Alaiane Motta: Desculpa se tirei o telefone do gancho,...

Desculpa se tirei o telefone do gancho, se não respondi as mensagens, se não abri a porta e se não ouviu falar de mim por ai. Precisei tirar esse tempo para mim, me ausentar daquela rotina que me levava à loucura.
Costumava a passar horas do meu dia pensando no momento que nossos olhares se cruzariam e nossas mãos se tocassem, me importava apenas com aquele momento.
Nos dias frios somente os teus braços me aqueciam, era insubstituível. E todas aquelas conversas jogadas fora em um final de tarde serviram de remédio para meu dia melhorar. Sem falar daquele sorriso que me deixava paralisada, e penso que atrás dele havia algum encanto.
Nossos encontros foram marcados com tantas despedidas, tanta esperança e frio na barriga. E a única coisa que tinha certeza era que a cada despedida um novo encontro surgiria, poderiam se passar dias, meses e anos, mas as coisas não terminariam ali.
Acredite, ainda sou a sua menina. Aquela que anda descalço e que fica querendo saber como foi seu dia; Sou aquela que revira o baú ate achar uma lembrança boa de nós; continuo sendo aquela que estará ao seu lado para dar um abraço, um beijo e tirar um sorriso quando menos esperar; Aquela que deseja estar contigo a cada segundo de vida... Aquela que nunca deixou de te pertencer. Acredite!
Eu poderia passar minha vida inteira sem você, sem me importar; Se você esta se alimentando direito, se esta trabalhando ou se esta curtindo com seus amigos. Poderia deixar de acreditar em nós, só que eu não quero.
Tirar um tempo de tudo é necessário. Organizar as coisas para ter certeza do que queremos para nossa vida e foi assim que eu soube que nunca deixei de querer você.

2 compartilhamentos
Inserida por alaianemotta