Santos Vasconcelos: Um Poema Desesperado No horizonte se vai...

Um Poema Desesperado No horizonte se vai o camisa dez treinar o trabalho duro de viver Onde? Enquanto o camisa zero de nossas ruas acorda o mais cedinho Tão ced... Frase de Santos Vasconcelos.

Um Poema Desesperado

No horizonte se vai o camisa dez treinar o trabalho duro de viver
Onde?
Enquanto o camisa zero de nossas ruas acorda o mais cedinho
Tão cedinho
Esquecendo-se do penteado dos cabelos, do café bem requintado
Não lhe cabe a exuberância do olhar
O olhar é ora triste ora vago
Que não desfaz a satisfação de mais um dia de vida
É singelo... Quem lhe diga não valer nada

Mas quem lembra por nossa farda ora laranja ora maltrapilha?
Quem?
Vale mais lembrar por nossa farda elegante, sincronizada?
Vale?
Digo eu e quem quiser que se opunha
Valha mais o maltrapilho “poeta” de nossa gente que o galante “poeta” por si só.

1 compartilhamento
Inserida por SantosVasconcelos