará
Ficará para trás
Pois sei que há de acontecer
Novamente
Tudo de ovo
Inédito como sempre

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht
1 compartilhamento

Sente-se e vamos conversar
As luzes apagam
só depois do amanhecer

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Façamos as malas
Vamos embora daqui
A estrada tem dois lados
Você escolhe para onde vai

Nunca vi alguém totalmente satisfeito
Que tivesse conseguido tudo que desejou
Se existe alguém assim
É pessoa de sonhos pequenos

Sempre fui bom em fazer planos
Mas o medo de erros possíveis me assombra
Às vezes parece tão fácil às vezes tão difícil
Conseguir manter-se de pé no caminho

O que me faz levantar e andar todas as manhãs
É o brilho ao fim do túnel deste grande sonho
Carrego uma certeza comigo, mesmo casado com a dúvida.
E o caminho também faz parte da conquista

Tenho um destino que tracei
Ele vai até um lugar
Onde eu poderei descansar
E planejar uma nova jornada

Não tenho pressa
Sei que chegarei
Por isso aproveito viagem
Para olhar a paisagem

Tenho sonhos tão grandes
Que preciso dividi-los comigo
Pois não cabem em mim
Mas sei que vamos chegar lá

Às vezes eu paro e olho para trás
E vejo tudo que mudei
Vejo tudo o que deixei
E o que me tornei

E quando eu vou para além dos olhos
Vejo-me com orgulho
Pois de mim veio a recompensa
É de você que deverá vir

Eu só quero descansar um pouco
Pois uma cabeça tranquila produz sonhos mais alegres
E quando eu decidir como vou prosseguir
Voltarei a caminhar rumo a este ponto

E quando eu estiver totalmente sozinho
Depois da insânia vencida
Cairá sobre mi uma nova chama
E todos ficarão sozinhos

Chegarei ao início da última jornada sem saber
Mas estarei completamente satisfeito
A passos pacientes será minha última caminhada
Pois o caminho também é parte da conquista.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht
1 compartilhamento

Me quebro
Me corto
E sangro
Com meus próprios
Pedaços

Ando aos pés descalços
Me corto
E sangro
Com os pedaços
Que deixei no chão

Às vezes vejo pedaços
Me jogo à seus pés
Me quebro
Me corto
E sangramos

Somos iguais
Não tenho toda a força
Vivo em tentativas
Sob minha pressão
Estou em minhas próprias mãos
Cortadas, quebradas ou não.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Hoje não estou bem
Minha presença pode ser
Insuportável
Volte outro dia
Se preferir
Se quiser
Que eu ficaria
Feliz
Mas hoje
Não estou muito bem
Pois tive sonhos despedaçados
E quero me autodestruir

No fundo estou gritando
Por socorro
Ajuda
Apenas não peço
Porque não consigo
Mas aceitaria
Se pudesse
Porque hoje
Não estou muito bem

Este é apenas um modo
Que encontrei
Para não perturbar;
Sofrimento silencioso.
Sempre soube
Que todos têm problemas
E que o problema de cada um
É o pior de todos
Por isso pareço bem
Mas não estou

Fico bem
Por fora
Pois para todos
Pouco importa
Se não o interior
De cada um
Apenas
O próprio
Bem interior

Ninguém poderia ajudar
Alguém
Que se recusa a segurar
Outra mão
Alguém que prefere
Protege-lo
Dele mesmo

Sofro em silencio
Sofra em silencio
Pois cada um sabe a tristeza
E a dor
Que traz no coração.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Pouco antes do alvorecer
Acordei com um belo som
De, provavelmente, um belo pássaro.
Corri até a frente da minha gruta
Fechei meus olhos e apreciei
Deixei o canto e os raios tocarem-me.
Belo pássaro
Onde estará você?
Fugiu ao fim da madrugada.

Passei o dia todo esperando que voltasse
Para que eu pudesse ao menos ouvi-lo novamente
Em vão..
Há tempos não perdia meu tempo esperando pássaros
Ao anoitecer, vi a possibilidade de nunca mais encontra-lo.
Dormi preocupado, sono leve interrompendo-se noite adentro.

No dia seguinte, ao amanhecer
Ouvi o canto
Anunciando a chegada do sol.
Levantei-me e caminhei cauteloso até lá fora
Sentei próximo à entrada da gruta
E fiquei ouvindo-o.
Desta vez pude apreciar tal canto por mais tempo.

Descobri a direção do som
Segui-o
Meus passos eram silenciosos
Mesmo assim não pude vê-lo antes que fugisse
Bateu as asas e partiu.

Não fiquei triste
Vi a possibilidade de encontra-lo novamente
Se acontecer uma vez, poderá ser a única;
Se acontecer duas vezes, poderá ser um início..
Dormi bem, porém, bons pensamentos também roubam o sono.

Acordei próximo ao fim da madrugada
Falei com as estrelas
Disseram-me que o sol logo chegaria.
Será que elas sabiam
Que eu esperava alguém antes do astro?

Esperei sentado em frente à gruta
Olhando naquela direção
Ouvidos atentos a todo movimento.
Vi-o chegar
Dançava no céu escuro
Fez alguns movimentos e pousou
Logo depois
Cantou

Surgiram então
Os primeiros raios de sol
E pela primeira vez
Pude ver as cores do cantor
Tão belas quanto sua voz
Fez-se um sorriso em minha face

Atirei-lhe uma semente
Olhou-me
Olhou-a
Cantou
Encantou-me
E partiu.

Seu olhar era incrível
Queria tê-lo próximo a mim.
Ao final da tarde
Procurei por algumas larvas
E outros alimentos que ele poderia se interessar
E quando anoiteceu
Dormi cheio de esperanças.

Novamente levantei-me cedo
Falei com as estrelas
E preparei o banquete.
Ouvi a dança no céu
E seu pouso suave sobre um ramo
E seu canto
Que parecia mais belo a cada dia.

Quando pudemos nos ver novamente
Mostrei a ele o que eu tinha preparado.
Olhou para o presente
Depois para mim..
Desceu da árvore com toda sua elegância
Aproximou-se do alimento
Curvou-se pouco antes de chegar
Escolheu uma larva
E voltou para sua árvore
Cantou novamente e foi embora

Depois de duas semanas nós estávamos bem próximos
Seu canto se tornou comum.
Era mais um pássaro
Um belo pássaro
Mas eu estava
Novamente
Insensível.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht
1 compartilhamento

É sempre igual
Toda vez que o ciclo torna
Voltam os mesmos desejos
A mesma paranoia

Aos poucos se compreende
Um pouco mais sobre o que se passa
Sabe-se o suficiente
Pra se ter ainda mais dúvidas

Necessidade de liberdade
Nessa época do ano
O coração afastado da lua
Exige suas asas

Agora tudo está por um fio
À flor da pele
Nos extremos opostos
Decisões indecisas e exageradas

O pobre Quixote
Está trancado em sua casa
E quando pode
Sai correndo por cima de tudo

Ninguém o compreende
Sua nobre causa
Minha causa
Casualmente nesses dias

Os dragões são meus
Assim como são
Deixe que eu lute
Com minhas próprias mãos

Se para você
O que faço não faz sentido
Deixe-me fazer
Ou venha comigo compreender

Não olhe do seu ponto
Daí você verá com seus olhos
Me dê sua mão
E vamos saltar.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Tudo passa
Passam os carros
Pássaros passam
Pessoas passam
Poucos ultrapassam

Humanos passos
Húmidos passos
Perante o sol
Somem pegadas dos sós

Somos sós
Mas somos nós
A nossa força
É o que nos faz

Tudo passa
Chuva passa
Tempestade passa
Até furacão passa

O passado se foi
Volta em lembranças
Mas não fica
Difícil é saber o que sobra

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Fostes embora da ilha
Fostes embora da montanha
Fostes embora da gruta
Aonde pensas que vai?

Sabes bem..
Sempre estiveras comigo
Qual é a novidade?
Você mesma, nunca aparece

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Um brinde à saúde
Às boas pessoas
As poucas boas pessoas
Não tão difíceis de se encontrar

Um brinde às novas experiencias
Às novas amizades
Ao que se aprende de novo
Ao que se dá e se recebe
À gentileza que ainda resiste

Um brinde ao velho mundo
Sobrevivendo hoje com bravura
Abrigando bons velhos costumes
Emprestar sem cobrar
Sorrir e chorar, acompanhado

Um brinde às coisas boas da vida
E às ruins
Que tornam as boas
Ainda melhores...
...um brinde

Crislambrecht

Oh, eu queria
Dormir na areia
Areia quente
Do sol de verão

Se me encontrassem
Dormindo no chão
Se preocupariam
Sem um motivo...
Realmente aparente

Desejos contidos
Prisioneiro de si
Árvore deformada
Cresceu na pequena lata

Preocupado com a preocupação
De quem me quer bem
Evitei estar bem
Para deixar tudo bem

Fui encontrando os motivos
A causa dos males
Eu tinha as chaves
E as mãos amarradas

Não fugi de ninguém
Não fugi de mim
Corri para encontrar
Me resgatar finalmente.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Que a beleza torne a mim
que meu escritório torne a mim
que meus amores retornem
que meu amor divida-se
multiplicando-se assim

Que as estrelas tornem a mim
que eu torne à Lua
que o retorno seja breve e bravo
que meus passos sejam mais certos
e que sejam assim acompanhados

Pequena dos olhos faiscantes
venha comigo e me prenda
vamos viver em pleno extase
enquanto durar nosso infinito amor
e quando formos o que somos
seremos um e eu serei nove

Agora venha a mim o Sol
alimentai-me com seus raios
sou eu teu filho e também seu pai
e para sempre serei
hoje vou mergulhar
amanhã voltarei
e no dia seguinte estarei em Terra.

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Estar completo
Em harmonia
Com tudo ao redor
Pois de tudo
Sou uma parte
Como todos
Como tudo

Estar ciente
Esta ciencia
Silencia as dúvidas
Tudo flui
É harmonia
É natural

Pré-histórica
Pré-Socrática
Noção natural
Desde sempre
Antes de tudo
De todo o nada

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht

Já fugi
não sei do que
muito rápido
corri
movido por algo
fugi
aquela noite
e depois
fui para longe
ainda mais longe

Crislambrecht
Inserida por crislambrecht