Louise Glück: ⁠Ítaca O ser amado não precisa...

⁠Ítaca O ser amado não  precisa viver. O ser amado vive na cabeça. O tear é para os pretendentes, suspenso como uma harpa de brancos filamentos. Ele era duas pe... Frase de Louise Glück.

⁠Ítaca

O ser amado não 
precisa viver. O ser amado
vive na cabeça. O tear
é para os pretendentes, suspenso
como uma harpa de brancos filamentos.
Ele era duas pessoas.
Era corpo e voz, o fácil
magnetismo de um homem vivo, e então
o sonho revelado ou a imagem
formada pela mulher manejando o tear,
ali sentada num salão cheio
de homens de mentes literais.
Se te causa pena
o mar enganado que tentou
levá-lo para sempre
e devolveu apenas o primeiro,
o verdadeiro marido, deverias
sentir pena desses homens: eles não sabem
para o que estão olhando;
eles não sabem que quando alguém ama dessa maneira
o manto se torna um vestido de casamento.

Nota: Tradução de Pedro Gonzaga.

Inserida por pensador