Bruno M. Tôp: Se mantendo sempre na sua, Foi essa a...

Se mantendo sempre na sua,
Foi essa a primeira impressão,
Que tive sobre você.

Não que você não se manifestasse,
É só que sempre guardou sua onião,
Para aqueles que você confia.

Demorou bastante,
Mas hoje, posso me achar um tanto importante,
Por ser um dos poucos,
Que tem o lisogeio de lhe aconselhar.

Não sei quando comecei a lhe admirar,
Numa hora você era apenas uma amiga da namorada,
Na outra, era um dos meus maiores pontos de apoio.

Pra desabafar, sorrir, ou conversar.

Sem um fluxo muito constante,
Pois, assim como você,
Sou de câncer, e sei que não é qualquer um,
Que merece nossos conselhos.

Somos cautelosos por natureza,
Não queremos inteligencia, carisma ou beleza,
Apenas um colo que nos proteja,
Uns poucos alguém para chamarmos de abrigo.

Acho que por isso que me orgulho tanto,
De ser, talvez, seu melhor amigo.

E comos carangueijos que somos,
Quando encontramos nossa concha,
Não largamos tão rapidamente,
Queremos mantê-la, no mínimo, pra um eternamente.

Por isso, pra você Malu,
Guardo um carinho gigante,
Que está sempre aqui, constante,
Um espaço só seu,
Assim como sei que tenho o meu,
Em você.

Que todos os seus desejos,
Sejam mais que desejos, e se tornem realidade,
Pois, se a alguém que merece a felicidade,
É você, minha concha protetora.

E não se esqueça, nem duvide em momento algum,
A recíproca é verdadeira,
Quando precisar, é só chamar,
Farei de tudo para lhe apoiar,
Independente do certo e do errado,
Vou proteger você, de qualquer coisa que lhe entristecer.

1 compartilhamento
Inserida por brunomtop