Quando Vier a Primavera

Cerca de 143 frases e pensamentos: Quando Vier a Primavera

Quando Vier a Primavera

Quando vier a Primavera,
Se eu já estiver morto,
As flores florirão da mesma maneira
E as árvores não serão menos verdes que na Primavera passada.
A realidade não precisa de mim.

Sinto uma alegria enorme
Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma

Se soubesse que amanhã morria
E a Primavera era depois de amanhã,
Morreria contente, porque ela era depois de amanhã.
Se esse é o seu tempo, quando havia ela de vir senão no seu tempo?
Gosto que tudo seja real e que tudo esteja certo;
E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente,
Porque tudo é real e tudo está certo.

Podem rezar latim sobre o meu caixão, se quiserem.
Se quiserem, podem dançar e cantar à roda dele.
Não tenho preferências para quando já não puder ter preferências.
O que for, quando for, é que será o que é.

(Poemas Inconjuntos, heterónimo de Fernando Pessoa)

Quando vier a Primavera,
Se eu já estiver morto,
As flores florirão da mesma maneira
E as árvores não serão menos verdes que na Primavera passada.
A realidade não precisa de mim.

Sinto uma alegria enorme
Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma.

Se soubesse que amanhã morria
E a Primavera era depois de amanhã,
Morreria contente, porque ela era depois de amanhã.
Se esse é o seu tempo, quando havia ela de vir senão no seu tempo?
Gosto que tudo seja real e que tudo esteja certo;
E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente,
Porque tudo é real e tudo está certo.

Podem rezar latim sobre o meu caixão, se quiserem.
Se quiserem, podem dançar e cantar à roda dele.
Não tenho preferências para quando já não puder ter preferências.
O que for, quando for, é que será o que é.

Quando tornar a vir a Primavera
Talvez já não me encontre no mundo.
Gostava agora de poder julgar que a Primavera é gente
Para poder supor que ela choraria,
Vendo que perdera o seu único amigo.
Mas a Primavera nem sequer é uma cousa:
É uma maneira de dizer.
Nem mesmo as flores tornam, ou as folhas verdes.
Há novas flores, novas folhas verdes.
Há outros dias suaves.
Nada torna, nada se repete, porque tudo é real.

Nós dois? - Não me lembro.
Quando era que a primavera
caía em setembro?

Ausente andei de ti na primavera,
quando o festivo abril mais se altavia,
e em tudo um'alma juvenil pusera
que Saturno saltitava e ria.

Para se chegar a primavera é necessário passar pelo frio intenso do inverno

Reggae as flores do universo
para que passam florecer quando a primavera chegar..
Reggae-as com amor para que possam nascer flores de esperança,em um mundo onde só tem brotado maldade e desconfiaça ..

Óh jardineiro dos céus não deixe as belas flores padecerem,olhai atentamente para cada uma delas e veja que ainda somos capazes de mudar.Eu sei que pode parecer loucura acreditar que a essa altura do campeonato,tudo pode melhorar.

Se para onde quer que eu olhe só vejo destuição, dor, fome, inveja, solidão.
O que está acontecendo de errado com a humanidade ?
Procurei bondade e encontrei interesse ..
Procurei amizade e encontrei falsidade ..
Busquei fazer a diferença, mas fui chamada de louca ..
Tentei fazer as pessoas sorrirem e reedescobrirem a alegia dentro de si,porém acabei chorando sozinha ..
Sonhei com a paz, mas acordei com o barulho das guerras e vi flores mortas pelo chão.
Então as regguei as lindas flores mortas com lagrimas de tristeza desilusão ..

O amor não acaba
Ele cansa e descansa
Até a 'primavera' chegar
E assim, poder recomeçar.
Quem sabe no mesmo coração
Ou em um novo lar.

Era inverno. A primavera
Insistia em chegar.
O sol iluminou meu sorriso
O refiz em tons de carmim
Para adoçar a boca rubra rosa
Dos beijos seus...,Um poema a tua retina
O florescer a exalar meu corpo
Sedento de amor,carinho...
Nas mãos o toque suave
Um recitar de poesia a tatear
Sua pele sedenta a desejar-me
Um sonho a iluminar a paixão
Entoando teus sussurros
Na mais sublime sintonia de amar.

As coisas acontecem de tal forma
Eu nem vi
Chegar a primavera e já estamos lá
Pisando sobre as flores

As palavras quebram dentro de você
Quando vê
Já não pode reverter
O que já se tornou amargo

E o que já se tornou noite

Sobre o tempo
Eu não posso dizer
E nem mesmo
Posso compreender
O que quero é que você entenda
De uma vez

O que pode-se evitar
O que pode-se reconquistar
O que pode-se dizer
O que pode-se calar

O que vem antes das palavras
O que vem antes das decepções
E o que eu sei que não preciso fazer
O que eles entendem sem eu precisar dizer?

A gente fica bem
Eu oro por você
A gente fica bem
E eu amo você

Tudo o que eu preciso é alegrar você

Tudo o que eu preciso é me alegrar com você

⁠Não sei quando comecei a gostar de você.
Da primavera ao verão.
Do verão ao outono.
e do outono ao inverno.
Sabe quando as estações mudam?
Sabe exatamente quando o inverno acaba e a primavera começa?
Não sei exatamente quando, o que sinto por você, começou a crescer.

Quando a primavera chegava, mesmo que se tratasse de uma falsa primavera, nossos problemas desapareciam, exceto o de saber onde se poderia ser mais feliz. A única coisa capaz de nos estragar um dia eram as pessoas, mas, se se pudesse evitar encontros, os dias não tinham limites. As pessoas eram sempre limitadoras da felicidade, exceto aquelas poucas que eram tão boas quanto a própria primavera.

A esperança é a capacidade de sentir a Primavera, quando estamos no meio do Inverno.

Otimismo é quando, sendo primavera do lado de fora,nasce a primavera do lado de dentro.

Esperança é quando, sendo inverno do lado de fora, a despeito dele brilha o Sol de verão no lado de dentro.

Porque não somos como cerrado? Que bom seria se, quando chovesse dentro de nós, brotasse a primavera.

"...Sou como as estações
Se apaixonada,
Sou primavera
E quando desejo,
Sou verão.

Menina,
Mulher, mas
Fada que te aquece
E bruxa que te enlouquece.
Feitiço, encanto e perdição."

Quando comecei a abrir as janelas para o lado de dentro percebi que em meu interior havia jardins tão ou mais exuberantes que os que estavam do lado de fora. Só então compreendi que, em mim era primavera o ano inteiro.

Efêmero

O vento de ontem não é o mesmo de hoje,
Nem o mar permanece igual quando navegado,
A certeza torna-se incerta no amanhã,
Basta uma palavra, um gesto, um pensamento e o próprio tempo contribuem para o efêmero.
Conhecemos pessoas que vem e que ficam,
Outras que, vem e passam e que por alguns instantes alegraram a nossa existência,
Deixam em nosso coração a sensação que poderia permanecer mais.
Mas, a vida providencia a efemeridade
Tristeza? Às vezes!
Entretanto, me acostumei ao efêmero.
A vida também me ensinou a entender as quimeras interrompidas pelo acaso ou destino.
o que sei, é que caminho, a paciência e a fé é o que resta.
Talvez algumas das efemeridades da vida ainda venha trazer a primavera.

E quando sentir-se derrotado, concentre suas energias nas suas raízes (família, fé, amigos, trabalho), serão elas que te alimentarão. Readaptar-se é a melhor forma de seguir adiante.
Nunca desista dessa guerra chamada vida por ter perdido uma batalha, pois são essas pequenas e cotidianas batalhas, que nos dilaceram a alma e mutilam nossos sonhos, as que nos preparam para os reais desafios, é nas pequenas derrotas que nos tornamos grandes e vitoriosos. Não desista de si, persista, floresça, encante e se encante. Sempre haverá uma nova primavera.

⁠eu quero voar,

chegar até você,

ficar com você.

Inserida por kee