Lubanzádio António Miguel: Tá intenso, o que vejo todos dias Não...

Tá intenso, o que vejo todos dias
Não consigo suportar
Tudo que tu faz me machuca
Estas a quebrar meu coração
Dia e noite a tristeza não me deixa em paz

Eu pensei que tuas promessas
Nunca irias quebrar (ah ah)
Tudo que me das agora é só desprezo
Já não sei o que fazer com isso

Tá intenso, oh
Tó atê morrer de dor
Tá intenso, oh
Essa tua amizade com tua ex
Tá intenso (ai)
Não consigo mais sorrir (2x)
Tó atê morrer de dor
Tá intenso, oh
Não consegues pensar em nós
Tá intenso oh

Tá intenso, o que vejo todos dias
Não consigo suportar (suportar, suportar, suportar)

Tô atê morrer de dor
Tá intenso
Tudo que me das agora é só desprezo
Já não sei que faço com isso (faço com isso, faço com isso, faço com isso)
Não conseguis pensar em nós, oh

Não diga isso, eu sei que errei
Mas és a minha madamé
Com quem eu me casei
Aquela que faz minha vida feliz
És aquela menina que sabe me cuidar
A filha feita para mim
Com certeza não desconheço
As minhas promessas
Não consigo te esquecer
Mais ainda assim confesso

(Coro) 2x
Tá intenso, oh
Tó atê morrer de dor
Tá intenso, oooooh
Essa amizade com tua ex
Tá intenso (ai)
Não consigo mais sorrir (2x)
Tó atê morrer de dor
Tá intenso, oh
Não consegues pensar em nós
Tá intenso oh

Tô atê morrer de dor
Tá intenso
Tudo que me das agora é só desprezo
Já não sei que faço com isso (faço com isso, faço com isso, faço com isso)

Não conseguis pensar em nós, oh

1 compartilhamento
Inserida por Lubanzadio