Vi Lins - EBG: O 'homem' é produto de suas atitudes,...

O 'homem' é produto de suas atitudes, de seus pensamento, de suas escolhas... Nem mais, nem menos do que isso!
Então por que reclamar tanto de resultados 'totalmente' inesperados, se para obtê-los foi preciso antes tomar à frente, tomar as rédeas de suas opções?!
Pelo simples fato de nunca estarmos satisfeitos com nada ou com ninguém! Muitas vezes me pego pensando em atitudes que tomei, em algumas escolhas que fiz e chego a me arrepender de muitas, de inúmeras delas. Não se sabe do futuro, não se pode saber, ao certo, onde um 'passo' errado pode te levar. Erramos querendo acertar. Dai entra o arrependimento. Palavrinha chata essa né?
Bem, o arrependimento em minha vida tem um espaço reservado já. Me arrependo do que faço, me arrependo do que não faço e até do que estou pensando em fazer. Arrepender... Quando o objeto do arrependimento é algo que você fez de mal para alguém ou até mesmo para você, este, acima de outros sentimentos deverá ser nobre. Deverá ser de coração! Porém quando o objeto do arrependimento é ter se entregue à um sentimento, à uma pessoa, à um momento, será que é nobre falar em arrependimento? Tudo que passamos na vida, de bom ou ruim serve como lição. O ruim se guarda na memória e o bom no coração. Jamais uma pessoa passa em sua vida deixando totalmente 'coisas ruins', porém o contrário também acontece. Hoje você tem repulsa por alguém?
Mas, esse alguém em algum momento de sua vida te fez feliz, te fez bem.. Então guarda esse momento e repele os demais.
A cada dia que se passa, tudo muda...Eu mudo, eu revivo, eu repenso em muita situação, eu revejo muitos conceitos e chego a uma conclusão (meio que temporária, pois não sei o que virá à minha cabeça no dia de amanhã), de que sentir ódio ou raiva de alguém, só faz mal a si mesmo. O outro nem se quer sente esse sentimento negativo.
Não vejo motivos (por maiores que sejam) de você permanecer odiando uma pessoa. Você pode odiá-la por um momento, logo, logo, aquele ódio passa a virar 'piedade'. Tudo que acontece em sua vida, foi reflexo do que você fez. E se caso, tenha algo em que você foi inerte e mesmo assim aconteceu, então logicamente servirá de lição e aprendizado. Não sou lá 'Madre Tereza de Caucutá', nem nunca vou ser, mas é bom se sentir bem com suas atitudes!
Nada é por acaso! E ninguém sabe do dia de amanhã...Então faça o bem, seja o bem, sinta o bem, que certamente só bem te trará!
Seja generoso, bondoso com quem te fez/faz mal, sei que é difícil..
Estenda a mão, mesmo que o outro recuse, pelo menos você fez sua parte.

1 compartilhamento
Inserida por vilins