Paixão

Cerca de 28898 frases e pensamentos: Paixão

O menino de calça azul.

Olhe para aquele menino de calça azul ,olhe para os lindos cabelos castanhos dele ,iguais a de anjo,olhe para olhos dele ,me fascinam desde a primeira vez que os vi ,olhe aquele sorriso,que eu tanto amo,aquele sorriso é tão suspirante,agora olhe àquela calça azul ,olhe bem,dentro dela algo me espera,meu destino está ali,pode ser tão bom quanto eu imagino ou melhor ainda,pode ser tão gostoso ,pode me dar prazer,só me basta ir até lá e descobrir,mas não consigo,a beleza dele é tão cintilante,tão fascinante ,que me faz chorar,porque eu sei que talvez eu não o tenha nunca,talvez eu esteja desperdiçando um amor com um mocinho qualquer,enquanto meu vilão me aguarda ,talvez eu devesse saber se ele é o mocinho ou o vilão,talvez eu esteja apenas imaginando,mas será difícil o fato de que é ou não é,talvez eu devesse aposentar esse amor e viver novas aventuras,mas o amor é uma das maiores aventuras que vivi,o amor e a ilusão,e não sei mais o que eu faço,se eu fugo ou fico,se eu choro ou rio,se eu digo para ele que é ele quem eu quero ou me calo,se revelo ser eu a dona das diversas cartas de súplicas amorosas,eu não sei mais o que fazer só sei que,aquele menino de calça azul está me virando ao avesso.

O Amor

Quem na vida tiver um amor,
Nem tão cedo irá morrer;
Pode até morrer de amor,
Pois de amor é honroso morrer.

Quem morre sem nunca amar,
Não sabe o porquê de viver.
Quem vive sem se entregar,
Não ama ou ama sofrer.

Amor é o que se sente,
E não é possível medir.
Se for verdadeiramente,
Deu-se o amor sem pedir.

Há quem diga que amar,
É se perder da razão.
E se a razão for pensar,
Amar é o pensar do coração.

Amor não é teoria,
Nem tampouco invenção,
Se se sente amor um dia,
Antes já sentiu paixão.

E se um dia o amor for embora,
Seja em qual for a idade,
Deixe, o amor não implora,
Ele vive da liberdade.

Mas, se o amor não partir
E, portanto, decidir ficar,
Ele, ao invés de fugir,
Decidiu se eternizar.

Amo você.

Dizem que se o amor bater à porta
Basta deixar ele entrar
Mas e se não for tão fácil assim?
O amor bate mais urgentemente

Ao som de uma canção
Alguém entrega seu coração
É realmente uma bela voz
Era realmente um belo coração

Quando o alvo do amor não corresponder
Quando o coração estiver em outro par de mão
Não há mais o que fazer
Apenas aprender a viver na solidão

Se um sorriso diz tanto
Um olhar diz mais ainda
Sonhos eróticos
São só sonhos mesmo

A dor castiga o peito
Lugar onde o coração costumava ficar
Ele foi dado
Não foi bem cuidado

Mas sempre há esperança
Porque é isso q o amor quer
Ele quer ser sentido
Quer ser vivido

Se a sua voz me arrepia
O seu sorriso é inebriante
Se seu olhar é terapia
O seu corpo é alvo de um sonho constante

Quando nada mais importa
Você ainda é importante
Quando nada mais é relevante
Estar sem você ainda é muito maçante

Se um pedido eu tivesse
Eu pediria você
Se nenhum pedido eu tivesse
Eu ainda ia querer você

Se meus sonhos te procuram
Meus olhos te caçam
Mas seus olhos apenas aturam
E as lágrimas nos meus dançam

Se você me notar
Se me der uma chance
Posso mostrar
Podemos tentar um lance

Quero você
Preciso de você
Gosto de você
Amo você

Eu só queria ter um momento
Não te peço mais nada
Isso já é um tormento
Juro que não é palhaçada

Poderia você explicar o amor?
Poderia retribuir o calor?
Poderia possuir desejo?
E sentir o mesmo?

Creio que não
Não nos amaremos
Não nos doaremos
Não nos permitiremos

A imaginação é poderosa
Nos meus sonhos você é meu
Só espero que eu possa
Parar de sonhar acordada

E qnto aos ciúmes?
Pois é
Tô nessa agora
Quero você e quero sem demora

É sem interesse material
É mais interesse carnal
É sem promessa, bem meu
É mais meu corpo nu no teu

É fogo
É paixão
É delírio
É convicção.

Que o amor seja brando

Que os olhos falem
mais que as palavras.
Que as mãos se entrelacem,
tanto quanto os braços.
Que o abraço conforte mais a alma
do que os corpos.
Que os corpos se aqueçam
até por estarem próximos.
Que os lábios se encontrem
em silêncio.
Que o amor seja brando
como uma brisa.
Que o desejo flua
com a impetuosidade de um rio.
Que seja ardente,
e sua chama nunca se apague.

BATALHA DE CORPOS NO AMOR

Dá-me o teu gosto, teu cheiro, num momento suspenso.
Dá-me um abraço silencioso, em que só haja o pulsar do coração.
Nada mais exista nesse agora. Só o sentir de almas e corpos.
E mãos que se deixam viajar sem rumo nem pejo.
Dá-me teu olhar. Que ele, em chamas, me esquente o sangue.
Seja sem culpas, sem medos, sem religião nem credos.
Olhar de quem tem fé na revelação daquele instante profundo.
Dá-me tua boca. Faz-me sentir a fome em teu beijo,
O apetite infame do desejo rasgando cada fibra de teu corpo.
Um beijo descortinando o querer sem castidade e sem trégua,
Em línguas devassas e imprudentes, que apontam a perdição do que virá.
Deixa que teus seios se avolumem num abraço grave e constante;
Faze-me senti-los tomados em minha mão sem escrúpulos.
E neste instante delicado, que sejam compreensíveis os botões da tua blusa,
Soldados sem forças para impedir a tomada das torres e cidadela.
E que fartos ante meus olhos, se permitam tragar em demasia,
Sorvidos como fossem morangos maduros saciando um famélico.
E na circunstância indômita, florete já na mão adversária, tudo se permita.
Dá-me, nessa guerra intensa, uma derrota justa, rosto perdido em teus pomares,
Onde sinta o cheiro e gosto de fruta orvalhada por rios que molham tuas planícies.
E me faça morrer de queimadura de primeiro grau, ao invadir teus territórios,
Sem piedadade, em luta corporal insana, desnuda, inopinada.
Seja-me permitida uma pugna até as últimas energias, em que percorra
Todas as tuas instâncias, sem tréguas nem respeito, em idas e vindas profundas.
E assim sendo, que não haja território não percorrido, nem batalha que não tenha sido travada.
Que tua vitória seja absoluta, subjugando meu corpo desfalecido entre tuas pernas.
E num momento de misericórdia, que teu coração de mulher acalante o derrotado,
Tomando-me em teu peito, num último gesto de vitória e piedade.
E assim, em tuas mãos, já dominado, faz-me teu escravo, como espólio de uma guerra consumada.
Deixo-me teu, assim, inteiramente e para sempre, dominado por teus beijos.

(Junho/2018)

"Desejo contido."

Meu desejo está preso.
Não sai na voz,
não sai na escrita...
mas está aqui,
ileso,
faminto
pra sussurrar-te aos ouvidos,
escrever-te tremido,
de tanto desejo contido.

" Sabe aquela coisa gostosa, aquele desejo secreto, que se você viver uma única vez, vai valer a pena, ser legal. Que será motivo de tantas lembranças boas, de uma saudade bonita, de uma vontade de viver tudo outra vez...

Não desejo muitas coisas,
Quero apenas que seja verdadeira,
Me abrace a noite inteira,
E de manhã esteja aqui pra me confortar.

Meu coração apenas teve um pensamento, um desejo. Uma necessidade. Apesar de tudo, independentemente de tudo ... Tudo o que meu coração sempre quis é você.

Ela ria,
e eu dizia:
- Te amo!

Eu queria,
ela dizia:
- Mas como?

O silêncio vinha,
e o amor,
gritava.

Sabe o que descobri?

Que não sou apaixonado pelas curvas do teu corpo, mas sim por teu cheiro, tua voz, teu toque, tua pele, teu beijo, teu respirar, cheguei a essa conclusão quando percebi que os momentos mais intensos foram quando eu apenas te senti, pois estava de olhos fechados, não estava olhando para você. Também pelo motivo de me faltar o ar, quando apenas lembro do seu sorriso e seu rostinho de felicidade, meu corpo todo sente a necessidade esta perto desse conjunto harmonioso que me faz tão bem, ouvir a tua voz me alimenta a alma, me faz esquecer do mundo, das dores, dos erros, dos problemas e até da própria realidade.
Nessa prisão me sinto liberto para amar o que não poderia ser amado, e nessa contra mão me vejo diante de você a quem tem por posse todos os meus desejos e sentimentos mais puro dentro do que é mais impuro de ser vivido.

Confuso? Não!

Sei o que é preciso ser feito, que é apenas viver!

Minha paixão ardente, meu coração palpita em sintonia fogosa de ter você ao meu lado; para matar o fogo ardente de desejo no seu corpo quente e insaciável de amor...
Cometer todos os pecados carnais imagináveis e inimagináveis... Sentido todo o calor intenso do pleno amor que sinto por você!

Penso no silêncio daqueles lábios que se tocam.

Se estou longe quero está perto, se estou perto é como se tivesse longe.

Só um beijo...
Um beijo, só isso. Uma terça feira, uma noite, uma garagem e a minha vida completamente mudada. Poucas coisas na vida eu desejei tanto quanto aquele beijo (engasga). Incontáveis vezes, pensei nele, desejei, sonhei e ensaiei que acontecia nos meus pensamentos, mas a realidade, foi infinitamente superior a qualquer expectativa prévia. Naquele Vinte e Quatro de Novembro, meu coração explodia dentro de mim, sentia um pulsar em cada centímetro do meu corpo trêmulo. Minha respiração estava ofegante, minhas mãos suadas e uma taquicardia que me levava ao ápice da excitação. Era tanto maluco quanto desejado. Desci! No carro, a boca ficou seca. Não sabia oque fazer, mas sabia muito bem o que queria. Os dois sentados, cada um no seu banco. Aquela luz que não se apagava nunca e ali ficamos. Então tua mão tocou meu rosto e eu sorri. Você sorriu. Ficou escuro, mas ambos continuavam a sorrir por dentro e por fora. Fecho os olhos e consigo sentir meu rosto repousando na sua mão forte; a outra mão tocou os meus cabelos perto da nuca e um arrepio gostoso subiu desde a pontinha dos meus pés. Quase impossível descrever o quanto o meu corpo e minha alma desejam ter você. Os carinhos continuaram gostosos, surpreendentes, excitantes. Os rostos foram se aproximando, os olhos se fecharam e então os lábios se tocaram. Não tenho palavras que sejam suficientemente fortes e capazes de descrever o toque dos seus lábios nos meus. Vou chamar de um instante mágico que ao lembrar...sinto o mesmo calor daquele dia e ainda assim qualquer palavra que eu diga estará muito aquém do que realmente foi. Em todo momento que penso naquele beijo, sinto uma alegria que me domina. Prazer que me consome e o desejo de nunca mais te deixar sair da minha vida. (segunda pagina) Confesso que pensei que o tempo pudesse desbotar um pouco dessa memória ou a convivência torná-la uma lembrança boa, como tantas outras que levo comigo, mas não! Havia tanto carinho, desejo, cumplicidade e apreço envolvido naquele tocar de lábios que fazem com que a memória permaneça tão nítida como se realmente tivesse acontecido ontem, não importando o tempo que passou. Beijar você foi de todas, a escolha mais inconsequente que tomei; e quer saber? Escolheria novamente. Meu desejo é que este beijo fique gravado em nossas memórias e corações como algo muito especial. A expressão do amor que nossos corações foram criados para sentir. Não sei o dia de amanhã, mas desejo que os teus beijos sejam sempre sinceros, puros e lindos como os que nesse ultimo ano, tive o privilegio de sentir. Que os desprazeres da vida não o façam nunca perder a essência doce e encantadora que tens. Desejo que aquela que é ou que vier a ser a sortuda de receber os seus beijos, tenha plena e real consciência de ter sido presentada com algo raríssimo e de extremo valor. (Pausa engasga ) Meu grande e eterno amor, que nos teus dias nunca faltem beijos, beijos e mais beijos. Serás pra sempre o dono do meu mais lindo beijo, aquele onde os lábios refletiram exatamente o que o coração queria tanto dizer. Com todo amor da sua beijoqueira, (chorando ...) Eu.

Quebrando o gelo.

Era quieta, tímida, sem muito papo.
Mas meu instinto me dizia,
que aquela timidez sumiria,
logo no primeiro tato.

Eu lia em seu olhar,
algo como:
- Não me descubra por favor.
- Me deixe aqui aonde estou.
- Olhando assim, vou me expor,
e ficarei a seu dispor.

...e era tudo que eu queria,
quebrar aquela barreira fria,
e me queimar em seu vulcão.

Então...? Saia logo debaixo dessa neve silenciosa,
vem, me abraça, aperta,
que eu te conto em verso e prosa,
como é bom colar
no calor de alguém.

De todos os abraços só o seu me satisfaz, pois é nele que meu corpo todo se desfaz...

Eu gosto de brincar com fogo.

Meus desejos são inflamáveis!

"Te ver e não poder te tocar é como olhar o teto desejando ver as estrelas"