JUSSARA BARBOSA: Não há felicidade... Não há...

Não há felicidade...

Não há felicidade em controlar seus sentimentos quando eles surgem.
Não há felicidade em controlar seus impulsos por medo de errar.

Não há felicidade se para fazer com que “Tudo Seja Diferente”, você tenha que agir diferente do que realmente é.
Não há felicidade em esconder sua verdadeira essência por receio de que um sonho não se concretize.

Não há felicidade se você não puder ser “você mesmo”, errando e acertando, porém, tentando sempre!

Não há possibilidade de fazer alguém feliz se você reprimir sua própria natureza para interpretar o personagem do seu sonho.

Tudo isso cansa... não é mesmo?
Leva embora muito de sua energia boa... Acaba tornado-se pesado o caminho para o sonho.

E o outro sente, percebe.
Mesmo sem entender, o outro começa a duvidar de que tudo é tão maravilhoso como quer parecer.

Como você pode ser a alegria de alguém se a maneira como investe em seu sonho lhe causa desconforto?
Não há felicidade se você não for autêntico e não aceitar a autenticidade do outro!

Siga ao encontro do seu sonho tendo a certeza de que o outro quer você do modo que você pode ser! É mais light...
Você pode melhorar a cada dia, mas "só você” pode.
Quem “você quis parecer” não pode.

Não era você! Logo, nada existiu...

4 compartilhamentos