Coleção pessoal de arielavenancio

1 - 20 do total de 45 pensamentos na coleção de arielavenancio

Falta menina desgosto não sou perigoso nem sei machucar
Meu coração é de osso, de ferro sem gosto só sabe chorar
Se me deixar sentirei grandes saudades daquele luar
Mas de certo sem te eu não vivo, mas sinto remorso de me acompanhar
Falta não corra, me espere ainda não posso voltar
Voltar seria um castigo sem hora precisa nem outro lugar.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com

Quando você não tem amor tudo parece mais difícil.
Até a dor não se tem com quem dividir.
Até seus cigarros sobram e falta sempre alguém para conversar no domingo.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com

Eu acreditei ser forte esse vento que me bateu a alma.
Aliviava-me sempre quando eu via você chegar.
De longe eu sabia que a noite estaria enfim iluminada.
Eu inventei esse amor, coloquei doce em cada magoa.
Eu menti para mim mesma achando assim encontrar a felicidade.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

A perda às vezes me faz bem
Assim aprendo a não depender de ninguém.
Tchau você! Até outra paixão.

Ariela Venâncio
2 compartilhamentos
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

Devo pensar em mim, devo carregar meus cigarros, minha bebida para outro canto.
Aonde você não esteja, aonde eu me encontre.

Quero que você leve sua dor, depois vá.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

- O que é o amor pra você?
- Não sei, talvez seja apenas dividir cigarros em uma noite, embriagados por vinho.
E sentir que o mundo pode estar acabando, mas você continua fumando e rindo para o outro.
Sim talvez isso seja o amor.

Ariela Venâncio
11 compartilhamentos
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

Ainda espero pelo dia que ela entrara pela aquela porta pedindo-me a minha mão.
Levando os braços, o corpo, a alma e meu coração.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

Cubro-me, mas sou tudo aquilo que se vê a olho nu. O resto é pequeno de mais para me pertencer.
Despejo meus defeitos em tempo real, sem torno- seleiras ou proteção para não me machucar
Tenho uma carga de vida e tenho que gasta-la antes que a morte venha me roubar.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

'Ela não queria saber o significado do amor, ou se amar era ser livre.
As vezes estamos presos sem nós dar conta, e isso não era importante.
Não até agora, talvez mais tarde fosse.

Ela não se importa com os significados dessas palavras
Apenas quer sentir-lás, sem nenhuma obrigação de opiniã.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

Moça consegue ver, olhe minhas mãos, elas não transcrevem o sinto.
Elas emolduram minha dor com algum rosto desconhecido, mudam meu nome.
Colocam-me como poeta, e justificam a fraqueza por questões de amor.
Mas moça, eu admito a fraqueza, não me interprete mal.
Eu não quero me esconder, não quero criar eu-líricos absurdos para enfeitar minha dor.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

Eu queria voltar, bagunçar seu cabelo
Te amar no fim do dia, no começo da estrada
Te xingar quando brigávamos
Lhe passar a mão nos olhos, para acreditar
Eram realmente de verdade
Te acolher no colo quando você chorava
Te segurando para não fugir, não me abandonar
Te encher de frases feitas
Quando eu lia algum livro, triste mas realmente bonito
Você me escutava com a cabeça em meus ombros
Você me amava com seu coração em minha mãos.
Mas eu ainda continuava mentido
Mentido para não machucar seu coração.

ArielaVenâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

Sonhei com a morte.
Era leve, fina e macia
Ela me colocou no colo
Me cantou canções de ninar
Tirou meus medos, desapego
Me fez rir, me ensinou a amar.

Em uma tela grande e negra
Me mostrou minha vida
Me disse coisas bonitas
Me fez até chorar
Com um sopro no ouvido
Me levou embora, embora

Sonhei com a morte.
Mas ela me deixou voltar.

ArielaVenâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

...Perdi-me achando que a morte do meu eu, era o começo de algo mas profundo.
Algo que não se explica nem mesmo quando sabe-se o que se diz e o que se ouve
Até agora tudo foi branco, vago e devagar. Tudo o que em mim habitava morreu
Asfixiando-me com minhas próprias mãos, depois morri doce-mente acreditando ser o fim.
É quando me descubro.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

A falta de espaço, me deixa inconsciente
Encapas de me reconhecer, mesmo quando sei quem sou
Mesmo quando sei, que sou apenas isso
Que sou apenas algo que ainda não lhe sei dizer
Talvez saiba, mas não a sentido em falar
E as vezes por isso sinto que não a sentido em amar.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

De não me amar, por acreditar ser pouco
E se te parece ser pouco, é pouco.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

Rabisquei a vida, estraguei o desenho que havia traçado
Cheio de cores, vidas, amores, dores, bonitas dores
Acabei mudando os traços, modificando a cor, a volta, a partida
Me perdi em meio a tanta rasura, da minha vida da sua
Tentei apagar procurando um novo eu, um outro, um seu
Mas agora me esquece quem sou, e se sou, quem sou ?

Me desperdicei em cores, amores, me rasurei
Posso estar me afundando, mas nada me tira esse remorso.
Esse esboço que não sou eu.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

Quero que alguém me acompanhe, alguém com cabelos, com olhos, com alma
Quero alguém sem voz, sem tom, alguém com coração, sem regressão
Pessoas terrestres que acreditem em sonhos, pesadelos, medos
Eu preciso sair daqui, me mudar pra lá
Descansar apenas para depois me cansar
Alguém quer me acompanhar ?

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

Eu segurei rasgando a dor com você nas costas
Não é pelo cansaço, pela dor nas costas que reclamo
Talvez eu tenha me jogado de mais, agora sinto estar comendo lama
Aquelas salpicadas de lágrimas e um de pouco dor
Quero doce, gosto de algum cheiro bom na boca
Seu beijo, mas agora ele não ira matar minha sede
De fome, de amor, de abrigo, de um pouco mais de sede...

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

Devo consumir outras vidas, esvaziar essa que me tem o nome de ar
Parar um pouco de entupir-me de metáforas, sons, sonhos
Desejo muito, desejo o tempo, o mundo
Desejo o que tiver de existir depois da felicidade
Mas desejo um pouco de vazio, um pouco mais de frio
Um pouco de calma
De levantar e ainda me sentir deitada.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/

A minha falta e sem nexo, ordinária sem sentido.
A falta de um amor perdido, amor antigo
Falta do errado, falta de algo meio complicado.
Falta de uma nova vida, da vida.
A falta de amores platônicos
do medo do engano, a minha falta é ordinária.
Não tem nome, não tem vida, ainda a ser titulada.

Ariela Venâncio
1 compartilhamento
Tags: http://circulosvicios.blogspot.com/