Crislambrecht: Pouco antes do alvorecer Acordei com um...

Pouco antes do alvorecer
Acordei com um belo som
De, provavelmente, um belo pássaro.
Corri até a frente da minha gruta
Fechei meus olhos e apreciei
Deixei o canto e os raios tocarem-me.
Belo pássaro
Onde estará você?
Fugiu ao fim da madrugada.

Passei o dia todo esperando que voltasse
Para que eu pudesse ao menos ouvi-lo novamente
Em vão..
Há tempos não perdia meu tempo esperando pássaros
Ao anoitecer, vi a possibilidade de nunca mais encontra-lo.
Dormi preocupado, sono leve interrompendo-se noite adentro.

No dia seguinte, ao amanhecer
Ouvi o canto
Anunciando a chegada do sol.
Levantei-me e caminhei cauteloso até lá fora
Sentei próximo à entrada da gruta
E fiquei ouvindo-o.
Desta vez pude apreciar tal canto por mais tempo.

Descobri a direção do som
Segui-o
Meus passos eram silenciosos
Mesmo assim não pude vê-lo antes que fugisse
Bateu as asas e partiu.

Não fiquei triste
Vi a possibilidade de encontra-lo novamente
Se acontecer uma vez, poderá ser a única;
Se acontecer duas vezes, poderá ser um início..
Dormi bem, porém, bons pensamentos também roubam o sono.

Acordei próximo ao fim da madrugada
Falei com as estrelas
Disseram-me que o sol logo chegaria.
Será que elas sabiam
Que eu esperava alguém antes do astro?

Esperei sentado em frente à gruta
Olhando naquela direção
Ouvidos atentos a todo movimento.
Vi-o chegar
Dançava no céu escuro
Fez alguns movimentos e pousou
Logo depois
Cantou

Surgiram então
Os primeiros raios de sol
E pela primeira vez
Pude ver as cores do cantor
Tão belas quanto sua voz
Fez-se um sorriso em minha face

Atirei-lhe uma semente
Olhou-me
Olhou-a
Cantou
Encantou-me
E partiu.

Seu olhar era incrível
Queria tê-lo próximo a mim.
Ao final da tarde
Procurei por algumas larvas
E outros alimentos que ele poderia se interessar
E quando anoiteceu
Dormi cheio de esperanças.

Novamente levantei-me cedo
Falei com as estrelas
E preparei o banquete.
Ouvi a dança no céu
E seu pouso suave sobre um ramo
E seu canto
Que parecia mais belo a cada dia.

Quando pudemos nos ver novamente
Mostrei a ele o que eu tinha preparado.
Olhou para o presente
Depois para mim..
Desceu da árvore com toda sua elegância
Aproximou-se do alimento
Curvou-se pouco antes de chegar
Escolheu uma larva
E voltou para sua árvore
Cantou novamente e foi embora

Depois de duas semanas nós estávamos bem próximos
Seu canto se tornou comum.
Era mais um pássaro
Um belo pássaro
Mas eu estava
Novamente
Insensível.

1 compartilhamento
Inserida por crislambrecht