Lucas Munhoz: Soneto do amigo (Verso alexandrino)...

Soneto do amigo (Verso alexandrino) Tinindo o nosso coração como o bom amigo, Dize-me o doce carinho ao meu coração Reza-me o vosso ser vivido à oração; O fulgo... Frase de Lucas Munhoz.

Soneto do amigo (Verso alexandrino)

Tinindo o nosso coração como o bom amigo,
Dize-me o doce carinho ao meu coração
Reza-me o vosso ser vivido à oração;
O fulgor glorioso sem vida ao teu abrigo.

Queres ser o meu grande amigo sem loucura,
Adoro a ti como o bom vate dos amores
Gosto de ti perfeitamente aos teus ardores,
Escrevo-te os bons poemas à tua leitura.

Amigo! Hás de abraçar-me o vosso viver,
A vós,inda hão de volver os lindos poemas
Sabei,como és meu doce amigo ao teu ser.

Amigo! Hás de volver-me o belo poema,
O vosso amor senti-me os teus abraços
Os seus poemas hão de tornar-me aos amigos.

1 compartilhamento
Inserida por lucasmunhoz