Rayme Soares: Sou patologicamente triste Drasticamente...

Sou patologicamente triste
Drasticamente ferido n’alma
Por tantos e tantas, por muitos
E às vezes sem ressalva

Acordo do meu sono trêmulo
Quero apagar do sol, a luz
E acender um sonho melodioso
Acho que meu recanto traduz

Traduz minha dor e me aceita
Não tenho medo do escuro
É mesmo uma hora perfeita
Quando pra tristeza eu durmo

Meus versos se completam e me revelam
No dístico das tristezas e das alegrias
Não sou um, sou gritos e silêncios
Sorrisos e lágrimas nas canções e nas poesias

Sou cronicamente triste
Mas se conseguir entender um verso comum
Cubro-me de alegrias sinceras
Apesar da primeira pessoa não sou um

1 compartilhamento
Inserida por RaymeSoares