Autorretrato

Cerca de 48 frases e pensamentos: Autorretrato

Auto-retrato

Provinciano que nunca soube
Escolher bem uma gravata;
Pernambucano a quem repugna
A faca do pernambucano;
Poeta ruim que na arte da prosa
Envelheceu na infância da arte,
E até mesmo escrevendo crônicas
Ficou cronista de província;
Arquiteto falhado, músico
Falhado (engoliu um dia
Um piano, mas o teclado
Ficou de fora); sem família,
Religião ou filosofia;
Mal tendo a inquietação de espírito
Que vem do sobrenatural,
E em matéria de profissão
Um tísico profissional.

O Auto Retrato

No retrato que me faço
- traço a traço -
às vezes me pinto nuvem,
às vezes me pinto árvore...
às vezes me pinto coisas
de que nem há mais lembrança...
ou coisas que não existem
mas que um dia existirão...
e, desta lida, em que busco
- pouco a pouco -
minha eterna semelhança,
no final, que restará?
Um desenho de criança...
Terminado por um louco!

A fotografia é uma forma de ficção. É, ao mesmo tempo, um registro da realidade e um autorretrato, porque só o fotógrafo vê aquilo daquela maneira.

Todo trabalho é um autorretrato da pessoa que o realizou.
Autografe sua obra com excelência!

Auto-Retrato Falado

Venho de um Cuiabá de garimpos e de ruelas entortadas.
Meu pai teve uma venda no Beco da Marinha, onde nasci.
Me criei no Pantanal de Corumbá entre bichos do chão,
aves, pessoas humildes, árvores e rios.
Aprecio viver em lugares decadentes por gosto de estar
entre pedras e lagartos.
Já publiquei 10 livros de poesia: ao publicá-los me sinto
meio desonrado e fujo para o Pantanal onde sou
abençoado a garças.
Me procurei a vida inteira e não me achei — pelo que fui salvo.
Não estou na sarjeta porque herdei uma fazenda de gado.
Os bois me recriam.
Agora eu sou tão ocaso!
Estou na categoria de sofrer do moral porque só faço
coisas inúteis.
No meu morrer tem uma dor de árvore.

⁠Eu tento fazer um auto retrato em rabiscos, ela já faz em obras de artes, seguimos um diferente do outro, ela toda talentosa eu todo rabiscado.

Inserida por gustavo_joly

A poesia é um auto-retrato que mais se revela à medida que se quer esconder .

Inserida por ednafrigato

23/11/2018

Autorretrato crítico:
"Sou o que sou sem aparas ou rebarbas!"

A consciência de cada pessoa,
sempre ajuda na postura e aperfeiçoamento do comportamento,
também no posicionamento que ocupa dentro do grupo ou comunidade.
É a partir do próprio conhecimento e consciência,
que tem melhores chances de sucesso nas iniciativas e empreendimentos.
Sem medo ou temor,
já que estes sentimentos preferem situações de indecisões e imprecisões.
Com eles(medo/temor) nada dá certo,
ou possuem grandes possibilidades de fracasso.
Nossa missão humana,
em situações de pleno equilíbrio,
tem objetivos claros e precisos e,
dificilmente seguem o caminho do abismo.
"Que o amor e o bem estar sejam sempre a própria luz e guia!"
Bom dia anjo de amor e luz!
Siga o dia e caminho no desejo de se acertar e vencer,
e que nada lhe impeça a caminhada.
Siga sempre, livre, leve, sem temor de fracassos,
fortifique-se interiormente em estímulos e bem estar,
não deixe os objetivos seguirem muito à frente.
Abrace-os e deles faça sua parceria nas conquistas de vida e amor.
Eu creio em você!

Inserida por Annnttonious13

O seu trabalho é um autorretrato de si mesmo, portanto, assine-o com toda perfeição!

Inserida por rogeriomendesjr

Autorretrato de Amor!
Eu + Você = Sonho bom

Nosso Amor... Nossa Amizade!
Somos a versão
mais profunda das pessoas
que se querem bem,
que se estimam verdadeiramente,
que se respeitam.
Nosso amor... Nossa amizade está baseada
na cumplicidade dos momentos
que juntos dividiremos,
na partilha desse bem imensurável..o AMOR!

Temos a capacidade
para nos amarmos,
sem reservas,
sem preconceitos,
em verdadeira sintonia... Com o amor,
Somos dessas pessoas
que são capazes de oferecer tudo de si
sem esperar nada em troca,
e por isso,
todos os que nos conhecerem juntos,
terão sempre muito prazer
em nos ter como companhia...Porque haverá sempre boas coisas no ar,

A sua alegria, a minha alegria,
A sua bondade, a minha bondade,
A minha luz, a sua luz

Sempre contagiará os outros,
e nos permitirá crer
que os verdadeiros amores e amizades
existem sim.
Eu e você...

A inveja representa muito mais do que cobiçar aquilo que não nos pertence. Ela é um autorretrato tosco daqueles que são incapazes de se satisfazerem consigo mesmos. Num mundo onde tudo se resume a uma competição sem freio e desleal, o gostoso é se sentir leve por tudo que não se tem e que, na verdade, não faz falta nenhuma.

Autorretrato

Esse meu jeito de ser
não sendo
de querer não querendo
entre o sim e o não
o agora e o então
o quem sabe e o talvez
entre a coragem e a timidez,
me reprime, me define

Em autorretratos não tenho semelhanças.
E não é mera coincidência.
Ávida...
Sou única.

Quem sou eu...
Uma menina escondida a sutis "pés de galinha", uma mulher escondida por detrás de velhas bonecas.
Um amor escondido por entre lastimáveis lembranças, um grito de esperança refletido no olhar.
Sou a luz no fim do túnel, sou eu a autora da vida, sou eu quem traça minha história.
Sou paz, sou loucura, encanto, sou o mais sublime sentimento, sou emoção, sou alegria (incompreendida), sou razão!
Desejo insensatez, malícia, simplicidade, ingenuidade, desespero, tristeza, rancor.
Sou o início de um sonho bom, abandonado no vasto escuro da noite. E quem se importa com os sonhos abandonados?
Ora, os sonhos nascem a cada instante, o mistério está é no meu espelho, no meu autorretrato refratado.

⁠O melhor lugar pra você descobrir se está tudo bem com você mesmo é diante do espelho.
Não há como negar um semblante irradiante assim como aquele profundamente abatido.

Inserida por tom_nascimento

AUTORRETRATO

Meu nome é Cristiane, mas pode me chamar de Cris! Nasci no dia 10 de setembro de anos passados. Sou de virgem ascendente Escorpião. Ou seja, uma chorona com temperamento explosivo. Não sou uma pessoa fácil, confesso! mas já quis ser diferente.
Vivo com os sentimentos a flor da pele...
Morro de saudade dos tempos do colegial, das farras da faculdade, dos amigos de infância e de alguém especial. Choro de saudades do meu querido pai que se foi! Sinto saudades também de um tempo que não vivi. Adoraria ter vivido na década de 50, e ter conhecido Elvis. Diria a ele que Aways of My Mind foi feita para mim.
Não posso viver sem música. Acredito que meus 257 músicos prediletos me dão o melhor gosto musical do mundo. Adoraria cantar como a Marisa Monte. Queria muito ter ido a um show do Legião Urbana.
Para mim, escrever é uma terapia. Gostaria de escrever como o Renato Russo, ou a Clarice Lispector. Amo as poesias de Vinicius de Moraes e o romantismo negro de Edgar Alan Poe.
Sou apaixonada por Pearl Jam. Nunca comprei um disco do Pearl Jam.
Tenho medo do escuro, mas, não tenho medo da morte. Amo viajar, mas muito raramente viajo! Gosto de dormir tarde e acordar cedo.
Me apaixono com certa facilidade mas tenho medo de compromissos!
Meu primeiro beijo foi aos 13, me apaixonei a primeira vez aos 19, me apaixonei pela última vez aos 26. Já gostei muito e fui rejeitada, já magoei um coração e me arrependi. Não tenho sorte no amor e tão pouco no jogo. Não ligo para dinheiro! Queria ter muito dinheiro para dar muitos presentes!
Sou muito desastrada, já perdi a conta de quantos tombos levei na vida. Nunca quebrei um osso.
Agradeço a Deus pelo céu estrelado, e por minha linda e numerosa família. Tenho inúmeros Conhecidos, alguns colegas, pouquíssimos amigos, e nenhum inimigo. Não odeio nada e nem ninguém, mas pouquíssimas pessoas me encantam.
Amo as tarde de outono, céu nublado, cheiro de grama molhada. Amo a natureza. Não gosto muito de natal, mas gosto de ver a cidade enfeitada.
Adoro tirar fotos, e tenho um medo inexplicável por fotos antigas em preto e branco.
Tomei dois porres na vida; O primeiro foi no réveillon de 99, quando mudei de cidade, e o segundo em 2002 no 1 ano da faculdade. Tirando isso, bebo com certa moderação. Para mim, coca cola é a melhor bebida do mundo. Cerveja gelada combina com Boteco e Amigos. Vinho tinto combina com jantar a luz de velas, e chocolate quente combina com frio. Bebo café demais e água de menos.
Tenho manias extremamente estranhas como estalar todos os dedos das mãos a cada 15 minutos, guardar coisas debaixo da cama, cheirar tudo o que ponho a mão e ir ao cinema sozinha. Amo cinema!!! Devo ter assistido uns 1000 filmes na vida, mas posso fazer uma lista dos que realmente valeram a pena.
Sou idiota às vezes, mas na maioria das vezes me faço de idiota. Detesto regras sociais e falso moralismo. Não suporto crueldade. Amo todos os animais do mundo. Amo todas as crianças do mundo! Amo tudo, muito mais que deveria!
Às vezes preciso ficar só, e algumas vezes me sinto muito só. Para mim noite chuvosa num quanto escuro ao som de Beethoven é o ideal de descanso. Sou meio estressada por natureza, e também muito radical. Sou também critica e, em geral muito observadora, me empolgo com facilidade e às vezes falo rápido demais. Estou sempre correndo!
Já quis parar o tempo, já quis avançar o tempo. Já quis esquecer o tempo!
Já quis ser medica atriz, diplomata. Nunca quis ser Presidente da república. Não gosto do senso comum. Mas tenho bom gosto! O dia mais triste de minha vida, foi quando perdi meu pai. O dia mais feliz, ainda não aconteceu. Choro por qualquer motivo! Nunca chorei de felicidade. Gosto de ouvir a verdade, mas acho que verdade demais às vezes machuca. Não sei ser meio amiga, ou quase amor. Sou tudo ou nada. Gosto de ajudar os outros, mas dificilmente peço ajuda. Não gosto de quem me faz sofrer, não suporto ver alguém sofrer. Gosto de ser assim como sou, mas meus amigos dizem que eu mudo demais.
Meu nome é Cristiane. Mas pode me chamar de Cris.

Uns dizem autorretrato
eu digo: autoaceitação
quando me entendo
eu me aceito,
assim tão imperfeita:
descabelada,
desarmonizada,
desmiolada,
desfocada,
desatinada,
desenfreada,
despreparada,
desafiada,
desajeitada,
desanimada,
desapontada,
desastrada,
descabida,
descontrolada,
descrençada,
descuidada,
doida
e maravilhosamente divina!!!

AUTORRETRATO

Tenho um metro e setenta e três
de altura
e noventa e cinco quilos de
literatura.

Sinto-me como uma joia bruta,
primitiva, que o tempo está modelando.

A maturidade encontrou-me de repente
quando eu cruzei a esquina
tocando a Lira dos Quarenta Anos.

Não nasci para o comércio,
não sei comprar nem vender,
sei apenas fazer versos...

No meu primeiro livro:
"Um Juntador de Palavras",
ajuntei tantas palavras
que a poesia criou asas.

Não nego o meu amor
pela minha amada flor,
nem nego a minha fé
em Jesus de Nazaré.

Considero-me apenas
um cantador desentoado,
um repentista sem repente
e um sonetista desmetrificado.

Tenho um milhão de sonhos
no meu coração
que sonho um dia concretizá-los...
Por isso considero-me
um ser milionário.

E Já me acostumei
com minha careca...
Para os outros não,
mas para mim
rima com poeta!

Sei que minhas virtudes
sobre ponhem meus defeitos;
até porque há muito tempo
deixei de contá-los.

Tenho a cara séria
de delegado de polícia,
mas dentro de mim
esconde-se:
um palhaço,
um menino
e um poeta!

Inserida por antoniocostta

Autorretrato...

Fosse mata, sopraria igual ao vento
Fosse água, beijaria teus pés
Fosse céu, azul seria sempre
Fosse noite, iluminaria e encantaria

Sou lua
Sou tua
Sou encanto
Sou pranto

Sou alegria
Sou vida
Sou medo
Sou magia

Sou fada
Sou ingrata
Sou luta
Sou garra

Sou da vida, a história
Da mata Isolada, o uivo
Da cachoeira encantada, a água
Da onça Selvagem, a felina
Da águia planando, Liberdade

Inserida por Rita1602

“Autorretrato - o artista dos extremos, melancólico, dramatizador das cores e formas, porém, ainda tenho-as para ouvir-los proclamar asneiras.”

Inserida por RafaelZafalon