Poetas Portugueses

Cerca de 6387 frases e pensamentos: Poetas Portugueses

A consciência da inconsciência da vida é o mais antigo imposto à inteligência. Há inteligências inconscientes - brilhos do espírito, correntes do entendimento, mistérios e filosofias - que têm o mesmo automatismo que os reflexos corpóreos, que a gestão que o fígado e os rins fazem de suas secreções.

Fernando Pessoa
Livro do Desassossego

A celebridade é uma contradição. Parecendo que dá valor e força às criaturas, apenas as desvaloriza e enfraquece.

O campo é onde não estamos. Ali, só ali, há sombras verdadeiras e verdadeiro arvoredo.

Quem não conhece a mulher amiga, põe a mão sobre o coração e não encontra aí a flor, que se rega nas lágrimas, quer de alegria quer de recíproca tristeza.

Camilo Castelo Branco
BRANCO, C., Onde Está a Felicidade?, 1856

Inconstância

Procurei o amor, que me mentiu.
Pedi à Vida mais do que ela dava;
Eterna sonhadora edificava
Meu castelo de luz que me caiu!

Tanto clarão nas trevas refulgiu,
E tanto beijo a boca me queimava!
E era o sol que os longes deslumbrava
Igual a tanto sol que me fugiu!

Passei a vida a amar e a esquecer...
Atrás do sol dum dia outro a aquecer
As brumas dos atalhos por onde ando...

E este amor que assim me vai fugindo
É igual a outro amor que vai surgindo,
Que há-de partir também... nem eu sei quando...

Só havia três coisas sagradas na vida: a infância, o amor e a doença. Tudo se podia atraiçoar no mundo, menos uma criança, o ser que nos ama e um enfermo. Em todos esses casos a pessoa está indefesa.

Miguel Torga
TORGA, M., Diário, Coimbra, 27 de outubro de 1974

Saber ser supersticioso ainda é uma das artes que, realizadas a auge, marcam o homem superior.

É falso o amor que leva o homem à indignidade.

Camilo Castelo Branco
BRANCO, C., Agulha em Palheiro, 1863

Em coisas insignificantes é que um verdadeiro amigo se avalia.

Mais um ano. Mais um palmo a separar-me dos outros, já que a vida não passa de um progressivo distanciamento de tudo e de todos, que a morte remata.

Miguel Torga
TORGA, M., Diário XII

Os críticos podem dizer que determinado poema, longamente ritmado, não quer, afinal, dizer senão que o dia está bom. Mas dizer que o dia está bom é difícil, e o dia bom, ele mesmo, passa. Temos pois que conservar o dia bom em memória florida e prolixa, e assim constelar de novas flores ou de novos astros os campos ou os céus da exterioridade vazia e passageira.

Nada há que tão notavelmente determine o auge de uma civilização, como o conhecimento, nos que a vivem, da esterilidade de todo o esforço, porque nos regem leis implacáveis, que nada revoga nem obstrui. Somos, porventura, servos algemados ao capricho de deuses, mais fortes porém não melhores que nós, subordinados, nós como eles, à regência férrea de um Destino abstracto, superior à justiça e à bondade, alheio ao bem e ao mal.

A vida afectiva é a única que vale a pena. A outra apenas serve para organizar na consciência o processo da inutilidade de tudo.

Miguel Torga
TORGA, M., Diário XIV

A felicidade é parecida com a liberdade, porque toda a gente fala nela e ninguém a goza.

Não me venham com conclusões! A única conclusão é morrer.

O amor, que não perde nem desvaira, esse é que é o amor.

Camilo Castelo Branco
BRANCO, C., O Bem e o Mal, 1863

Reparar, quando o coração repara mais que o juízo, é amar.

Camilo Castelo Branco
BRANCO, C., Duas Horas de Leitura, 1858

Nós nunca nos realizamos. Somos dois abismos - um poço fitando o céu.

A beleza é o poder moderador dos delitos do coração.

Camilo Castelo Branco
BRANCO, C., Anos de Prosa, 1863

As maiores desgraças são aquelas que a si próprias não podem perdoar.