José Biermann: Alva Alma Ainda que sejas tarde, fuja...

Alva Alma Ainda que sejas tarde, fuja das ondas de satélites e Parabólicas. Equacione o pouco que resta de compaixão Viaje sem rumo, solte pipa, jogue pedrinhas... Frase de José Biermann.

Alva Alma

Ainda que sejas tarde, fuja das ondas de satélites e

Parabólicas. Equacione o pouco que resta de compaixão

Viaje sem rumo, solte pipa, jogue pedrinhas na água

Ignore os ponteiros e tome banho de chuva…


No final, poucos irão chorar, só a lembrança resistirá

Mas, lembrarão do que foi bom e descansará em paz, numa

“floresta dos homens esquecida, à sombra de uma cruz,

E escrevam nela: foi poeta - sonhou - amou na vida”.

1 compartilhamento
Inserida por josebiermann