Maria Lu T S Nishimura: Perambulando no verso O que não se...

Perambulando no verso O que não se inventa, não existe, Assim a coragem faz a ousadia! Inventos até de estranha moradia, N'alguma arquitetura persistente! Retor... Frase de Maria Lu T S Nishimura.

Perambulando no verso

O que não se inventa, não existe,
Assim a coragem faz a ousadia!
Inventos até de estranha moradia,
N'alguma arquitetura persistente!

Retortos esparsados deste edifício,
Plange o concreto fazer sacrifício!
Á saquear atenção de quem passa,
Ao comum, a estrutura ultrapassa!

Então no ápice do meu argumento
Com o espanto pelo lado de dentro
Na construção versar pensamento,

Que também tem um jeito bêbado!
A minha alma no próprio encontro,
Perambulo no verso sem segredo!