Audrey P. B

1 - 25 do total de 138 pensamentos de Audrey P. B

As compras não me animaram, nem o dia, nem a luz do sol. Eu tinha a cara inchada de tanto chorar, a alma seca, e o coração com cade ferida aberta, exposta, e quando a rinite chegou após o meio dia, eu desejei que ela me consumisse por inteiro, acabasse comigo, me matasse.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Eu elegi quinta- feira como meu dia preferido, mesmo preferindo a sexta, porque era na quinta que eu o via, que ele me cumprimentava e eu correspondia com um sorriso. Passei a amar as terças, porque era nas terças-feiras que ele conversava comigo por longos minutos até o ônibus parar em seu destino e ele me acenar um adeus. Coloquei as quartas-feiras em um altar, porque era nas quartas que ele me beijava, dizia que me amava, me cobria de elogios e promessas me dizendo um "até logo" cheio de segundas intenções. E eu odiava as segundas- feiras, porque era tudo cinza e sem graça sem a presença dele ali, como se nada tivesse importância e perdesse o tom, o sabor, a cor. E agora eu prefiro as segundas porque não preciso vê-lo, porque na segunda o coração não dói, porque não preciso me fingir distraída para não vê-lo quando ele passa, porque na segunda eu consigo respirar aliviada. Porque na segunda-feira, de algum modo, o coração não sangra.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Ele disse que precisava ir, que tinha um jogo de futebol ou qualquer coisa do tipo e deu um beijo no rosto das garotas presentes. No meu caso, não. Ele pegou minha mão e a beijou. Não sei porque ele fez isso; se foi porque me desprezava para dar um beijo no rosto ou se foi porque eu estava muito longe. Eu nunca vou saber o porquê. O fato é que ele beijou minha mão de forma cortês e saiu. Ele me beijou a mão, se fosse o rosto ou a boca eu não teria ficado tão vulnerável, tão frágil, tão fácil, tão dele...Por um segundo eu fui dele e ele nem percebeu.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Eu queria agradecer, amigo. Agradecer por seu apoio, por seu conforto, por sua constante paciência em meus desabafos e confusões, meus dramas e poesias. Obrigada por ouvir minhas confissões e suportar as lágrimas de minha desilusão amorosa e o que se passou depois. Porque há algo depois da desilusão, mas poucos sabem disso, há vida depois de um amor e como já dizia Cher, "Do you belive in life after love?". Bom, eu acredito, porque ela existe, e essa é minha vida, e ela é surpreendente e louca, poética e complexa, obscura e brilhante, cheia de metáforas e sinestesias e ninguém sabe o que virá a seguir.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

E querido, talvez a gente nem dure, talvez você cometa o mesmo erro, talvez dure uma semana, um mês, ou talvez dure mais...Talvez seja uma tragédia, mas talvez seja a melhor coisa que poderia acontecer. Talvez é um advérbio de dúvida cruel, mas a verdade é que eu nunca vou saber como poderia ter sido se não tentar.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

E doeu, não vou ser hipócrita a ponto de dizer que não doeu, que não sangrou e que não passei o fim de semana afogada em minhas lágrimas. Admito que fiquei por muito tempo me perguntando o que fazer com a ressaca que você deixou no meu coração. E quanto à garota com quem você está, às vezes eu queria odiá-la, sabe, queria odiá-la por estar com você mas eu só sinto pena. Pena porque ela é só outra garota que você vai usar e depois jogar fora. Eu queria odiá-la, mas eu só odeio você.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Sentimentos não são bolinhas de gude que você pode jogar até enjoar. Exatamente, bolinhas de gude, brinquedo de moleque, seus brinquedos, pois há moleques de 41 e homens de 16. A maturidade está mais relacionada às experiências que você teve do que ao número de aniversários que você celebrou, e sinto lhe dizer mas ninguém te ensinou a ser homem ainda. Deixa eu te dar um conselho então: aprende tá, cresce um pouquinho, porque já está mais do que na hora. Seja homem. Por ela, não por mim, porque a mim você já perdeu...

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Por que demorou tanto? Eu estive esperando por você a minha vida inteira! E me perdoe se tenho dificuldade em demonstrar sentimentos, se os demonstro apenas por minha escrita; minha forma de fazer arte. É o meu jeito de amar, amar de um jeito poético, colorindo o mundo e descendo do meu pedestal de orgulho para demonstrar amor quando você menos espera, quando o amor explode e fala por si mesmo, não obedecendo as regras de comportamento e conveniência, coesão e coerência.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

No começo eu tive medo porque a sua ausência doía demais e eu tinha medo que essa dor durasse para sempre. Mas há qualquer coisa de diferente agora; eu sinto uma força absurda na sua ausência, como se eu pudesse ir muito mais longe sem você, como se você fosse um peso morto e eu pudesse ser muito mais feliz sem você. E meu bem, há momentos em que dói tanto, há momentos em que não dói nada...A verdade é que o caminho do amor é repleto de flores e espinhos e não se pode separar um do outro, por isso amar significa sofrer em qualquer idioma.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

E quanto a ele, bem...Estive pensando e apesar de ele ter sido grosseiro, me falado aquelas coisas horríveis, eu sentia paz. Sentia paz por ter resolvido nosso impasse, nosso chove não molha, essa angústia que me dilacerava há mais de mês. Por mais que agora doesse, não doía ao ritmo de uma sinfonia de Beethoven, e sim ao ritmo de uma bossa nova e era como se o amor doesse em paz.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Havia gente nas ruas, lojas abertas até tarde, luzes de natal, agitação, e como sempre, casais. Casais de mãos dadas, casais abraçados, casais se beijando, casais por toda a parte. Foi estranho, mas pela primeira vez em muito tempo, não pensei "todo mundo tem alguém para abraçar ,menos eu" ,eu só pensei "ainda bem...Ainda bem que estou sozinha, que estou solteira. Ainda bem que as luzes brilham e logo é natal. Ainda bem que as pessoas riem e ainda bem que me livrei de você".

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

E eu e minha amiga rimos e falamos de garotos, até que ela tocou no nome dele e eu disse como ele era idiota e que bom que estava fora da minha vida. Só que quando fui dormir, como todos os dias, ele ainda foi o último pensamento do meu dia. Quer dizer, o penúltimo, porque o último foi uma frase de Drummond: "essa ferida, meu bem, às vezes não sara nunca ,às vezes sara amanhã".

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Eu havia trancado o restante do amor que sentia por você em uma caixa escura dentro do meu coração. Porém, nesse momento há qualquer coisa, como o céu, o mar, o sopro do vento, que abriram essa caixa e levaram um sopro de oxigênio ao amor que sufocava. E agora esse amor está forte, agora esse amor está vivo, e grita. Grita em desespero para você voltar, grita em desespero para não morrer.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Há muito tempo eu lhe disse que algumas coisas são difíceis de serem explicadas,que algumas coisas só precisam ser sentidas, como o sopro do vento no rosto. E nesse momento meu querido, eu sinto: sinto o carro correr em alta velocidade, sinto a melodia de Nenhum de nós tocando no rádio, sinto o vento, e principalmente, sinto a liberdade gritante por todos os meus poros,e de como a liberdade é uma coisa inteiramente minha, e é mais plena, e sempre será, sem você atrapalhando.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Querida dor, eu queria dizer que vou parar de bancar a infantil. Sinto as lembranças vindo com a brisa e você as acompanhando. Queria dizer que parei com estratégias e subterfúgios, parei de usar remédios que me derrubavam para você desparecer. Eu sei que não importa quão longe eu vá, você poderá sempre me alcançar e causar muita dor de cabeça, agora eu sei disso. Sei também que você é necessária e me faz mais forte, mais capaz de superar os obstáculos. Por isso eu paro de fugir de você, eu te aceito e eu te abraço como uma irmã. Seja bem vinda.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

E ele estava sozinho e ele estava sofrendo e pagando por cada uma das minhas lágrimas derramadas, por cada gota de rivotril tomada. Isso me deu vontade de assistir um filme de Carlitos, correr uma maratona e morrer de rir.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Não espero que você entenda , não espero que ninguém entenda essa necessidade gritante de liberdade , essa vontade de sentir o vento da madrugada batendo no rosto , o álcool pulsando pelas veias, as risadas invadindo a noite. E também não espero que entenda esse desejo de ser jovem , de ser louco, de ser único e de ser livre, sair correndo sem saber para onde ir , sem saber se vai voltar.

Audrey P. B

Quer saber? Há sempre um mar diferente para nadar, uma comida diferente para experimentar, uma vodka para provar. Há sempre um por do sol mais lindo para ser visto, pessoas para conhecer, momentos para rir e uma infinidade de oportunidade que vão se escancarar na sua frente. Então não lamente sobre pequenas quedas, falhas, problemas, a vida não é ruim, a vida é maravilhosa e o futuro é uma semente levada pelo vento; a gente nunca sabe onde vai parar.

Audrey P. B

Ultimamente, querido, ando cansada de pensar em assuntos inúteis, como você por exemplo. Porque sinceramente, ainda há tanto para fazer: lugares para conhecer, amigos para visitar, festas para ir, comidas para experimentar e um mundo todo para descobrir...E diante dessa infinidade de coisas que passam a me preencher e ser o meu mundo, você deixa de fazer parte dele, mesmo nos cantinhos mais insignificantes.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Hoje o dia amanheceu tão bonito! E você deve estar se perguntando: "o que aconteceu de tão extraordinário hoje?" Nada. Apenas amanheceu, os pássaros cantaram, as flores abriram e eu senti os raios de sol na pele. Apenas o milagre da vida aconteceu, como todos os dias. Foi Fernando Pessoa que disse "às vezes ouço o passar do vento e só de ouvir o vento passar vale a pena ter nascido?" Acho que foi, e quer saber, ele estava certo. A vida é tão efêmera! Gostaria que você pudesse me entender e aproveitasse cada momento ao máximo.

Audrey P. B

Eu poderia passar o dia falando sobre a natureza, a vida, a beleza e a arte, mas não estou aqui para isso. Estou aqui para lhe agradecer por romper comigo,por ser estúpido e mostrar sua verdadeira essência , demostrando que você não servia para mim. "Nós aceitamos o amor que achamos merecer" é a famosa frase, não é? E eu mereço, querido, eu mereço muito, eu mereço um amor que tire meus pés do chão, encha meus dias de esplendor , que faça a poesia em mim mais vibrante, mais sentida. Não pense que isso é egocentrismo, porque não é, eu apenas preciso pensar mais em mim...

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Eu só sinto pena por ela, porque assim como eu, ninguém a alertou que você poderia partir o coração dela. Ela é intensa, e assim como eu, merece coisa muito melhor que você. E desculpe se o ofendi, mas querido, não me julgue, eu só quero ver a poesia correr solta, como um animal selvagem que se liberta, como um pássaro que abre suas asas sobre o horizonte.

Audrey P. B

Você me deixou como um passarinho com asas quebradas, fraca demais para voar. Mas hoje eu voo,querido, eu voo alto, como gaivotas sobre o mar.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Eu danço na ponta dos pés, eu faço caretas para o espelho, eu passo um batom e saio e eu nem ao menos penso em você e isso é tão estranho...Eu reinvento meu próprio mundo, e ele é colorido, cheio de verbos, sentimentos, pessoas, risadas, momentos, e você não está em nenhuma parte desse meu mundo, e isso é diferente, mas é tão bom, porque há tanta paz! E de pouco em pouco, de dia em dia ,de hora em hora, essas coisas enterram você e você desaparece como um grão de areia levado pelo vento.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze

Esse meu amigo estava carente e desesperado para sair da solidão. Eu queria abraçá-lo e dizer que a arte do amor é diferente, que o amor é uma borboleta colorida; quanto mais você a persegue,mais ela voa para longe, mas quando você se distrai, ela pousa silenciosamente em seu ombro, que o amor é a arte do encontro entre tantos desencontros que há pela vida, que amor a gente não mendiga.

Audrey P. B
Inserida por audreyponganborteze