Rafael Andrade de Medeiros: Soneto da lamentação. Valores me...

Soneto da lamentação. Valores me disseras, devaneá-los-ia. Tentação, fossastes uma ilusão. Em ti confiaste, a ti creditaste. Fostes uma inspiração. Mal tens uma... Frase de Rafael Andrade de Medeiros.

Soneto da lamentação.

Valores me disseras, devaneá-los-ia.
Tentação, fossastes uma ilusão.
Em ti confiaste, a ti creditaste.
Fostes uma inspiração.

Mal tens uma oportunidade,
Caístes em traição.
Comumente, perdão o meu pediste.
Derradeiramente me enfureceste.

Deverias aceitar?
Se errando, porém, aprendemos,
Humanamente, assiálicos, lamentaremos.

Daria tudo por tais segundos, dizia ela.
Pra mim, soava como música o prantear dela.
Deveras perdoar? Quão os amava, cais orvalhos...

1 compartilhamento
Inserida por ramedeiros