Tag política

1 - 25 do total de 1419 com a tag política

Um desabafo de ordem própria.
É fato que o Brasil está a cerca de um ano imergido numa crise financeira, econômica e política, que está ganhando patamares repercussivos inéditos na história do nosso país.
Crise que dividiu a população canarinho em dois lados bem antagônicos: De um, aqueles que em sua grande parte, atribuem à culpa de todas as intempéries a gestão atual (PT), e de outro aqueles que acreditam que o país está passando por uma tentativa de golpe, para que partidos menos expressivos e derrotados nas últimas eleições, consigam através de manobras políticas ilícitas, posições privilegiadas no comando do nosso país.
O que mais está me assustando em meio a tudo isso é a acentuação da raiva, da agressividade, da intolerância as diferentes formas de pensar, da imparcialidade, e principalmente da apologia à xenofobia, ao racismo, ao machismo, e a falta de conhecimento por grande parte da população, que acusa ou defende um dos lados, sem nenhum subsídio político dentro da sua grade de conhecimento científico. Pessoas que gritam por uma condenação e saem as ruas, sem ao menos saber o significado da acusação, pessoas que agridem ao próximo em defesa de uma causa que desconhecem.
Afinal de contas, de todos que arriscaram a ir para as ruas para derrubar o governo atual, quantas sabem o que são pedaladas fiscais? Quantas sabem como funciona o sistema tripartite de poder? Quantas sabem o que é, e para que serve uma constituição? Quantas sabem o que realmente foi o Período Militar ? Quantas sabem o significado de democracia?
Pois esses são os requisitos mínimos e imprescindíveis para a formação de qualquer opinião sobre o estado da nossa política atual.
É incrível como é fácil encontrar pessoas que até ficam ofegantes ao ouvirem ou lerem a sigla ”PT”, ou até mesmo de qualquer outro partido político, mas ao mesmo tempo não conseguem utilizar de aparatos racionais e legais para justificarem a existência de tanta aversão.
Vejamos o caso da maioria dos paulistas. A grande maioria justifica a sua tese enraivecedora na corrupção que assola o país, que através de seus olhos, tem sido de responsabilidade da má gestão de todos os membros do partido PT, mas são coniventes há vinte anos ao verem os três pilares de sustentação de uma nação (Saúde, Educação e Segurança) cada vez mais sucateados no estado de São Paulo por desvios de verbas, investimentos insuficientes, e tudo isso administrado por um partido hegemônico (PSDB). E eu não me lembro até hoje de ter ocorrido nenhuma manifestação para a derrubada deste partido ou de algum membro ligado a ele !!!
Roubar a nível federal não pode, mas se for a nível estadual e municipal tudo bem ????
Mas essas pessoas não são contra a corrupção???
Ora ora marionetes deste meu Brasil, a hipocrisia reina quando a ignorância torna-se o carro chefe de uma população preguiçosa, que prefere assistir novela a ter que aprofundar o seu conhecimento em algo que fará a real diferença em suas vidas.
Gritam não a corrupção, gritam pela queda do chefe do executivo do seu país, sem saberem ou se importarem quais são os verdadeiros caminhos que estão sendo tomados para que isso aconteça, assim como o quão corruptos são seus sucessores !!!
Mais uma vez questiono, mas vocês não são contra a corrupção?
Alguém gritou pega ladrão !!! e o povo saiu correndo na primeira direção em que viram um dedo apontado, não percebendo os ladrões que ali gritaram.
Hélio Junior

Hélio da Silva Júnior
Inserida por Quiron1975
1 compartilhamento

Que sejamos merecedores de sua confiança, e que vocês sejam dignos de nosso sacrifício.

Aurélio Fidêncio
2 compartilhamentos

O maior problema da pobreza não é a falta de dinheiro, mas a falta de consciência política.

Juahrez Alves
2 compartilhamentos

"A moralização na política não exige a dizimação desse ou daquele partido político.
O que deve ser desejado é a limpeza da sujeira e o descarte apropriado do rejeito."

Mílton Morais Matos
Inserida por Milt0nMat0s

Previsão do tempo: Nuvens carregadas de ignorância e corrupção, rajadas de pensamentos preconceituosos com sensação de abafamento. As temperaturas se elevam e apesar das instabilidades não serem exclusivas do Brasil o risco de um furacão na época da Copa do Mundo aumenta principalmente nas cidades sede e regiões metropolitanas.
Vamos ter um clima tenso com focos de incêndios devido ao DILMAtamento na maior parte do País. Uma eventual queda de governo pode ser observada. Não devemos descartar a probabilidade da influência do fenômeno da nova lei que pode limitar direito de manifestação e liberdade de expressão criando uma nova ditadura na zona de convergência política.
- Renato Cervantes apresenta o Jornal Racional -

Renato Broz Lugo Cervantes
Inserida por renatocervantes

"Vê-se que a Teoria do Estado, dentro das Ciências Políticas, pretende estudar o Estado, sua estrutura e seu funcionamento, bem como a sua relação com o judiciário. Deve-se buscar o foco privilegiado de emanação do poder, dentro de sua realidade e do seu ideal. Não pretende-se buscar a explicação de um modelo normativo de Estado, mas, sim, um ideal "positivo", junto do entendimento de como este ocupa o espaço de representante dos indivíduos."

João Pedro Nicaretta

"O possível começa acontecer quando passamos acreditar no impossível".

Tony Veras - Ideliazador do projeto Fórmula do Voto
Inserida por tonyveras

"Esta em VOCÊ a mudança que o Brasil precisa".

Tony Veras - Ideliazador do projeto Fórmula do Voto
Inserida por tonyveras

Transição Político-democrática no Paraguai : a trajetória oposicionista do Partido Liberal Radical Autêntico PLRA (1989-1993)
--------------
O regime autoritário do general Alfredo Stroessner, no poder por 35 anos, instaurou no Paraguai uma das ditaduras mais longevas da história recente da América Latina. Contudo, na madrugada do dia 2 de fevereiro de 1989, com a deposição do governo Stroessner por um golpe militar, inicia-se no país a transição para a democracia. O presente trabalho procura analisar esse processo, enfatizando as causas que levaram à derrocada do regime e à decomposição do bloco do poder, e os desdobramentos inerentes ao contexto transicional que tiveram como resultado a ressurreição da sociedade civil. Partindo do suposto de que a presença político-legal das forças de oposição tende a se tornar mais expressiva à medida que se vão sucedendo os pleitos eleitorais, a preocupação central desta dissertação é examinar a trajetória desenvolvida pelo Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA) no cenário político paraguaio. Em vista disso, procurou-se reconstituir, através de uma análise de cunho histórico-descritivo, os momentos decisivos da transição e o desempenho político-eleitoral do PLRA no período que vai de 1989 a 1993. As conclusões a que se chegou no trabalho apontam para a permanência de uma relação espúria entre o Governo, o Partido Colorado (governista) e as Forças Armadas, que traz como resultado negativo a manutenção de forças antidemocráticas no centro do poder político paraguaio. Esse quadro implica também em considerar que a permanência do entulho autoritário do regime anterior tem dificultado a alternância de partidos políticos no poder, reduzindo enormemente as chances do PLRA e de outros partidos de oposição tornarem-se governo pelas urnas. O aspecto positivo da transição, por seu turno, reside em que os atores sociais, reivindicando seus direitos e assumindo uma postura de clara irreversibilidade no que diz respeito às conquistas democráticas, deram início a um processo de reestruturação da sociedade civil, até então nunca visto na história política paraguaia. Por último, cabe destacar que esta dissertação procura contribuir para a reflexão sobre um tema que tem sido relativamente negligenciado pelos cientistas sociais, que é o da transição político-democrática no Paraguai.
http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/147299

Fábio Aníbal Goiris
Inserida por Acirdacruzcamargo
1 compartilhamento

A realidade me mostra que a ideologia por ideologia é uma briga vazia.

Lucas Gonçalves Alencar
Inserida por lucasgalencar

O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação.

Oscar Wilde
3 mil compartilhamentos

Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder.

Abraham Lincoln
7 mil compartilhamentos

Brasília…Uma prisão ao ar livre.

Clarice Lispector
3.5 mil compartilhamentos

Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um.

Fernando Sabino
1.7 mil compartilhamentos

O estado proíbe ao indivíduo a prática de atos infratores, não porque deseje aboli-los, mas sim porque quer monopolizá-los.

Sigmund Freud
1.6 mil compartilhamentos

Não há nada de errado com aqueles que não gostam de política, simplesmente serão governados por aqueles que gostam.

Platão
3.2 mil compartilhamentos

O melhor governo é aquele em que há o menor número de homens inúteis.

Voltaire
2.2 mil compartilhamentos

O primeiro método para estimar a inteligência de um governante é olhar para os homens que tem à sua volta.

Maquiavel
3.7 mil compartilhamentos

Os sete pecados capitais responsáveis pelas injustiças sociais são: riqueza sem trabalho; prazeres sem escrúpulos; conhecimento sem sabedoria; comércio sem moral; política sem idealismo; religião sem sacrifício e ciência sem humanismo.

Mahatma Gandhi
1.7 mil compartilhamentos

PARTIDO
Agrupamento para defesa abstrata de princípios e elevação positiva de alguns cidadãos.

Carlos Drummond de Andrade
432 compartilhamentos

A política tem a sua fonte na perversidade e não na grandeza do espírito humano.

Voltaire
1.1 mil compartilhamentos

Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político.

Jô Soares
285 compartilhamentos

Neutro é quem já se decidiu pelo mais forte.

Max Weber
595 compartilhamentos

A anarquia ostenta duas faces. A de Destruidores e a de Criadores. Os Destruidores derrubam impérios, e com os destroços, os Criadores erguem Mundos Melhores.

V de Vingança
463 compartilhamentos

O povo não deve temer seu estado. O estado deve temer seu povo.

V de Vingança
822 compartilhamentos