Frases de Anton Tchekhov

Cerca de 41 frases de Anton Tchekhov

Aquilo que provamos quando estamos apaixonados talvez seja o nosso estado normal. O amor mostra ao homem como é que ele deveria ser sempre.

Se tens medo da solidão, não te cases.

Festejou-se o aniversário de um homem muito modesto. E apenas no final do banquete é que se percebeu que alguém não tinha sido convidado: o festejado.

Nada une tão fortemente como o ódio - nem o amor, nem a amizade, nem a admiração.

Que sorte possuir uma grande inteligência: nunca te faltam asneiras para dizer.

Um casamento feliz pode existir apenas entre um marido surdo e uma mulher cega.

Errar é humano: mais humano ainda é atribuir o erro aos outros.

A boa educação não está tanto no fato de não derramar molho sobre a toalha de mesa, mas em não perceber se outra pessoa o faz.

A felicidade é uma recompensa para quem não a procura.

Confia no teu cão até o último momento, mas na tua mulher ou no teu marido, apenas até a primeira ocasião.

Valoriza-te para mais: os outros ocupar-se-ão em baixar o preço.

Onde não estamos é que estamos bem. Já não estamos no passado, e então ele parece-nos belíssimo.

Não permitais à língua ultrapassar o pensamento.

O vinho e a música sempre foram para mim um magnífico saca-rolhas.

A universidade desenvolve todas as capacidades, inclusive a estupidez.

As obras de arte dividem-se em duas categorias: as de que gosto e as de que não gosto. Não conheço outro critério.

Eles são honestos: não mentem sem necessidade.

Todos nós sabemos o que é uma ação desonesta, mas o que é a honestidade, isso, ninguém sabe.

Quando temos sede parece-nos que poderíamos beber todo um oceano: é a fé; e quando bebemos, bebemos um copo ou dois: é a ciência.

Nada hipnotiza e inebria mais do que o dinheiro: quando ele é muito, o mundo parece melhor do que é.