Paula Monteiro: Não sou perfeita E nem quero ser ! Mas...

Não sou perfeita
E nem quero ser !

Mas sei que sou
O lumiar que aquece meus olhos
O vento que pulsa meus sonhos
A chuva mansa que irriga minh'alma
A semente que germina meu sorriso bonito
O lirismo das flores que brota meus dias de calma...

Sim, continuo ...

Minha caminhada é longa
e a estrada não prevista
Ora a ferida me grita
Ora a intacto me atiça.

Sou sobrevivente das oscilações
e tempestades da vida !

E tombo e tropeço e caio e submerso ...
Mas sempre volto à tona e me ergo .
Ah, eu sempre me levanto
com sede de busca e recomeço
É minha sina !

Trago na bagagem do tempo
a alquimia do vento
espinhos renascidos
dias não floridos
pés ressequidos
amores não vividos ...

Mas trago também
o canto dos passarinhos
e o semblante azul do céu nos sentidos .
Por isso sonho ...
Sonho e sigo !

Sou páginas de novas manhãs
e voo condor incolor
Sou asas de anjos
e a delicadeza da flor
Sou a sutileza das borboletas
e a teimosia do beija flor ...

Eu sou aflição e emoção
Eu sou reação e coração
Eu sou o luar e o regenerar
E pulso
E pulso
E pulso ...

Por isso ...
Sempre estarei pronta
para toda maldade e ventania derrubar
O rasgo da minh'asa remendar
A intempérie da vida me desviar
Ah, sempre estarei pronta
e bem vestida
para a lira de permanecer
a me auto amar .

1 compartilhamento
Inserida por Paulamonteiro