Caio Fernando Abreu

226 - 250 do total de 3206 pensamentos de Caio Fernando Abreu

Comecei a caminhar mais depressa para escapar, e Deus, Deus estava do meu lado...

Caio Fernando Abreu
14 compartilhamentos

Amor? Não sei. É meio paranóico. Parece uma coisa para enlouquecer a gente devagar.

Caio Fernando Abreu
45 compartilhamentos

Eu quero me chamar Mar você dizia e ria e ríamos porque era absurdo alguém querer se chamar Mar ah mar amar e você dizia coisas tolas como quando o vento bater no trigo te lembrarás da cor dos meus cabelos você não vai muito além desses príncipes pequenos.

Caio Fernando Abreu
4 compartilhamentos

Mesmo assim eu não esquecia dele. Em parte porque seria impossível esquecê-lo, em parte também, principalmente, porque não desejava isso. É verdade, eu o amava.

Caio Fernando Abreu
75 compartilhamentos

Gosto de pessoas doces, gosto de situações claras; e por tudo isso, ando cada vez mais só...

Caio Fernando Abreu
135 compartilhamentos

- Toque nela com cuidado, senão ela foge.
- A coisa ou a pessoa?
- As duas.

Caio Fernando Abreu
13 compartilhamentos

Tudo que parece meio bobo é sempre muito bonito, porque não tem complicação. Coisa simples é lindo. E existe muito pouco...

Caio Fernando Abreu
63 compartilhamentos

" Quanto a ti, já reparaste como o mundo parece feito de pontas e arestas? Já chamei tua atenção para a escassez de contornos mansos nas coisas? Tudo é duro e fere. "

Caio Fernando Abreu
4 compartilhamentos

O que hoje é drama, sempre, amanhã estará quieto na memória.

Caio Fernando Abreu
10 compartilhamentos

Não te castiga assim, está tudo em paz. Nunca houve cães. É como uma cantiga de ninar nas cinzas do fim do mundo.

Caio Fernando Abreu
3 compartilhamentos

Não estou fazendo nada errado, só estou tentando deixar as coisas um pouco mais bonitas.

Caio Fernando Abreu
19 compartilhamentos

...E sabia que de alguma forma ele continuava ali. Miúdas crateras, gretas polpudas. Em algum ponto da cama, do quarto, da mente, do espaço.

Caio Fernando Abreu
5 compartilhamentos

Os cabelos lisos caíram sobre o rosto. Para afastá-los, ela levantou a cabeça, e então viu o céu tão claro que não era o céu normal de Sampa, com uma lua quase cheia e Júpiter e Saturno muito próximos. Vista assim parecia não uma moça vivendo, mas pintada em aquarela, estatizada feito estivesse muito calma, e até estava, só não sentia mais nada, fazia tempo.

Caio Fernando Abreu
2 compartilhamentos

Mas o amor verdadeiro, se é que existe, entre homens ou mulheres, onde fica? Numa gaveta fechada, tive vontade de dizer.

Caio Fernando Abreu
8 compartilhamentos

Aquele menino trazia na testa a marca inconfundível: pertencia àquela espécie de gente que mergulha nas coisas às vezes sem saber porquê, não sei se na esperança de decifrá-las ou se apenas pelo prazer de mergulhar. Essas são as escolhidas — as que vão ao fundo, ainda que fiquem por lá.

Caio Fernando Abreu
29 compartilhamentos

(...) todos os relógios estão parados, não sei se é ontem, se hoje ou amanhã, se é sempre, e nunca mais, estou solta aqui, completamente só, não há relógios, não há relógios e o tempo avança liberto, sem fronteiras nem limitações, uma bola de arame farpado, o sentimento vai se adensando em mim, transborda dos olhos, das mãos, sai pela boca em forma de fumaça, sinto meus lábios ressequidos, machucados, o gosto amargo, a bola cresce estendendo tentáculos, no meio dela eu me encolho cada vez mais, presa num círculo que cresce até explodir na vontade contida de gritar bem alto, bem fundo, rouca, exausta, correndo, esmagando as folhas de um outro outono, de um outro tempo, ainda este, o tempo, o outono, a tarde, o mundo, a esfera, a espera em que estou pra sempre presa.
Caio Fernando Abreu, in Inventário do ir-remediável

Caio Fernando Abreu
3 compartilhamentos

Essas que imaginam vidas vagamente inglesas, paixões contidas, silêncios demorados e gestos escassos, mas repletos de significados, preferem a estrada do leste.

Caio Fernando Abreu
5 compartilhamentos

Sobretudo, não se angustie procurando-o: ele vem até você, quando você e ele estiverem prontos.

Caio Fernando Abreu
108 compartilhamentos

Ah, então foi pra ele que eu dei meu coração e tanto sofri? Amor é falta de QI, tenho cada vez mais certeza.

Caio Fernando Abreu
89 compartilhamentos

O que você mentir eu acredito.

Caio Fernando Abreu
12 compartilhamentos

Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio. Não compreendo como querer o outro possa pintar como saída de nossa solidão fatal. Mentira: compreendo, sim. Mesmo consciente de que nasci sozinho do útero de minha mãe, berrando de pavor para o mundo insano, e que embarcarei sozinho num caixão rumo a sei lá o quê, além do pó. O que ou quem cruzo esses dois portos gelados da solidão é vera viagem: véu de maya, ilusão, passatempo. E exigimos o eterno do perecível, loucos.

Caio Fernando Abreu
43 compartilhamentos

Só preciso de alguns abraços queridos, a companhia suave, bate-papos que me façam sorrir, algum nível de embriaguez e a sincronicidade: eu e você não acontecemos por uma relação causal, mas por uma relação de significado, que ainda estamos trabalhando.

Caio Fernando Abreu
103 compartilhamentos

Ah, no fim destes dias crispados de início de primavera, entre os engarrafamentos de trânsito, as pessoas enlouquecidas e a paranóia à solta pela cidade, no fim destes dias encontrar você que me sorri, que me abre os braços, que me abençoa e passa a mão na minha cara marcada, no que resta de cabelos na minha cabeça confusa, que me olha no olho e me permite mergulhar no fundo quente da curva do teu ombro. Mergulho no cheiro que não defino, você me embala dentro dos seus braços, você cobre com a boca meus ouvidos entupidos de buzinas, versos interrompidos, escapamentos abertos, tilintar de telefones, máquinas de escrever, ruídos eletrônicos, britadeiras de concreto, e você me beija e você me aperta e você me leva para Creta, Mikonos, Rodes, Patmos, Delos, e você me aquieta repetindo que está tudo bem, tudo, tudo bem. O telefone toca três vezes. Isto é uma gravação deixe seu nome e telefone depois do bip que eu ligo assim que puder, 0K?

Caio Fernando Abreu
17 compartilhamentos

Certas coisas são tão evidentes, apesar de inexplicáveis, que a gente não pode deixar de acreditar.

Caio Fernando Abreu
14 compartilhamentos

Relaxa baby e flui: barquinho na correnteza, Deus dará.

Caio Fernando Abreu
13 compartilhamentos