Poeta mineiro do cerrado - LUCIANO SPAGNOL: BIOGRAFIA DOS MEUS VERSOS (soneto) Estes...

BIOGRAFIA DOS MEUS VERSOS (soneto) Estes meus versos simplistas versados Que aprenderam a poetar pelo cerrado Choram, riem, entre o trovar suspirado Suspiram e ... Frase de Poeta mineiro do cerrado - LUCIANO SPAGNOL.

BIOGRAFIA DOS MEUS VERSOS (soneto)

Estes meus versos simplistas versados
Que aprenderam a poetar pelo cerrado
Choram, riem, entre o trovar suspirado
Suspiram e pelas rimas são moldados

Os meus versos que um dia tão calado
Voam sujeitos feitos apalavrares alados
Desenhando talhos, pouco rebuscados
Mas que do coração quer ser consolado

São versos adolescentes, e apavorados
Que tentam o encanto pra ser encantado
Tão contentes e, leves pra serem levados

Estes meus versos, no vário devaneado
Tantas outras vezes no peito silenciados
Agora vão, encenados no palco do fado!

© Luciano Spagnol
Poeta do cerrado
2017, julho
Cerrado goiano

1 compartilhamento
Inserida por LucianoSpagnol