Aníbal Beça

1 - 25 do total de 70 pensamentos de Aníbal Beça

No céu enfeitado,
papagaio de papel:
também vou no vôo.

Aníbal Beça

Rio na piracema,
peixes pulam nas canoas:
mendigos alegres.

Aníbal Beça

Vento de verão
vem com bafo de mormaço -
garoa ameniza.

Aníbal Beça

Doceira na noite
a negra sorriu:
canteiro de estrelas?

Aníbal Beça

Rapsódia incômoda:
ao redor do bóia-fria
moscas do canavial.

Aníbal Beça

Janela fechada:
borboleta na vidraça
dá cor ao meu dia.

Aníbal Beça
14 compartilhamentos

A cigarra canta
o anúncio de sua morte -
formigas na contra-dança.

Aníbal Beça

Céu de primavera
no jardim dorme a menina.
Qual a flor do sonho?

Aníbal Beça
41 compartilhamentos

Varrendo folhas secas
lembrei-me do mar distante:
chuá de ondas chegando.

Aníbal Beça

Silêncio de outono.
Nem o grito do carteiro...
cochicho de folhas.

Aníbal Beça

Se deu mal na praia:
menino distraído
pisa numa arraia.

Aníbal Beça

Sol no girassol.
Sombra desenha outra flor
no corpo dourado.

Aníbal Beça

Bem que me agasalho.
Galhos sem folhas lá fora
parecem ter frio.

Aníbal Beça

Coruja na cumeeira
arrepia no seu canto -
a viúva reza.

Aníbal Beça

Susto na colheita:
em vez do cupuaçu
cai a casa de vespas.

Aníbal Beça

Folha no rio
vai para o mar sem volta -
chorão se renova.

Aníbal Beça
78 compartilhamentos

De traje a rigor
os urubus em meneios
bailando nas nuvens.

Aníbal Beça

Folha de jornal
vem no vento ao meu pescoço;
cachecol de letras.

Aníbal Beça

Na soleira do sítio
a graúna canta
ao silêncio do sol.

Aníbal Beça

Sesta no jardim:
a borboleta me acorda.
Coça o meu nariz.

Aníbal Beça

Menino amuado
quem te deu tamanho bico
foi o tico-tico?

Aníbal Beça

Além do quentão,
só a orelha da companheira
me salva do frio.

Aníbal Beça

Dançando a quadrilha
lembrei de aulas de francês.
Onde a professora?

Aníbal Beça

Na hora do rush
o cheiro do incenso acalma:
hare-krishnas dançam.

Aníbal Beça

Regato tranqüilo:
uma libélula chega
e mergulha os pés.

Aníbal Beça