R. Matos: Por toda parte que andar um paladino nas...

Por toda parte que andar um paladino nas histórias da terra antiga vai encontrar
Que seja colossal seus feitos, bravíssimo sua coragem para os pilares da eternidade do cosmo ultrapassar
Músculos e inteligência, físico de semideus astucia de um governante, sabedoria fascinante
Parece que nada derruba o herói poderoso
Como a coroa do leão com um nome tão forte mais de aparência frágil, pode vim a cair
Não foi um vilão, tarefa ou inimigo para quem o herói caiu combalido
Por uma donzela foi atingindo, sensação de peste negra pelo seu amor renegado em seus ombros caindo
Por todas as vezes em suas missões o destemido não esmoreceu
E por essa pequena princesa seu coração se encheu
Se sentiu vulnerável como nunca em suas façanhas, por mais armadura que tivesse penetrado como por flechas se sentia
O remédio para sua dor ou anestesia para sua fragilidade desta missão se incumbiu
Pensou e achou sou forte a protegeria de tudo, é riqueza com o meu esforço conquistaria
Jovem cavaleiro encapsulado, nem tudo na vida se conquista com status
Assim aprendeu na batalha da conquista quem manda é o amor
Dos monstros que enfrentou gigantes que desafiou, inimigos que esbarrou
De nenhuma forma como antes sua pele gelou, e sem coração acelerou
Seu medo era espantoso por ser rejeitado, nunca antes foi renegado
Com forte determinação ancestral, seguir para outros vales foi sua escolha real
Desvendar e seguir por outros ares, resolveu escalar novas missões para esquecer
Seu antigo afeto por ele não mereceu
Continue confortado, expiração de muito inclusive minha você se fez
Por tempos pensei em você me torna igual, voar pelas estrelas pelo infinito navegar
Ter uma reputação como a sua, para desfrutar
Mais como você enxerguei ser herói não precisa fazer salvamentos e coisas pitorescas
Bastar ser justo e valoroso com você mesmo, assim garantira ser com o próximo
Superar o desafio e amar com brio, o que faz seja o herói um pai para quem ama.

1 compartilhamento
Inserida por rmatos