Maria de Lourdes Terumy Suzuki Nishimura: ⁠Soneto aos pais de todos os dias Pai,...

⁠Soneto aos pais de todos os dias Pai, tão belo nome se assim te chamo
não importa o nome que tem registro
Pai ...será sempre assim que te amo
pois, nome Pai, n... Frase de Maria de Lourdes Terumy Suzuki Nishimura.

⁠Soneto aos pais de todos os dias

Pai, tão belo nome se assim te chamo
não importa o nome que tem registro
Pai ...será sempre assim que te amo
pois, nome Pai, não há para mim outro!

Bilhões de nomes de pai pelo mundo
mas, todos os filhos chamam de pai
pelo seu nome chamam outros do tudo
os filhos será sempre a chamar pai!

Pai, paizão, pai amigo, camarada legal,
se tem intimidade de ser pai presente...
e pai protetor, pai que ama , pai fenomenal!

Pai assim não deixa nenhum filho carente,
pois também é aquele amigo sensacional
que também ficam bravos de repente...

II

Porque pai que ama educa, dá o exemplo;
não deixa nunca os filhos desamparados;
não abandonam o filho a mercê do tempo
mesmo que da mãe, sejam eles separados!

Pai também não é só aquele que gerou,
porque pai é aquele que cria os filhos,
por pai dos filhos que alguém abandonou...
os que isso fazem não são pais espelhos!

Porque tudo o quanto os filhos querem
é se espelhar num pai generoso e bom
para serem na vida aquilo que querem,

pois, para desenvolverem como ser bom
precisam de um pai que os eduquem...
porque Deus feito um Pai só dá o dom!

Maria Lu T S Nishimura