Leon Tolstói foi um grande romancista russo, que consagrou a sua trajetória com o livro Guerra e Paz, publicado em 1869. 

Neste artigo, contamos um pouco da vida de Tolstói para extrair de seus principais pensamentos 15 lições valiosas para qualquer ocasião da vida. 

1. Doar traz real felicidade 

A alegria de fazer o bem é a única felicidade verdadeira.

A alegria de fazer o bem é a única felicidade verdadeira.

Leon Tolstói

Já perto da velhice, Tolstói, desde nascença um homem muito rico, herdeiro de terras e fortunas, passou a se preocupar com as pessoas mais necessitadas. Dedicava-se a cuidar dos seus funcionários, arrecadava fundos para ajudar pessoas pobres e praticava com frequência discursos pró-caridade. 

Esta frase resume bem o que teria sido o pensamento de Tolstói durante parte de sua vida: o escritor acreditava que, apenas através do altruísmo e da benfeitoria aos outros é que poderia ser feliz

2. Temos dois aliados poderosos para vencer nossas próprias guerras

Os mais fortes de todos os guerreiros são estes dois: Tempo e Paciência.  Leon Tolstói (Guerra e Paz)

Os mais fortes de todos os guerreiros são estes dois: Tempo e Paciência. 

Leon Tolstói (Guerra e Paz)

Uma frase tão curta de Tolstói que diz muito! Em sua obra-prima, Guerra e Paz, esses dois elementos são fundamentais para compreender toda a complexidade que ele imprime em seus personagens e como costura a história da Rússia pós Era Napoleônica. 

O tempo e a paciência dificilmente convivem bem, afinal as pessoas estão cada vez mais ansiosas pela resolução rápida das coisas, mas quando conseguem se alinhar: bingo! Não há combinação mais poderosa. 

3. Tolstói em: “Você não é todo mundo!” 

Errado não deixa de ser errado porque a maioria compartilha. Leon Tolstói (Uma Confissão) 

Errado não deixa de ser errado porque a maioria compartilha.

Leon Tolstói (Uma Confissão) 

Imagina viver em uma época aristocrática, onde os costumes, valores e leis seriam vistos, no século 21, como absurdos. Pois é: na época em que viveu Tolstói, muitas coisas “erradas” como, por exemplo, a perseguição de pessoas não-católicas, eram um hábito comum. E nem por isso deixava de ser ruim. 

Essa frase de Tolstói impõe uma verdade dura para o nosso dia: não é porque todo mundo faz que está certo. E então, quantos hábitos errados você compartilha com muita gente? 

4. Revoluções internas não importantes 

Todo mundo pensa em mudar o mundo, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo. Leon Tolstói

Todo mundo pensa em mudar o mundo, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo.

Leon Tolstói

Uma das características mais marcantes dos livros de Tolstói é a sua capacidade de aprofundar a personalidade dos seus personagens. São pessoas muito bem desenvolvidas psicologicamente, com qualidades, defeitos, incoerências e etc. 

O autor russo gostava de falar da mente humana e essa frase é a prova disso. A mensagem passada por Tolstói é simples e semelhante a que diz o pacifista indiano Mahatma Gandhi:  “Seja a mudança que você quer ver no mundo”. 

5. Tolstói ensina que algo sempre ocupa o lugar do amor 

Respeito foi inventado para cobrir o lugar vazio onde o amor deveria estar. Leon Tolstói (Anna Karenina)

Respeito foi inventado para cobrir o lugar vazio onde o amor deveria estar.

Leon Tolstói (Anna Karenina)

Esta frase de Tolstói, retirada de um de seus romances mais vendidos, Anna Karenina (1877), pode parecer um pouco complicada de início, mas há uma interpretação óbvia:

Quando não existe mais amor, é natural que as pessoas falam que “respeitam” uma às outras, já percebeu? “Eu não gosto de fulano, mas respeito”. Talvez seja essa uma das lições que podemos aprender com Tolstói: uma das formas de cobrir o buraco do amor é o respeito, pelo menos. 

6. Veja a mensagem de Tolstói sobre o que é amor incondicional 

Quando você ama alguém, você ama a pessoa como ela é, e não como você gostaria que ela fosse.  Leon Tolstói

Quando você ama alguém, você ama a pessoa como ela é, e não como você gostaria que ela fosse.

Leon Tolstói

Parece simples, não é? Mas é comum a idealização das pessoas que convivemos de acordo com o que achamos melhor. 

A complexidade dos personagens dos livros de Tolstói deixa claro que o amor nada tem a ver com querer “moldar” as pessoas ao nosso gosto. Ou somos capazes de amar as pessoas do jeito que elas são, ou as deixamos livres para encontrar alguém que seja! 

7. Não deixe que sua felicidade seja determinada por dinheiro 

O dinheiro representa uma nova forma de escravidão impessoal, em lugar da antiga escravidão pessoal.  Leon Tolstói

O dinheiro representa uma nova forma de escravidão impessoal, em lugar da antiga escravidão pessoal.

Leon Tolstói

Mais para o fim da vida, como já dissemos, Tolstói repensou seus hábitos, e empreendeu um estilo de vida simples, longe de vícios, vegetariano, e com ideais pacifistas. Ele acreditava que essa era a forma mais plena de se existir, e que o dinheiro, em um mundo com tantas desigualdades, era mais uma forma de prender às pessoas.

Apesar de ter nascido rico, um verdadeiro conde, o autor russo viveu uma fase política em que recusava a sua origem aristocrática, criticava a burguesia e a Igreja, e pregava uma vivência onde o dinheiro não era importante. 

Talvez o que precisamos refletir a partir desta frase de Tolstói é: o quanto você depende do dinheiro para viver bem e feliz?

8. Fale de forma que todas as pessoas possam compreender 

Quando as pessoas falam de forma muito elaborada e sofisticada, ou querem contar uma mentira, ou querem admirar a si mesmas. Ninguém deve acreditar em tais pessoas. A fala boa é sempre clara, inteligente e compreendida por todos.  Leon Tolstói

Quando as pessoas falam de forma muito elaborada e sofisticada, ou querem contar uma mentira, ou querem admirar a si mesmas. Ninguém deve acreditar em tais pessoas. A fala boa é sempre clara, inteligente e compreendida por todos.

Leon Tolstói

Para alguém que não está habituado à literatura, quando se fala em Leon Tolstói, logo se imagina livros enormes, intermináveis, chatos, difíceis de compreender. 

Mas, embora Guerra e Paz, o maior livro do autor, tenha mais de mil páginas, é possível entender a história e acompanhar a narrativa sem recorrer a um dicionário! O escritor russo era polêmico em suas declarações justamente por negar o status de “canônico” (inclusive criticando a "genialidade" de seu conterrâneo, Fiódor Dostoiévski). 

Em uma época russa de muito egocentrismo intelectual, o escritor pregava a simplicidade das palavras. 

9. Pratique o entusiasmo nas suas atividades 

O segredo da felicidade não é fazer sempre o que se quer, mas querer sempre o que se faz.  Leon Tolstói

O segredo da felicidade não é fazer sempre o que se quer, mas querer sempre o que se faz.

Leon Tolstói

Precisa dizer muito? É como diz o velho ditado: ame o que faz e não terá que trabalhar um só dia na vida! 

Está aí uma lição valiosa a se aprender com Tolstói: é necessário encontrar prazer em tudo que se faz.  

10. Seja uma pessoa mais sensível 

A piedade é uma das mais preciosas faculdades da alma humana.  Leon Tolstói

A piedade é uma das mais preciosas faculdades da alma humana.

Leon Tolstói

Mais uma das frases de Tolstói que demonstram a sua vertente mais humana. Em sua biografia escrita por Rosamund Bartlett (Tolstói: a biografia (2013)), ele é descrito como um homem que incentivou russos e outras populações do mundo e deixar de lado o egoísmo e olhar para o outro com compaixão. 

Ter piedade, segundo Tolstói, fazia do ser humano melhor. Você concorda?

11. Preste atenção no que é necessário para fazer bem 

Antes de falar sobre o bem da satisfação das necessidades, é preciso decidir quais necessidades constituem o bem.  Leon Tolstói

Antes de falar sobre o bem da satisfação das necessidades, é preciso decidir quais necessidades constituem o bem.

Leon Tolstói

Essa lição de Tolstói diz respeito a analisar o que realmente precisamos na vida para viver bem (na vida privada e em sociedade). 

Todo mundo gosta de se sentir satisfeito, mas você já parou para pensar no que te faz contente? Repensar necessidades é uma forma de separar o que é positivo e útil do que é supérfluo e desnecessário para o bem, humano, natural e social. 

12. O que Tolstói diz sobre casamento? Esqueça isso de alma gêmea! 

O que conta para fazer um casamento feliz não é tanto quanto você é compatível, mas como você lida com a incompatibilidade.  Leon Tolstói

O que conta para fazer um casamento feliz não é tanto quanto você é compatível, mas como você lida com a incompatibilidade.

Leon Tolstói

Sabe aquela história de que na hora das crises é que a gente conhece melhor nossos parceiros e parceiras? A ideia aqui é mais ou menos essa. 

Saber lidar com as diferenças é, segundo Tolstói, mais importante do que acreditar que você encontrou sua “alma gêmea”. E então, o que acha desta lição de amor do romancista? 

13. Tolstói e sua causa vegetariana: amar e respeitar todos os animais

sdfsdf

Eis o que é terrível ainda mais que o sofrimento e a morte dos animais. É o fato de o homem, sem necessidade, suprimir a suprema susceptibilidade espiritual de sentir compaixão e piedade para com os seres vivos como ele. É o fato do homem se tornar cruel violando as leis da Natureza matando para comer.

Leon Tolstói

Já com 50 anos de idade, Tolstói passou por uma crise espiritual que o fez rever os seus conceitos morais, religiosos e… Alimentares. Ele parou de comer carne e publicou diversos ensaios em que explicava porque considerava a morte de animais para fins de alimentação uma prática cruel. 

Alguns desses escritos estão em seu livro publicado em 1885, e chamado “O Que Eu Acredito”. Nele trata da sua interpretação íntima do que era o cristianismo e como isso afetava a sua vida. Quem diria: há mais de 100 anos, um dos escritores mais celebrados do mundo, deixando uma lição de vida simples: ter compaixão e piedade para com todas as criaturas vivas. 

14. Lição para a vida toda: busque evoluir, igual Pokémon! 

Uma pessoa arrogante se considera perfeita. Este é o principal dano da arrogância. Isso interfere na principal tarefa de uma pessoa na vida - tornar-se uma pessoa melhor.   Leon Tolstói

Uma pessoa arrogante se considera perfeita. Este é o principal dano da arrogância. Isso interfere na principal tarefa de uma pessoa na vida - tornar-se uma pessoa melhor. 

Leon Tolstói

Muita gente acredita que evoluir será sempre uma tarefa pessoal dos humanos, bem como é da humanidade como um todo. Para Tolstói, era importante se abster da arrogância de achar que somos perfeitos e procurar melhorar em todos os aspectos possíveis, mesmo quando isso implica em rever as nossas certezas. 

E então, quantas vezes você já fez um “check up” em si mesmo para encontrar pontos que precisam ser melhorados? 

15. Não se engane: se precisou mentir, tem algo ruim aí 

Toda mentira é um veneno; não há mentiras inofensivas. Só a verdade é segura. Só a verdade me dá consolo. É o único diamante inquebrável.

Toda mentira é um veneno; não há mentiras inofensivas. Só a verdade é segura. Só a verdade me dá consolo. É o único diamante inquebrável.

Leon Tolstói

E a última lição que podemos aprender com Tolstói é: esse papo de “uma mentirinha não faz mal a ninguém” é besteira. O caminho da verdade é o mais seguro, o que é capaz de construir pontes verdadeiras e relações mais firmes.

Fica difícil não concordar, não é?