Joab Ramiro: (Um poema aos Angheluz) 110 - Estou...

(Um poema aos Angheluz)

110 - Estou acordando pra vida
120 - Começo e fuçar em meu passado
130 - Quero noticias suas
140 - Te desejo de volta mais não sei olhar na sua cara
150 - Peço ao demônio que se aproxime de mim
160 - O demônio ouve minha prece
170 - Você me procura do nada
180 - Novamente se aproximo de você
190 - Crio expectativas muito fugaz
200 - Você me faz uma proposta
210 - Fico todo sem jeito e sem saber dizer "não" eu acabo dizendo sim
220 - Tudo muda, minha cabeça roda, entro em estaze
230 - Começamos a procurar juntos
240 - Finalmente a casa tão procurada
250 - Entro na casa, pra morar
260 - Duas semanas depois posso sentir a indiferença
270 - Tenho um surto reprimido e calado dentro de mim
280 - Não aguento mais essa vida e busco de volta minha solidão
290 - Busco o psiquiatra por vezes e nada adianta
300 - Meu surto reprimido começa a se expor cada vez mais
310 - Quero sumir daqui, quero meu pai, meu porto seguro
320 - Choro sem parar, fico sem chão
330 - Explodo e jogo tudo para o alto para recomeçar mais uma vez.

1 compartilhamento
Inserida por JoabRamiro