Pensamentos de Sigmund Freud

Cerca de 33 pensamentos de Sigmund Freud

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro.

Sigmund Freud
1.6 mil compartilhamentos

Nós poderíamos ser muito melhores se não quiséssemos ser tão bons.

Sigmund Freud
3.5 mil compartilhamentos

O sonho é a satisfação de que o desejo se realize.

Sigmund Freud
2.6 mil compartilhamentos

O sujeito é forte enquanto acredita e sustenta idéias fortes.

Sigmund Freud
19 compartilhamentos

Olhe para dentro, para as suas profundezas, aprenda primeiro a se conhecer.

Sigmund Freud
399 compartilhamentos

Volte seus olhos para dentro, contemple suas próprias profundezas, aprenda primeiro a conhecer-se! Então, compreenderá por que está destinado a ficar doente e, talvez, evite adoecer no futuro.

Sigmund Freud
98 compartilhamentos

A sede de conhecimento parece ser inseparável da curiosidade sexual.

Sigmund Freud
357 compartilhamentos

Com a força tomada de empréstimo a esta ajuda inconsciente, os pensamentos, resíduo do trabalho do dia, tornam-se então ativos novamente e surgem na consciência sob a forma de sonho.

Sigmund Freud
Inserida por psicanalise

Sonhos é a via real para o conhecimento das atividades inconscientes.

Sigmund Freud

A aceitação de processos psíquicos inconscientes, o reconhecimento da doutrina da resistência e do recalcamento e a consideração da sexualidade e do complexo de Édipo são os conteúdos principais da psicanálise e os fundamentos de sua teoria, e quem não estiver em condições de subscrever todos eles não deve figurar entre os psicanalistas.

Sigmund Freud

Setenta anos ensinaram-me a aceitar a vida com serena humildade (...). Não, eu não sou pessimista, não enquanto tiver meus filhos, minha mulher e minhas flores! Não sou infeliz – ao menos não mais infeliz que os outros.

Sigmund Freud
Inserida por Wilsonmajf

OLHE PARA DENTRO, PARA AS SUAS PROFUNDEZAS, APRENDA PRIMEIRO A SE CONHECER.

Sigmund Freud
Inserida por samy_sam29

Os juízos de valor dos homens são inevitavelmente governados por seus desejos de felicidade, e que, portanto, são uma tentativa de escorar suas ilusões com argumentos.

Sigmund Freud