Ministério pãodiário: Conclusões perigosas Continuaremos em...

Conclusões perigosas

Continuaremos em pecado para que a graça possa abundar? Certamente não! - Romanos 6: 1-2

É possível começar uma discussão falando ou até mesmo defendendo o que Deus disse, e ainda assim acabar com crenças que nos permitem desobedecê-lo. No alvorecer da criação, por exemplo, Satanás deslizou até Eva e atraiu-a para uma discussão religiosa. Ele simplesmente perguntou o que Deus havia ordenado sobre a árvore proibida - mas levou-a a uma conclusão mortal (Gn 3: 1-6).

O apóstolo Paulo temia que pudéssemos repetir o erro de Eva. Em sua carta aos cristãos romanos, ele advertiu contra as conclusões erradas. Ele queria que os crentes se regozijassem na graça de Deus e no dom gratuito e imerecido da salvação (Romanos 5: 12-21). Mas Paulo sabia que alguns poderiam erroneamente sugerir que, uma vez que Deus é tão gentil, não temos que seguir regras, e podemos fazer o que quisermos (6: 1-2,15-16).

Em contraste com o que aconteceu com Eva e muitos outros, Jesus Cristo nos deu um exemplo de como evitar ser levado a conclusões erradas. Ele respondeu às tentações de Satanás referindo-se às Escrituras e em cada ponto afirmando Seu compromisso com Deus (Mateus 4: 1-11).

Em toda discussão religiosa, mantenha a Palavra de Deus no centro e você não chegará a conclusões erradas.

Senhor, ajude-nos a aprender com a Sua mais abençoada Palavra
Todos os erros para discernir
E pela luz e ajuda do Seu Espírito
Das armadilhas de Satanás para se virar. HGB

Nada enfraquece a verdade mais do que torcê-la. Haddon W. Robinson

Inserida por 2019paodiario