Ana Beatriz Piffer: Oi! Bom tenho uma coisa para te contar,...

Oi!
Bom tenho uma coisa para te contar, na realidade uma historia.
Há um tempo atrás eu fui contratada como aprendiz e meu sonho era ir para o Banco do Brasil, mas eu fui encaminhada para Cesan. Foi bom...Eu conheci pessoas muito legais no escritório e eu achava que era que era só aquele pessoal, até que fui apresentada na Oficina. Pronto, achei mais legal ainda... No inicio me complicava com os nomes, você era o “Semideus grego” (sabe como é.. pra ser um deus completo vc tinha que estar comigo..) e o Douglas era o “Didi”, o Pio Cota era o “Velho Legal” e todos os outros também tinham seus apelidos. Fui me acomodando e eu sempre queria ir aos DSS simplesmente para descobrir seu nome... O tempo passou e eu sempre olhava sua assinatura, daí, fiz a maior descoberta: seu nome. “Felipe”, nossa fiquei mais feliz que os escravos quando a escravidão foi abolida...(Rs) até ai tudo bem, porem a cada dia mais eu ficava ansiosa em te ver, te admirar... E eu ficava com muita raiva quando não ia para oficina...
Há, há... Foi legal, tudo corria bem enquanto eu apenas via você, não conversava, não brincava. Certo dia eu fui convidada para um almoço na oficina e, é obvio que eu fui (lembra da musica ♪ onde tem calcinha eu vou ♪?! Então, eu sou assim: “onde tem comida eu vou”). Lá eu brinquei muito e conversei com o pessoal, mas eu também conversei com você, e eu te achei muito maneiro, alem de lindo... Naquele dia eu fui embora Feliz. Mesmo que o pessoal tenha me zoado muito eu não me importei. Depois disso cada vez mais eu ficava louca para ir á oficina, eu tinha que conversar com um cara tão legal como você e os dias foram passando até que chegou o dia da festa do nosso departamento: 09/12.
Na minha cabeça eu sabia que você estaria lá e que eu veria você, a festa não foi como eu esperava (achei que ia ter uns forrós e a galera ia dançar muito), eu cheguei na Cesan atrasada, sabe eu ia pegar carona com a Karla, ai tive o prazer de ir ao seu carro e você falou que se eu quisesse poderia voltar com você, nuus eu quase desmaiei. Seria real?
Lá na festa todos se divertiram e eu achei que você iria ficar até mais tarde, pois você estava conversando e tal, então eu iria embora com a Jack, mas você falou que também já estava indo e não sei se por obrigação veio embora também. Tenho certeza que vim dormindo no carro, você diz que não... Mas eu tive um sonho tão bom que é difícil acreditar que era tudo realidade.
Nesse sonho eu ia conversando tranqüila com você no carro.Vários assuntos... E quando já estava perto de onde moro, entramos no assunto “eu” e falei que era feia e tal e você disse que eu era “linda” (lembro que falava que você precisava de uns óculos), muito difícil eu acreditar nisso... Porem, lhe falei que a única coisa que eu achava bonita em mim era minha boca, pois ela é muito delicada e perfeitinha e você disse algo como: “só posso saber se é mesmo, se eu provar”. Meu mundo girou, rodopiou, subiu e desceu, aquilo era totalmente inesperado. Eu queria dizer “sim, claro” porem tudo que saiu foi um “não posso...” E o restante de minha noite foi pensando em você... Aff’ desde esse dia até o que eu ter perguntei se era real ou um sonho eu NÃO parei de pensar, os dias foram correndo eu acabei pensando com menos intensidade e quando já em outras coisas pensava tive um outro sonho (dessa vez tenho certeza). E no meu sonho eu tinha desistido totalmente, pois o negocio do carro ficou como um sonho mesmo, eu estava em uma praia sozinha e você chegava e sentava ao meu lado me abraçava e me beijava e ficava junto comigo... Quando acordei, ficava viajando, pensando em você e se um dia aquilo se tornaria realidade... Semana passada eu quase não o vi, pois estava de 6-4-1, essa semana te vi 2 dias e foi o suficiente para me deixar com mais iludida. Hoje 30/12 eu cheguei e fui pro DSS lá, eu vi você extremamente lindo... Ah como eu agradeço pelo meu relógio adiantado... Após o dialogo quando já estava indo para o escritório, você também estava indo, resolvi te esperar... Nós fomos conversando e você me chamou para ir a Praia Grande – Fundão. Coloquei na minha lista de cobrança:
· Levar-me a Fundão
· Cinema
· Praia Grande

Hum... Fico com tanto medo de que tudo isso exista apenas na minha cabeça...
Bom enquanto estava aqui pensando o Pio Cota me chamou para ir ajudar no almoço, e nem preciso dizer que eu fui correndo né? Lá eu fiquei picando temperos para o vinagrete e você fazendo o arroz, nossa eu quase me cortei varias vezes por ficar olhando para você... Até que você me ajudou a picar o tomate e o pimentão... Quando terminei fiquei sentada e viajando em você (você tirou a camisa de uniforme da Cesan e ficou com uma regata) no almoço você ficou sentado do meu lado... Sei que é ruim, é arriscado você perder o emprego...Mas prometo que eu vou tentar evitar... Vou parar de ficar viajando em você e vou enfrentar a realidade: você tem namorada e somos colegas de trabalho, não sou apaixonada por você, eu não converso com você e eu não tenho promessa nenhuma de ser levada a fundão... E aquela ligação em que te pedi carona, era apenas porque eu tava desesperada para chegar em casa e não porque eu queria ouvir tua voz e ficar mais próxima de você... E enquanto eu escrevo essas palavras faço mil promessas, e uma delas e que em 2012 eu vou te esquecer e tudo vai voltar ao normal.
O motivo real desta carta é dizer a você meu sentimento, que por mais que eu escreva mil livros sobre a historia citada, jamais conseguiria achar palavras no mundo que pudessem explicar o que sinto... Talvez porque a vida não possa ser explicada. Bom eu sou apaixonada por você e me envolveria na mais perigosa aventura ao seu lado...
Quero que saiba que por mais que eu procure outras pessoas, vai ser você que vai estar gravado em meu coração. E eu vou disfarçar, vou esconder meu sorriso não vou atrapalhar sua vida... Adeus.

1 compartilhamento
Inserida por AniinhaBeatriix