Sinto me cômoda, ao vulto da minha voz... Ariela Venâncio

Sinto me cômoda, ao vulto da minha voz No reflexo do meu mundo destruído, talvez por mim mesmo Já que todo esse egoísmo me força a pensar nos outros Só para o m... Frase de Ariela Venâncio.

Sinto me cômoda, ao vulto da minha voz
No reflexo do meu mundo destruído, talvez por mim mesmo
Já que todo esse egoísmo me força a pensar nos outros
Só para o meu bem, e não a nada que eu não faça
Para o meu bem...- E dou-me por satisfeito!

E carrego me pelos corredores da cidade
Isolado e sozinho, já que assim mesmo eu quis,
Eu poderia escolher qualquer mundo
Mas decidi viver no meu, frio e solitário
E me magoa pensar, que sofro sozinho.

E por fim tenho sono,
Porque na verdade não sou egoísta, mas triste.

1 compartilhamento
Inserida por arielavenancio