Li Azevedo: 1- Tenho uma sósia que se chama Laura....

1- Tenho uma sósia que se chama Laura. Já me confundiram com ela em Goiânia, na Embaixada dos Estados Unidos em Brasília, na cidade de Goiás, Uruaçu, dentre outros lugares (Se algum dia falarem que fiz alguma coisa errada, foi ela).


2 - Evangélica, saia nos joelhos, nenhuma maquiagem, cabelos na cintura, já cantei e preguei, quando criança, para públicos enormes.


3 - Pulei a primeira série. Fui direto para a segunda.


4 - Minha primeira expulsão de sala de aula se deu na quinta série, na companhia de uma amiga que está no meu face. Fingi que fui embora e fui para o banheiro até a aula terminar. Aluna exemplar, fui obrigada a falsificar a assinatura da minha mãe para não apanhar.


5 - Cheguei atrasada na 2° fase da OAB na primeira vez em que prestei. Tava de ressaca. Passei no exame seguinte.


6 - Minha primeira viagem internacional foi para Inglaterra, e como a grande maioria das posteriores, foi para transformar chifres em asas. Funciona. Sempre.


7 - Sou sonâmbula (bato altos papos dormindo, saio, ando, portanto, se algum dia alguma coisa também acontecer, lembre-se: sou sonâmbula) .


8 - Odeio cantadas iniciais, abordagens etc. Pelas redes sociais então, putz!! Bloqueio quem fica me mandando "Oi, linda", "Bom dia, tarde, noite". Sou eu quem toma a iniciativa. Sempre.


9 - Adoro estrada, dirigir na BR, sozinha, e ouvindo Duffy.


10 - Só tive coragem para postar o que escrevo depois que uma amiga do face me descobriu no site pensador. E falou assim: é você, não é? Gratidão eterna, Rosangela Dumont!


11 - Quando entrei na polícia minha família achava que eu seria a Cadete Laverne Hooks ( -Por favor, senhor! Mãos na parede senão eu chamo a tia Nice!). Coincidência ou não, nascemos no mesmo dia do mês de maio, e temos a mesma altura. Pouca altura!


12 - Em Albufeira, no Algarve, em Portugal, eu não queria sair e a Lu Albernaz me "obrigou". Na rua das boates, bebi todos os shots de tekilas, vodkas e outros oferecidos às mulheres. Os meus e os dela. Subimos e descemos a rua várias vezes. No final, ela também me obrigou a ir embora. Áh, e cantei "Ai se eu te pego", no karaokê em Vilamoura. Não há vídeos ou outras testemunhas do fato que me conheçam. Assim espero.

1 compartilhamento
Inserida por LiAzevedo