Amor e Desilusão

Cerca de 966 frases e pensamentos: Amor e Desilusão

Cada lágrima derramada por um amor,
Cai num poço de desilusão,
Lute para que ele não trasborde,
Nem se encha de razão...

Leandro Ismael Heck
Inserida por leandro_ismael_heck

A primeira desilusão amorosa é como dipirona no começo é amarga mas no fim vc se acostuma.

João Marcos Sora
Inserida por JMarcosSora

Viver é ter q ir,levando dias tristes ou alegres,de prazer ou de dor amores e desilusões e o término é ausência e bagagem vazia

Cacio Leite Santana
Inserida por Cacio01

Amor não é o que vai com a desilusão, é o que fica depois dela.

Edna Frigato
Inserida por ednafrigato

O amor nasce de uma atração, cresce com emoção, floresce com o coração e termina na desilusão...
O ódio nasce de uma repulsão, cresce com designação, floresce com a razão e termina na união...

José Rony de Andrade Alves
Inserida por Alegoria

Daí você pensa que è forte o suficiente para não passar por desilusões amorosas mas passa e ate a sua família não te ajuda por que você é mulher e não pode errar ...é difícil!

Anônimo
Inserida por petytha

hoje me vesti
com a mais linda armadura
pois a melhor arma
é a do amor que cura
a minha desilusão
desarma os mais duros sentimentos
porque amar cura
amar costura o perdão
amar sutura o coracao
amar procura a emoção
amar me leva à loucura
sempre com os pés no chão
quando eu amo
eu alivio a tensão
da guerra armada
em minh'alma
sem nenhuma noção
e muito menos razão
porque ela não me deixa
ouvir o sensato coracao
e a batalha está travada
entre a minha insana razão
e o meu belo coracao!!!

Fernanda De Paula
Inserida por fernanda_de_paula_1

A desilusão não deve tirar nossa capacidade de sonhar em um novo amor.

Victor Prates
Inserida por VictorPrates

Não pode haver desilusão profunda onde não há amor profundo.

Martin Luther King
Inserida por pensador

O âmago do amor pleno supera contradições, vence desilusões e encanta com novas paixões.

Paul Sants
Inserida por paulo_educapelli

Paixão não correspondida:

Pode até ser que algum dia nesta vida
já vivi um amor de desilusão, gostar por gostar
tudo mundo gosta, amar por amar daí já é
diferente, o amor sempre deve estar presente.
O amor pode até iludir e enganar, mais presente
pode crer que sempre vai estar.

me refiro em relação a nossas vidas, até o mais dos insensível do ser humano algum dia também já amou.

Eu aqui estou escrevendo para ti paixão, e torno a dizer paixão não correspondida vê se não toma conta da minha vida.

Estou mais sensato do que nunca quando digo estas coisas, e como ser humano que também comete erros, desejo acreditar, que para o amor
ainda existe chance de voltar a amar...

Fabrício R.Veiga
Inserida por Boysdontcry

Como falar de amor em um mundo tão cheio de desilusões

ntistacien
Inserida por ntistacien

NUMA DESILUSÃO DE AMOR, QUANDO SE AMA VERDADEIRAMENTE, CONVERSAMOS SÓ ATÉ COM O VENTO...VIRA LAMENTO!

Nonato Montes
Inserida por NonatoMontes

Na vida...
Ah sim,
Já tive muitos amores,
O que todos tem em comum,
O nome é desilusão.

Letícia Del Rio
Inserida por LeticiaDelRio1987

Hoje, aprendi que o momento da desilusão amorosa pode ser muito breve. Não é sempre aquela desintegração arrastada que a gente imagina ser comum na vida adulta, pedacinhos de amor e conforto se soltando aos poucos durante anos até que não exista nada mais a ser dito. Pode acontecer num piscar de olhos, pegar a gente de surpresa, sem tempo de se preparar antes. Alguém para na sua frente, cara a cara, e diz que está indo embora, que já não te ama mais, que encontrou outra pessoa, que você não é suficiente, e você pensa: “Ah, então é assim que eu vou morrer. Não tem a menor chance de eu superar isso.” Alguma coisa em algum lugar do seu corpo se rompeu violentamente e você só consegue se deitar no chão e esperar ser convidada para seguir pelo inevitável túnel com uma luz no fim.

Bella Mackie
Inserida por pensador

Meu fígado não tem mais condições de sofrer desilusão amorosa não ...

bel
Inserida por beldepaula

A ESSÊNCIA DO AMOR
Toda vez que tinha uma desilusão corria a praia, era muito mais fácil para André entender a imensidão do mar que a essência das pessoas, e imaginar que aquilo tudo era gratuito, imaginar que um Ser superior com sua generosidade infinita armazenara ali tantas oferendas... e assim era frequente suas idas à praia; no entanto nada era traumático, nada que deixasse marcas indeléveis, diante daquela imensidão qualquer problema tornava-se ínfimo, mesmo com aquela forma de pensar de que amor é arrimo da dor ou a dor arrimo do amor, era assim. Mara, sua primeira paixão de adolescente, a que recebera os primeiros bilhetes, com frases e desenhos de paixão, preferira o rival das gincanas e torneios colegiais; mas depois vieram namoros firmes e noivados desfeitos, todos superados depois de algum tempo, então um dia olhava as fotos, relembrava os momentos, rebuscava os detalhes e ria dos resquícios de felicidade; a vida era uma aventura que tinha que ser vivida. Uma agrura ou outra, alguns arranhões, mas era só; algumas doses de vinho, um livro, um pouco de solidão, alguns poemas. e tudo ficava no arquivo das lembranças, catalogado com muitos aprendizados. era um caminho ou muitos caminhos, um labirinto que nos levaria aonde, o universo que nos compõe compõe o universo propriamente dito. não cometeria os mesmos erros, e pensando assim parecia policiar-se de um prisma adjacente e estratégico, mas não era bem assim, ou pelo menos não era funcional diante de um universo de emoções; se pudéssemos definir André numa única palavra essa palavra seria sensibilidade, era uma pessoa suscetível então o que doía em alguém próximo doía nele, o que encantava, uma bela atitude lhe fascinava assim aconteceram
Outras paixões; ansiedade, medo, insegurança, mas não era um martírio, nem era um jogo, ou era? detalhava os traços, a forma de falar, sorrir, olhar, tudo lhe fascinava no alvo de suas emoções, mas nada tanto como um pouquinho de timidez; um rosto feminino espantado era irresistível. mas quem inventou a paixão? com certeza Marylin Monroe naquela famigerada foto, tentando abaixar a saia do vestido por causa de um vento inconveniente, tenha inventado a paixão para a metade da população masculina contemporânea e quiçá para a parte da modernidade lésbica, o que se insurgia como um pecado, mas quem não pecaria por paixão?
Alguma coisa no passado incomodava.. sempre haveria algo no passado a incomodar mas já aprendera a conviver com isso. era sempre algo mal resolvido, algo que deixara de dizer ou fazer, e isso às vezes lhe salvara, outras o condenara; principalmente a conviver com essa sensação, alguma coisa no passado...
A Central do Brasil estava como em todas as segundas- feiras, todos apressados; ninguém se via, ninguém se percebia, muitos se esbarravam; muitas mãos estendidas, olhos suplicantes e não eram só os olhos dos pedintes, no entanto descrevia o amanhecer como como uma aquarela divina; o romantismo é leviano a ponto de ignorar o inferno que queima a essência no interior humano; nossas canções de exílios morreriam de vergonha diante de olhos tão infelizes, mas diante da beleza quem não se torna leviano. A hora de entrar no trem era um suplício, era a sua supercarga de stress diária, mas ao juízo final, aquilo provavelmente contaria como atenuante para a remissão de seus pecados. O trem sacolejava num serpentear como se tentasse despertar muitos que voltavam exauridos de mais uma batalha do cotidiano; as casinhas subiam o morro desordenadamente, às vezes perigosamente como uma maquete mal elaborada; André num rompante de filosofia, comparou tudo aquilo com a alma humana e murmurou pra si mesmo: "diante da necessidade até a desordem se harmoniza." alguém colocou algo na sua mão explicando uma necessidade, era um dos muitos vendedores de coletivo, uma das muitas desarmonia social; afora isso tinha cantores, poetas, filósofos, pintores e todos juntos estavam ali como uma plateia passiva, assimilando ou não, participando ou não, indiferentes ou não; mas ali era o teatro real, a realidade crua na peça do cotidiano. André Jogou uma cédula ainda úmida, afinal vinha da praia, no chapéu que se encontrava na mão de um jovem que declamara um poema que falava na essência do amor, seu destino era a próxima estação: Olinda, e seu espetáculo pausava ali para recomeçar no dia seguinte, depois daquele resto de ocaso que lhe faria refletir sobre a essência do amor

tadeumemoria
Inserida por tadeumemoria

Eu acredito que o que ainda mantém a minha fé no amor, depois de tantas desilusões amorosas, é o exemplo de família que tenho em casa. Meus pais são minha meta de vida.

Ray Pires
Inserida por raypires

Vivendo se descobre as oportunidades, as ilusões, os amores, as desilusões, as paixões e a falsidade. Se descobre muito mais, se deixarmos todos os sentidos atentos, pois há na vida muita riqueza a ser descoberta que pode "enterrar" as adversidades.

Luiz Névoa
Inserida por LNevoa

Desilusão

Um dia me disse que eu era teu eterno amor
Disse que nunca sentiu o que sentes por mim
Fez tantas juras, teu beijo tinha intenso calor
Disse que jamais entregou para alguém assim.

Prometeu-me dar o céu, as estrelas, o mar
E que ninguém neste mundo iria nos separar
Foram tantas coisas mais que me prometeu
E de repente tudo que disse se perdeu.

O que eu digo agora para o meu coração?
Teu adeus me fez desacreditar no amor
Deixou em mim marcas, amargura e dor.

No peito restou um sentimento de desilusão
Porque eu dei tudo de mim nesta ilusão
E agora aqui estou sem saber o que fazer.

Ataíde Lemos
Inserida por ataidelemos