ROLDÃO AIRES: O amor de um Poeta Um poeta ama a muita...

O amor de um Poeta

Um poeta ama a muita gente,amores novos, amores
diferentes.
O poeta canta suas paixões, consegue enternecer
vários corações, mas em toda a sua vida de amores,
um que é real, sempre existirá.
Um amor que o prenda, domine e o faça ser verdadeiro.
Um amor aonde ele encontre a paz,a compreensão,
a reciprocidade.
A este amor amor sempre será fiel,sempre terá nele
a inspiração constante, quantos poemas e poesias
pensando nesse amor sairão ?
Às vezes, ou quase sempre, não será compreendido,
é dos poetas o privilégio de serem geniosos, e prepotentes.
Mas a verdade é simplesmente uma, quando um poeta ama,
traz a amada junto de si, mesmo em sua solidão.
E, quando a morte chegar, e a um poeta abrirem o peito,
todos a verão, tatuada em seu coração.

Roldão Aires
Membro Honorário da Academia Cabista de Letras Artes e Ciências
Membro Honorário da Academia de Letras do Brasil
Membro da U.B.E

1 compartilhamento
Inserida por RoldaoAires