Nerisírley Barreira do Nascimento: Meus amigos Meus amigos são loucos ou...

Meus amigos

Meus amigos são loucos ou santos.
Eles tomam banho de chuva e amam caminhar nela.
Não estão nem aí com o cabelo ou roupa.
Gostam da bem-aventurança da Natureza. E agradecem!


Meus amigos não ligam para que eu não beba com eles.
Mas bebem comigo e ouvem música.
Catam desafinado e riem da sua desafinação.
Cantam em “Inglês”, “Francês”, “Árabe”, “Hebraico” e Português,
erram a letra, erram os fonemas. Mas quem se importa com isso?


Meus amigos vão a minha casa e cada um leva o seu prato.
Sabem que eu sou aquoólatra e que gosto mesmo é de água com gás.
Sabem que eu rio antes da piada terminar e riem disso.
Sabem que eu não dou conta de contar uma piada porque eu rio do que estou contando e ninguém entende o que eu estou falando.


Meus amigos sabem que eu amo conversar.
E que eu amo ouvir.
Mas se me chamarem para dançar eu vou me esbaldar!
Que eu só vou em lugares que gosto das pessoas; se não; viro invisível.
Que sempre me afasto de quem me maltrata ou me desrespeita.


Meus amigos sabem que eu sou incontrolável:
Pelas aparências.
Pelo dinheiro.
Pela posição social.
Mas totalmente controlada pelo carinho e amor.


Meus amigos falam o que pensam.
E geralmente não pensam muito pra falar. Porque são uma constante filosofia.
Meus amigos tem um sorriso no rosto.
Cozinham comigo.
Sentam na calçada. E não estão nem aí para que os outros vão pensar.


Mas o melhor de tudo é que eles são o que são.
Uns mais calmos.
Outros mais bravos.
Uns mais reprimidos.
Outros mais extrovertidos.
Ninguém num “altar” de arrogância julgando o outro.


Meus amigos são loucos e santos.
Ou loucos...
Ou santos...
O comum em todos eles é: _Que eu amo meus amigos!
Justamente porque são loucos ou santos.
_Se é que isto não é a mesma coisa?




1 Coríntios

10Nós somos loucos por causa de Cristo, todavia vós sois os sábios em Cristo! Nós somos os fracos por causa de Cristo, mas vós sois fortes! Vós sois respeitados, contudo, nós somos desprezados! 11

Inserida por breno_bertioga