História que ensina a vive

Cerca de 9 frases e pensamentos: História que ensina a vive

Nada, na história, serve para ensinar aos homens a possibilidade de viverem em paz. É o ensino oposto que dela se destaca - e se faz acreditar.

Paul Valéry
2 compartilhamentos

Havia começado a alimentar a esperança de que ela pudesse ensinar-me a viver como um ser humano.

O Vendedor de Histórias - Jostein Gaarder
Inserida por valdantas

A vida me ensinou que eu tenho uma história, você tem uma história, eles tem uma história, mas quem disse que essas histórias não podem se cruzar?

Carolina Prado
Inserida por carolbraunprado

Ensinando pela primeira vez na história do mundo, a verdade arte de viver, enriquecer e ser feliz.

Alexsandra Zulpo
Inserida por AlexsandraZulpo

Cada cabeça uma sentença, cada vida uma historia diferente. Deus ensina no presente. Deus é artista, Deus é escritor. Quem espera, tem sempre o que aprender e se alegrar. Quem estraga sofre no percurso que escolheu desviar.

Rosana Andrade
Inserida por rosanandrade

A história unicamente serve ao viver quando consegue ensinar que a navegação se baseia nas águas, e não nas lágrimas, do mar.

Luiselza Pinto

Mas escreves o meu ensinamento e a verdade sobre a história de minha vida mais uma vez, pois chegará o tempo, quando os teus escritos serão revelados, em duas vezes mil anos depois. Mas, até então, o meu ensinamento será falsificado, e se transformará em cultos e seitas teístas malignas, que irá causar muito derramamento de sangue humano por meio de novos cultos, religiões, e suas seitas, que se erguerão falsamente de meu ensinamento e criarão muitos fanáticos.

Talmud de Jmmanuel
Inserida por JGSCHUNCK

☛❝A madrugada me ensinou que não há história de vida insignificante. Por menos fé que se tenha em algo ou alguém, sempre existirá este período do dia em que qualquer tentativa de rotular o outro é em vão.❞

❝✪❞
◣◥◣◥◣◥◣◥◣◥◣◥◣◥◤◢◤◢◤◢◤◢◤◢◤◢◤◢
❖ ∂ιηηнσ¹, qual a sua rede social?
facebook.com/dinnho.1 ◕ @PereiraLimadp

Dinnho Beduzupo
Inserida por dinnhobeduzupo

Você sempre começa uma história pensando em alguém. Poderão considerá-las românticas demais ou exageradamente sentimental, considerando meus trinta e poucos anos. Sentimentos que, contados em histórias, o bálsamo do tempo da escrita arrefece qualquer coisa. Histórias como daqueles que casam depois de haver gozado e bem, a vida de solteiro. Se conhecem e percebem a reunião, a um só tempo, da beleza de corpo e alma. Após o encontro, fazem-se amantes, em qualquer sentido que se queira dar a palavra. Constroem um lar perfeito e geram uma prole de filhos. Vivem juntos, tipo uns 50 anos; nesse período, passam bons e maus momentos, amparando-nos reciprocamente. Observam a família aumentar com a chegada dos netos. De repente, em poucos dias, esse amor é interrompido por uma doença insidiosa, inesperada, que arranca um dos braços do outro. Quem fica, sofre na alma a violência de um coice. Já estavam beirando os 100 anos. A tristeza é plenamente normal e justificável. Durante um século, embriagaram-se com o amor um do outro. Com a perda, passa a sofrer uma depressão, sem dúvida, decorrente da saudade, e esta, a queria sempre bem latente para nunca esquecer. Não permitia que médicos desbravadores da mente, com seus artifícios freudianos, expulsassem da sua memória, ou, pelo menos, amenizassem a saudade, que em verdade era a razão da sua vida atual. Na concepção que faziam do termo, os quase 100 anos, um ao lado do outro, era a única história que haviam escrito juntos, movidos pela inspiração provocada por esse único, grande e insubstituível amor. Durante todos os anos de felicidade, dedicavam-se as próprias felicidades. Destas, algumas que encontrei em cartas e bilhetes que guardavam dentro de uma caixa de sapato, preferi protegê-las com o véu da privacidade que considero inviolável, tão somente agora; mas um dia ainda escrevo um livro com essa história. Saudades.

Alessandro Lo-Bianco
Inserida por AlessandroLoBianco
1 compartilhamento