Frases de Amor de Camões

Cerca de 21 frases de Amor de Camões

Ah o amor... que nasce não sei onde, vem não sei como, e dói não sei porquê.

Luís de Camões

Nota: Trecho adaptado de soneto de Luís de Camões.

Amar é um cuidar que se ganha em se perder.

Luís de Camões

Nota: Trecho adaptado de soneto de Luís de Camões

Mas, conquanto não pode haver desgosto
Onde esperança falta, lá me esconde
Amor um mal, que mata e não se vê.

Que dias há que n'alma me tem posto
Um não sei quê, que nasce não sei onde,
Vem não sei como, e dói não sei porquê.

Luís de Camões Sonetos

Nota: Trecho de soneto de Luís de Camões

Amor é fogo que arde sem se ver.

Luís de Camões

Nota: Trecho de soneto de Luís de Camões.

Amor é fogo que arde sem se ver. É ferida que dói e não se sente.

Luís de Camões

Nota: Trecho de soneto de Luís de Camões.

Extremos são de amor os que padeço,
Ó humano tesouro, ó doce glória;
E se cuido que acabo então começo.

Assim te trago sempre na memória;
Nem sei se vivo, ou morro, mas conheço,
Que ao fim da batalha é a vitória

O amor com seus contrários se acrescenta.

Os bons vi sempre passar
No mundo graves tormentos;
E para mais me espantar
Os maus vi sempre nadar
Em mar de contentamentos.

Luís de Camões

Nota: Trecho do poema "Esparsa ao desconcerto do mundo", de Luís de Camões.

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

Luís de Camões

Nota: Trecho de soneto de Luís de Camões.

A verdadeira afeição na longa ausência se prova.

Luís de Camões CAMÕES, L. Auto dos Anfitriões. Lisboa : Seara Nova : Editorial Comunicação, 1981.

A Morte, que da vida o nó desata,
os nós, que dá o Amor, cortar quisera
na Ausência, que é contra ele espada fera,
e com o Tempo, que tudo desbarata.

Eu cantarei de amor tão docemente,
Por uns termos em si tão concertados,
Que dois mil acidentes namorados
Faça sentir ao peito que não sente.

Luís de Camões

Nota: Trecho do poema do livro "Sonetos Para Amar o Amor", de Luís de Camões.

Amor...
É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata, lealdade.

Luís de Camões

Nota: Trecho de soneto de Luís de Camões.

Amar e saber amar... amar com o coração e não com a cabeça.

(...) Que dias há que na alma me tem posto
Um não sei quê, que nasce não sei onde,
Vem não sei como, e dói não sei porquê.

Luís de Camões

Nota: Trecho adaptado de soneto de Luís de Camões.

Um baixo amor os fortes enfraquece.

Luís de Camões Os Lusíadas

O amor é uma dor que desatina sem doer.

Luís de Camões

Nota: Trecho adaptado de soneto de Luís de Camões.

Se noutro corpo uma alma se traspassa,
Não como quis Pitágoras, na morte,
Mas como quer Amor, na vida escassa...

Mas todas suas iras são de amor;
todos estes seus males são um bem,
que eu por todo outro bem não trocaria.

Inserida por luanamabs

O amor é uma ferida que dói, e não se sente;

Luís de Camões

Nota: Adaptação de trecho de soneto de Luís de Camões

Inserida por barulho